Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Tudo por uns minutos de fama...

Até onde poderá ir a Televisão?

 

A Televisão pública francesa exibiu ontem à noite um documentário sobre os limites dos Reality Shows.

O programa tentava perceber até onde as pessoas estão dispostas a chegar por uns minutos de fama, sujeitando-se até a choques eléctricos próximos de um nível fatal para a vida humana. 

 

E vocês,

o que estariam dispostos a fazer por uns minutos de fama? 

 

 Luís Castro

publicado por Luís Castro às 19:50
link do post | comentar
31 comentários:
De Diogo Rodrigues a 18 de Março de 2010 às 20:26
E vocês,

o que estariam dispostos a fazer por uns minutos de fama?

Nada, rigorosamente nada, geralmente quem tudo faz para aparecer nunca aparece e quem nada faz geralmente aparece...

abraço

Diogo
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 19:59
Sem mais!!!
Ab.
LC
De Genny a 18 de Março de 2010 às 21:27
Sabes Luís, eu não passo de uma actriz sem nome nesta grande peça de teatro que é a vida! Mas mesmo assim, não troco este anonimato pelo ridiculo a que certas pessoas se expoem para alcançar a fama. Minutos de agradecimento merecem as pessoas que lutam diariamente para tornar a nossa vida mais confortável, o padeiro que leva o pão à nossa mesa, o médico que nos alivia da dor, a luz que chega a nossa casa. E raras as vezes sabemos agradecer esses gestos tão banais!
Fama...aparecer na televisão, sorrir hipocrisia, dizer falsidade e aplaudir o vazio...para quê?!
Fantasias?! Não, obrigada!
(estou a adorar o livro até agora! fico arrepiada cada vez que viro a página)
Fica bem!
Bjs
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:00
Ainda bem que estás a gostar!!!
Bjs e bom fds.
LC
De Elsa Silva a 18 de Março de 2010 às 21:46
Luís,
quando é que a reportagem "Cemitério dos Impérios", vai para o "ar"?
Bjs.
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:02
Vai na próxima quarta-feira.
Foi adiada por causa das entrevistas aos candidatos à liderança do PSD.
Bjs
LC
De pink poison a 18 de Março de 2010 às 23:34
eu não faria muito, sou autêntica e tenho algum talento. Descubram-me, eu estou aqui
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:03
Onde???
LC
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:03
E que talento???
Bjs
LC
De pink poison a 21 de Março de 2010 às 00:43
Segundo chefias e o cientista que me conhece: o poder da escrita, de observação, de pôr em prática, e sou suspeita para continuar...
Beijos
De Luís Castro a 24 de Março de 2010 às 17:59
E continua!
LC
De pink poison a 21 de Março de 2010 às 00:37
No meu blog, numa conversa... Sou um diamante por lapidar. Dito por alguém com legitimidade para isso, um investigador com feitos fantásticos na sua area, e em Portugal... Aparentemente a D. Zita Seabra acha que eu não tenho introdução, só corpo e conclusão mas eu lamento pois é assim que escrevo e não serie a minha essência se o mudasse e A sociologia ainda não é bem aproveitada neste país...
não preciso de fama, preciso de reconhecimento pelo que sei, pelo que faria, pelo que sou
De Luís Castro a 24 de Março de 2010 às 17:58
Anda por aí tanta "abécula" com reconhecimento e sem qualquer mérito para tal...
É verdade.
Porque não tentas outras editoras?
Bj
LC
De pink poison a 27 de Março de 2010 às 01:34
Tento sim e sim, muitas acéfalas andam or aí com Dr, Catedrádico e são bestas! No entanto, esta minha frustração de me sentir um diamante por lapidar, atenua-se quando conhecço gente genial. Genial que crescre neste país, na sua área (n posso divulgar nomes, desculpe) e o Luís Castro. Que, ganhe os € que ganhar, ama a sua profissão, e a si que nos dá os olhos para vermos outras realidades e que arrisca a vida, não para o mediatismo mas por paixão, só tenho que agradecer. Ao cientista português que conheço, agradeço o prestígio dado e outras fuguras que... curiosamente, me admiram pela escrita. Um muito obrigada a quem ama a humanidade, a sua profissão...
E um beijinho
De Luís Castro a 29 de Março de 2010 às 21:54
E sempre de cabeça levantada!
Força!
Bjs
LC
De J R a 18 de Março de 2010 às 23:53
Boas

Eu por uns minutos de fama não faria rigorosamente nada,participar em Reality Shows está fora de questão.
Ser discreto e não "dar nas vistas" para mim é uma forma de estar.

Abraço
J R
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:05
Acredite que é o melhor que pode fazer.
Ab.
LC
De JP a 19 de Março de 2010 às 00:10
Boa noite Luís.
Não se trata de fama, na maioria dos casos trata-se de vergonha!
Esta sociedade está nívelada pela mediocridade, pelo show off, pela fama a qualquer preço.
Vou contar um pequeno episódio. Na escola onde dou aulas houve um situação que despertou a atenção dos media. As crianças deixaram de brincar para fazerem palhaçadas à frente das câmaras, e com orgulho diziam ..."vou aparecer na TV".
É algo preocupante que o mérito esteja na gaveta e a mediocridade seja considerada fama!
Eu nada farei para a fama da TV.
Quando fui para a tropa dizia-se: Quem passar por cá (tropa) sem ser identificado é porque não se destacou por ter a mania que é esperto, ou por se demasiado parvo.
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:10
As pessoas estão dispostas a quase tudo só para aparecer na televisão.
Conheço muito boa gente assim.
Ab
LC
De filha do administrador a 19 de Março de 2010 às 11:52
é dificil dizer.
eu diria de imediato --- não iria a lado nenhum, não transporia as minhas questões morais e de ética
mas aposto que todas as pessoas do programa dirião o mesmo antes de lá estar

a única coisa que sei é que sou capaz de matar para defender as "minhas pessoas chegadas" se necessário
o resto nem quero pensar que sou capaz de fazer uma coisa como a apresentada no documentário
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:17
Para defender os "nossos"
somos capazes de quase tudo.
É o nosso instinto.
Bj
LC
De Jacinta Oliveira a 19 de Março de 2010 às 13:56
Boa tarde.,
Eu também não faria nada, quem vai à procura de fama é porque pensa que vai ganhar imenso dinheiro, e ficam é pior do que estavam antes de serem conhecidos.
Basta pensar onde estão aqueles que participaram nos reality shows em Portugal, fiz uma pesquisa na internet e sei que um tentou se suicidar, dois foram presos, etc...As pessoas que entram nesses programas são esquecidas rapidamente.
Fazem figuras ridiculas e o mais grave é existir estes programas onde crianças assistem, mas infelismente o que vende é estes programas, o povo cola-se à televisão para ver a figura triste dos outros.
Sou contra este tipo de programas.

Cumprimentos.,
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:19
Poucos estão preparados para enfrentar o momento em que deixam de aparecer na televisão e passarem novamente à sua normal condição de cidadão comum.
Bj
LC
De Anónimo a 19 de Março de 2010 às 18:18
Há tanta coisa por aí (insane) ... as pessoas sujeitam-se, tentam dar o salto..., quem sou eu para as criticar, eu não posso, porque a vida tem sido uma maravilhosa mãe para mim... sei lá o que nos passa pela cabeça em situações de sobrevivência..., de desespero humano...
Mas sou a favor de programas onde se descobrem talentos artisticos e o "American Got Talent" é uma boa surpresa, todos se lembram da Susan Boyle e da sua impressionante actuação. Dei um exemplo estrangeiro para não criar susceptibilidades. Sei lá...
bj
mmoura
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:20
Este país tem pessoas muito sensíveis, é verdade.
Bj
LC
De maria moura a 19 de Março de 2010 às 18:19
Falhei o preenchimento, do comentário anterior, mas ao menos assinei :-)
bj
mmoura
De Luís Castro a 20 de Março de 2010 às 20:21
Visto.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds