Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

Repórteres em cenários difíceis

Testemunhos de:

Paulo Camacho, António Cancela e Luís Castro

 

publicado por Luís Castro às 16:33
link do post | comentar
59 comentários:
De maria moura a 21 de Janeiro de 2010 às 18:38
Boa noite Luis Castro
O seu post aparece-me em branco! Diz só 'reporteres em cenários dificeis'.
Bj
mmoura
De Luís Castro a 21 de Janeiro de 2010 às 19:55
Maria,
talvez seja problema da sua internet.
O vídeo é bastante longo.
Bj
LC
De maria moura a 21 de Janeiro de 2010 às 20:25
Obrigada Luis
Vou tentar perceber o que se passa.
Bj
mmoura
De Luís Castro a 21 de Janeiro de 2010 às 20:34
Voltei a confirmar.
Bj
LC
De maria moura a 22 de Janeiro de 2010 às 13:36
Obrigada Luis, o problema é mesmo do meu lado, está relacionado com a internet e os 'cabos'. Mas terei oportunidade de ver o video posteriormente.
Bj
mmoura
De Luís Castro a 22 de Janeiro de 2010 às 16:24
Força.
Bj e bom fds.
LC
De maria moura a 22 de Janeiro de 2010 às 18:18
Magicamente o video entrou! 30min que me pareceram 3min, foi delicioso de se ouvir. Três rostos bem conhecidos de cenários dramaticamente gigantescos. Gostei de saber da Vossa grandiosidade Humana perante estas perturbantes procissões de dor.
Mto obg Luis e um bom fds tb para si.
Bj
mmoura
De Luís Castro a 23 de Janeiro de 2010 às 15:38
Obg e igualmente.
Bjs e bom fds.
LC
De Inês Pedroso a 21 de Janeiro de 2010 às 23:59
Para uma futura jornalista, que é o meu caso, é bom poder vir aqui e aprender todos os dias mais um pouco :) Ouve-se, Lê-se, reflecte-se e forma-se personalidade.

Bj
Inês Pedroso
De Luís Castro a 22 de Janeiro de 2010 às 00:24
Obrigado, Inês.
Onde estudas?
Bj
LC
De Luís Castro a 22 de Janeiro de 2010 às 16:19
Ainda bem.
Volta sempre.
Bj
LC
De Tiagofurtado a 22 de Janeiro de 2010 às 02:28
Boa noite. Faço das palavras da Inês as minhas isto porque sou aluno do 3º ano do Curso de Comunicação Social e Cultura da Universidade dos Açores. Nesta pequena entrevista foram abordadas questões que, nós nas aulas, ouvimos e aprendemos na teoria, mas o testemunho dado por cada repórter mostra as condicionantes dessas teorias num palco real, quando um jornalista enfrenta o momento...
Aprendi muito nesses 30 minutos, acredite...De tal forma que gostaria de saber como posso colocar o video no blog do meu curso.

Continuação de boa noite e um obrigado por partilhar este video e a sua experiência.

Ps: Um forte abraço e um desejo de rápidas melhoras ao Vítor Gonçalves.
De Luís Castro a 22 de Janeiro de 2010 às 16:20
Tiago,
volta sempre.
Tudo de bom.
Este é um espaço de partilha e de livre opinião.
Ab.
LC
De Luís Castro a 22 de Janeiro de 2010 às 23:15
Desculpa não ter respondido à tua questão.
Podes importar o link

http://sic.sapo.pt/online/video/programas/companhia-das-manhas/2010/1/reporteres-no-terreno20-01-2010-164416.htm

e colocar no teu blog pela edição avançada.
Sabes como é?
Ab.
LC
De MrCosmos a 22 de Janeiro de 2010 às 13:54
caro Luis,
que a sua integridade jornalistica assim o preserve.

Hoje lançava-lhe daqui um desafio, pois estarei curioso de sua opinião sobre a discussão gerada em torno da questão das escutas anónimas disponibilizadas, e da desculpabilização/desvalorização popular da sociedade pelo quebrar de regras, pois alega-se interesse público.
Como o apito dourado, são vários os exemplos em que o 4º poder (e eu não tenho duvidas que é este 4º poder que as disponibilizou) se mostra querer substituir a justiça legitima, aludindo a justiça popular, mediatizada e discriminada. O tal interesse público...
Vide o caso Esmeralda, hoje já não interessa, como o Haiti será para o lado que dormiremos melhor, quando vocês, 4º poder, assim entenderem que chegou a altura de o esquecer-mos.

Fica o repto, quiça, para post...

Abraço.
PC.
De Luís Castro a 22 de Janeiro de 2010 às 16:33
Cosmos,
gostei do desafio mas estou sem tempo para escrever um post com esse tema e com a serenidade necessária.
Resumidamente:
Escutas
Palhaçada!
Quando não conseguem provar na Justiça, tentam condenar na comunicação social (escutas na net ou livros).
Esmeralda vs Haiti
O que interessa é esgotar o filão. A CS anda de drama em drama. Mas não é de agora.

Vou escrever um artigo para uma revista sobre o papel actual dos jornalistas: actores ou mediadores. Depois vou publicar aqui no blog.

Ab.
De Sónia Pessoa a 22 de Janeiro de 2010 às 21:13
Ao ouvir-te senti saudades dos tempos de redacção no Público, senti saudades dessas proximidades com grandes almas do jotnalismo como tu... fiquei com a lágrima ao canto do olho... que saudades... que pena nunca termos trabalhado juntos, e estávamos tão perto. Admiro-te muito, tanto, que muitas palavras não chegam para o dizer... pronto, e fico por aqui, pois já choro baba e ranho...
De Luís Castro a 23 de Janeiro de 2010 às 15:39
Bjs.
Foi pena o jornalismo ter perdido um valor como tu!
LC
De Sónia Pessoa a 22 de Janeiro de 2010 às 21:17
Quando, e se, tiveres tempo, passa no meu cantinho. Escrevi um post sobre a Reportagem Linha da Frente, que teve vários comentários (dá uma espreitadela aos comentários) e gostava de saber a tua opinião sobre o assunto. Beijo
De Luís Castro a 23 de Janeiro de 2010 às 15:42
Ok.
É para já.
De Sónia Pessoa a 23 de Janeiro de 2010 às 16:05
Não me deste a tua opinião... ou não podes fazê-lo?
De Luís Castro a 27 de Janeiro de 2010 às 07:42
É isso.
Não posso.
Bj
LC
De Sónia Pessoa a 27 de Janeiro de 2010 às 21:21
Pois... ganda confusão que vai por lá no meu canto à custa desta reportagem, é só recados para o teu colega José Ramos e Ramos... beijocas
De Luís Castro a 28 de Janeiro de 2010 às 19:20
Bjs
LC
De Miguel Venâncio a 22 de Janeiro de 2010 às 21:29
Boa noite Luís,

Gostei da entrevista.

Grande abraço.

Miguel Venâncio.
De Luís Castro a 23 de Janeiro de 2010 às 15:40
Obrigado.
Tudo bem?
LC
De Miguel Venâncio a 25 de Janeiro de 2010 às 18:42
Tudo bem, Luís.

E voçês, também ?
Aparece um dia destes, no CE para conversarmos.

Abraço.
Miguel Venâncio.
De Luís Castro a 27 de Janeiro de 2010 às 07:51
Prometido!!!
Ab.
LC
De Pedro Oliveira a 22 de Janeiro de 2010 às 21:47
Por motivos profissionais não tinha visto este programa, 3 grandes senhores da comunicação juntos.
Gostei muito.
Grande abraço para ti, bom fim-de-semana.
De Luís Castro a 23 de Janeiro de 2010 às 15:40
Igualmente!
LC
De Catarina Melo a 24 de Janeiro de 2010 às 00:46
Faço uma vigia frequente a este espaço :) penso nunca ter comentado nenhum post, embora tenham sido já vários os que me despertaram reacções.

Este é diferente: porque inspira.

Sublinho-lhe a sensibilidade, o bom senso e o espírito de missão.

Agradeço-lhe

Catarina Melo
De Luís Castro a 27 de Janeiro de 2010 às 07:45
Catarina,
não a "conhecia".
Volte sempre.
Obrigado!
Bjs
LC
De Pedro Marques a 25 de Janeiro de 2010 às 14:59
Luis, como se chama a enviada especial da rtp no haiti? Não há melhor na televisão pública? A mulher parece que está sempre a segredar nas reportagens ... para já não falar nos directos.
Porque não foi o luis?
De Luís Castro a 27 de Janeiro de 2010 às 07:49
Pedro,
estou de partida para outras paragens.
De resto, já devia ter partido.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds