Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

“Foda-se! Vê onde pões a merda dos pés!”

São 7h30 da manhã. O silêncio no vale de Arghandab é interrompido pela viola de um americano. Pergunto-lhe se está a descontrair antes da patrulha de combate.

“É! É uma forma de relaxar e de manter a cabeça limpa”, responde-me o sargento Gloyer.

 


 

Gloyer tem 26 anos, é da Pensilvânia, não tem filhos, “só dois cães”, diz-me com um largo sorriso, tão largo como este vale, onde os soviéticos nunca conseguiram vencer os mujhaedines. Também por isso os americanos levam tudo ao mais pequeno pormenor. Nós também.

 


 

É o mesmo Gloyer quem vai comandar a patrulha de combate.

Ele pede aos soldados e a nós que estejamos muito atentos a tudo e a todos.

 

Atravessamos duas aldeias e entramos no vale. Esta patrulha é mesmo à procura dos talibãns. A anterior tinha sido mais de persuasão do que de combate.

Já me tinham avisado que ia ser “durinha” fisicamente.

 


 

Saltamos muros, atravessamos campos lavrados, paramos, escutamos, mas não há sinal dos insurgentes, apenas de um agricultor que recolhe lenha e quase nos ignora. Os soldados americanos e afegãos observam-no à distância e seguem-lhes todos os movimentos. Este é inofensivo, pelo menos agora.

 

 

“Foda-se! Vê onde pões a merda dos pés!” A tradução é soft. Saíram mais palavrões da boca do sargento Gloyer quando um dos paraquedistas quase pisava uma granada de artilharia. Está abandonada e em muito mau estado. Via rádio, é chamada uma equipa especialista em explosivos.

 

 

Os soldados procuram mais objectos considerados suspeitos e assinalam-nos. É alargado o perímetro de segurança e Gloyer pede a um dos soldados que mande parar quem se aparecer naquele caminho. “Não quero ficar em picadinho!”, remata o sargento. Registo o momento com a micro câmara.

 

 

O primeiro afegão que aparece, ao ver um soldado americano aproximar-se, imediatamente levanta os braços para ser revistado. Chegam mais e a situação torna-se descontraída, tão descontraída que Tuaer, um dos soldados afegãos tenta demonstrar que é mais forte do que nós. Faz braço-de-ferro com o sargento e desafia-me a levantar a perna até à mão dele.

 

 

Tuaer pede-me água e cigarros, dá-me nozes e uma promessa:

“Vou-te proteger enquanto estiveres no Afeganistão!”

Não sei se isso é bom ou se é mau.

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 01:11
link do post | comentar
93 comentários:
De João Oliveira a 11 de Fevereiro de 2010 às 02:57
Espero sempre ansiosamente pelos breves momentos em que consegues vir à internet. A maneira como contas o que se passa aí no Afeganistão prende-me na leitura!

Cuidado contigo ;)
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:47
Obrigado.
Até breve.
LC
De Bruno Espada a 11 de Fevereiro de 2010 às 08:26
Espero que ele cumpra a promessa!!!!

;)
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:50

Eheheheh
Ab.
LC
De Helena Castro a 11 de Fevereiro de 2010 às 08:58
Sempre em forma e preparado para o que der e vier!
Até aí te aparecem nozes só faltam as cerejas...
Que a tua estrelinha te continue a guiar e proteger.
Bjos e cuidados.
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:51
Cerejas!
Está quase, não é?
Bj
LC
De mjoaoferreira a 11 de Fevereiro de 2010 às 09:22

Sou uma desconhecida que encontrou o seu blog por acaso,gostei, por isso lhe deixo aqui uma mesagem

Que Deus guie sempre os seus passos e que Tuaer cumpra a sua promessa.

Até...................... à volta
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:52
Obrigado e volte mais vezes.
Bjs
LC
De Caminheiro a 11 de Fevereiro de 2010 às 09:30
Bom dia,

Encontrei este blogue por acaso, mas devo dizer que fiquei leitor assíduo. Os relatos feitos deixam-nos outra imagem daquilo que poderá ser uma verdadeira guerra, feita diariamente, sempre com o tal "cheiro a pólvora" que, simultaneamente, nos assuste e nos cativa.
Obrigado por este relato.
E faço votos para que tudo corra bem por essas bandas.

Caminheiro
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:53
Obrigado.
E espero que "caminhe" por aqui mais vezes.
Ab.
LC
De PLonga a 11 de Fevereiro de 2010 às 10:27
Boas Luís!!!

Mas que grande forma que estás, grande elevação, estás pronto para a luta :):):)

Realmente é fantástico a forma como relatas os factos, estou sempre a vir ao blog á espera de novidades. Vejo que vocês continuam bem e claro fico contente e que assim continue
Quanto ao teu novo "amigo" que arranjas-te ;), acredito que ele tenha dito “Vou-te proteger enquanto estiveres no Afeganistão!” de boa fé, e que irá ser bom:)

Grande abraço para os dois fiquem bem:
Luís/Paulo
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:54
Sei lá...
Por aqui não se pode confiar em ninguém.
Ab.
LC
De Amiga invisível a 11 de Fevereiro de 2010 às 10:31
Essa gente já tem a guerra no sangue, corre-lhes nas veias a adrenalina do cheiro a pólvora, acho que já não sabem viver de outra forma... Posso estar redondamente enganada, mas é a minha intuíção!

Perante esta realidade, só me resta dar mais valor ao que tenho.

Mantenham-se Vivos!

Amiga invisível
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:56
Está prometido.
Bj
LC
De patti a 11 de Fevereiro de 2010 às 11:01
Olá Luís,

Vejo que pelo menos ainda se descontrai um pouco e agora com um protector e tudo!
Sempre cuidado... continuação de muita sorte.
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:56
O Tuaer é um verdadeiro "cromo"!
Bj
LC
De RUI FERREIRA a 11 de Fevereiro de 2010 às 11:48
mais um dia passado sem incidentes, mas eles andam por aí. muitos dias parados no mesmo sítio sem acontecer nada dá para desconfiar. a táctica da guerrilha é assim. depois de repente vem a tempestadade.já teem tudo preparado menos vocês que estão a entrar nuna de relax e quando menos esperarem caem numa emboscada.oxálla me engane...rui e sorte para todos
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:59
Não foi desta.
Ab.
Lc
De rosario paez a 7 de Outubro de 2015 às 14:02
É MUITO MARAVILHOSO
Se eu encontrei o sorriso é graças a Alain BOULARD,
porque eu recebi um empréstimo de€ 17.000 em quatro dias que eu tenho tanto tempo de pesquisa e dois de meus colegas também têm recebido empréstimos de este SENHOR, sem qualquer dificuldade, com uma taxa de 2% ao Ano.Se eu postei essa mensagem , ele é o testemunho de bondade e de boa fé, este Senhor que fez os empréstimos e as amortizações do crédito financeiro.Para todos os seus benefícios, por favor, ou de outros serviços financeiros,por favor, contactado: alain.boulard@mail.ru
De RUI FERREIRA a 11 de Fevereiro de 2010 às 12:01
esqueci-me de um pormenor. não é a tropa que vai ao encontro dos guerrilheiros. eles próprios irão encontrar-vos onde acharem mais conveviente.os caminhos de olhos fechados conhecem eles muito bem....boa sorte...
De Luís Castro a 12 de Fevereiro de 2010 às 21:57
Obrigado.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds