Domingo, 25 de Abril de 2010

Ai se Abril soubesse !

Mas porque razão o 25 de Abril tem de ser um símbolo da Esquerda?

 

 

Concordo com Aguiar-Branco quando diz que os símbolos da Revolução de Abril “não pertencem a nenhum partido, mas a todos os portugueses”.

 

Surpreendente, sem dúvida, o discurso de um dos poucos políticos que ainda gosto de ouvir e que teve o ponto alto quando motivou os protestos do PCP ao recorrer a Lenine para caracterizar o estado do país:

"Uma organização morre quando os de baixo já não querem e os de cima já não podem".

 

Igualmente bem apanhada a adaptação do O CDS para os três 'D' do 25 de Abril – Democratizar, Descolonizar e Desenvolver. Para a direita,

“O país vive hoje sob o signo de outros três 'D' :

Dívida, Défice e Desemprego”.

 

Recordo o que escrevi no 25 de Abril do ano passado continua bem actual:

 

Numa coisa somos bons: a encolher os ombros.

Quando nos saúdam com um como estás?, encolhemos os ombros e respondemos: «Mais ou menos…»

Quando alguém se cruza connosco e atira um como vais?, encolhemos os ombros e suspiramos: «Assim-assim…»

Quando nos desafiam com um decide lá o que queres, encolhemos os ombros e dizemos: «Tanto faz…»

 

É verdade, somos uns meias-tintas!!!

Ficamos sempre a meio.

Não temos a coragem de ir até ao fim.

 

O que me irrita é que nós não éramos assim.

 

Ai se Abril soubesse

o que me apetece!

 

Luís Castro

 

*** Post do 25 de Abril do ano passado:

http://cheiroapolvora.blogs.sapo.pt/73422.html

publicado por Luís Castro às 13:09
link do post | comentar
43 comentários:
De PCCVG a 25 de Abril de 2010 às 17:02
Sem dúvida, um dos poucos politicos actuais (ligado a cargos de notariedade), que sempre pautou as suas intervenções por uma ética que infelizmente não é habitual na grande maioria, o que tambem contribui para o afastamento de parte da população da politica e no caso particular grave, das eleições.
Porque é que alguem ha-de reclamar como seu o que é de todos e o contrário, porque é que quem não adopta qualquer desses simbolos e apenas porque não gosta, há-de ser conotado como contra a ideologia representada pelos mesmos.
Porque infelizmente vivemos numa sociedade de estereotipos e em que a imagem é o importante em detrimento do conteudo, em que por ex. quem gosta do vermelho tem que ser do Benfica (e ainda bem, ah!ah!ah!) e quem não gosta do FCP , tem que ser contra o Porto.
Realmente é uma pena, como é que um povo que "deu novos mundos ao mundo", agora não consegue sair do marasmo e da cepa-torta?
Uma expressão que por vezes uso e que ouvi uma vez a um grande militar actual, é a de que há 3 tipos de pessoas na vida: as que fazem as coisas acontecer, as que veem as coisas acontecer e as que perguntam "o que é que aconteceu'".
Nós portugueses infelizmente cada vez mais estamos nos 2 ultimos grupos, quando fomos durante seculos do primeiro.

Ab
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:43
Não conheço Aguiar Branco pessoalmente,
mas tenho boa imagem dele.
Ab.
LC
De Nuno a 25 de Abril de 2010 às 17:37
Eu acho que se está a acreditar demasiado no encolher de ombros dos portugueses, mas tal como os vulcões os mais silenciosos e aparentemente inactivos, acabam por ser o mais violentos, acho que este pais se está a tornar num gigantesco barril de polvora, qualquer dia só falta a faisca, a semente da revolta está a crescer nas pessoas e noto isso
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:49
Como diz o povo:
"CUIDADO COM A FÚRIA DE UM HOMEM PACIENTE".
Ab.
LC
De gena a 30 de Abril de 2010 às 11:28
concordo
De Daniel a 25 de Abril de 2010 às 21:11
No fundo é verdade. Temo ver o país entregue à esquerda. Mas parece que hoje é moda ser-se comunista (mesmo nao percebendo ponta dos ideais, ide perguntar a essa malta jovem porque votam no Bloco de Esquerda... a resposta deve estar entre "porque é boa onda" ou por outro motivo qualquer que só faça sentido numa cabeça onde já so funcione o teco... o tico faleceu de tédio)
De Nuno a 25 de Abril de 2010 às 23:58
Olhe que não é bem assim, eles sabem bem mais do que você pensa, e acredite quando lhe digo quer o PCP quer o Bloco já pouco de comunistas tem, hoje situam-se muito mais perto da social democracia, lamento desaponta-lo mas o PSD nem se devia denominar social democrata, e a a mim assusta-me me ver o pais entregue á direita, basta ver o que ela tem feito por esse mundo fora, as ideologias deles estão no núcleo da crise mundial actual, o neo-liberalismo que o PPC tanto apregoa agora como salvador da patria, estão a caminho do cemitério para ser sepultado, ao lado do pseudo comunismo da união soviética
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:50
Visto.
LC
De Daniel a 26 de Abril de 2010 às 15:30
Pontos de vista... a ideia que transmitem é que são partidos ainda muito presos às ideologias e que se movimentam nesse circulo nao querendo sair para não chocar os mais obtusos. Não parece haver muita ginástica de ideias. Mas lá está... pontos de vista. Respeito o seu.
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:50
A crise origina sempre o reerguer de alguns valores esquecidos e amarrotados pelo dito Capitalismo.
Ab.
LC
De patti a 26 de Abril de 2010 às 09:02
Tudo tão verdade, Luís ...
De Pedro Oliveira a 26 de Abril de 2010 às 11:57
Bem aparecida seja Sra PresidentA. Tudo ok consigo?
bjs
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:56
"PresidentA" ???
LC
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:51
Infelizmente...
Bj
LC
De RUI FERREIRA a 26 de Abril de 2010 às 10:00
subscrevo o que o nuno diz. muito bem na primeira intervenção. boa na segunda. está tudo muito bem explícito.....
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:53
Visto.
LC
De Pedro Oliveira a 26 de Abril de 2010 às 11:56
Olá meu caro,
É coimo dizes, a mania que o 25 Abril é de esquerda é tão ridiculo, como ridiculo foi a dita esquerda não aplaudir Cavaco Silva.
abr
De Nuno a 26 de Abril de 2010 às 12:47
Não é tão ridiculo quanto isso, já que foram os sectores de esquerda dentro do exercito que levaram a cabo a revolução, mas hoje em dia é um dia para todos, porque hoje ainda há muita gente na esquerda que continua a recusar o facto de os fundadores do PPD actual PSD também tentaram reformar o sistema por dentro, o seu contributo também foi importante.

Quanto ao cavaco, falou bem mas continua a faltar acção da sua parte, só por isso não foi aplaudido
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 14:06
Visto.
LC
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 13:55
Não aplaudir foi uma atitude.
Não é novo vindo do PCP.
Ab.
LC
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 22:32
Não aplaudir foi uma atitude.
Não é novo vindo do PCP.
Ab.
LC
De maria moura a 26 de Abril de 2010 às 12:43
Eu tenho a ideia que o 25 de Abril foi um golpe de Estado militar que derrubou o regime ditatorial de Marcelo Caetano (herdado de Oliveira Salazar). Esse golpe de Estado que derrubou a ditadura, foi conduzido por oficiais militares (MFA) e penso que não está relacionado com ideologias comunistas, mas sim com a liberdade do povo português. Curiosamente li algures que se chama tb a revolução dos cravos, pq uma florista deu um cravo vermelho a um soldado, na rua, que de imediato o colocou na espingarda e todos os outros o imitaram!!!
Luis eu não acho que o teu comentário sobre "encolher os ombros" seja tão assim, penso que é feitio dos portugûeses. Tb acredito que não precisamos de mais uma geração para mudar de atitude. Eu vivo cercada por jovens e apercebo-me que já não pensam nem agem como os nossos pais :)
Há que mudarmos o conservadorismo, em todas as vertentes, para se ser feliz e não viver de acordo com a opinião dos outros. Sermos exactamente nós mesmos.
bj
mmoura
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 14:05
Os mais novos já não pensam como nós,
mas quando são atirados para a vida,
acabam dominados e manipulados pelo sistema.
bjs
LC
De maria moura a 26 de Abril de 2010 às 18:49
Pois...
Reconheço que é inteiramente verdade.
bj
mmoura
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 20:04
Acabam "castrados".
Bjs
LC
De Genny a 26 de Abril de 2010 às 13:43
Olá Luís!
Concordo com tudo o que escreves. Na minha modesta opinião a Revolução de Abril foi feita por um povo que gritou bem alto Basta! E estamos a precisar novamente desse espirito!
Tudo de bom!
Bjs

De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 15:25
Depois,
esse mesmo povo, sentou-se na berma da estrada a ver passar... comboios.
Que de resto, também já não passam - estão em greve!
LOL
Ab.
LC
De Genny a 26 de Abril de 2010 às 16:37

prontesss...como tá tanto calor vamos ver passar navios!!
Bj
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 20:03
Ou sentar na praia e ver corridas de baleias!
LOL
Bjs
LC
De Genny a 26 de Abril de 2010 às 20:43
e não era preciso ir para muito longe!!!! a começar por mim...baleia mor!!!
Bjs
De Luís Castro a 26 de Abril de 2010 às 22:24
Bjs
LC
De PLonga a 27 de Abril de 2010 às 23:41
E ainda faltam mais uns "D´s" amigo Luís; Duvida Do Destino Do Dinheiro ;-)

Abraço...
De Luís Castro a 28 de Abril de 2010 às 22:40
Ui!!!
Tantos D´s que andam por aí!
Ab.
LC
De Diogo Rodrigues a 28 de Abril de 2010 às 00:29
Podem-me chamar maluco, mas tenho a ideia que o comunismo daqui a uns séculos vai desaparecer completamente, completamente desajustado ao século XXI

O mundo mudou desde o séc. XIX

abraço

Diogo Rodrigues
De maria moura a 28 de Abril de 2010 às 08:35
..."Séculos"!!! Eu nunca me apercebi da sua existência (do comunismo). Há uns anos atrás via-se escrito por aí nas paredes:"vamos acabar com os ricos", errado, acho eu. Deveria ser "vamos acabar com os pobres", ou seja lutar-se por atingir a qualidade de vida para todos os cidadãos, isso sim, seria digno de todos, comunistas, socialistas, capitalistas...
mmoura
De Diogo Rodrigues a 28 de Abril de 2010 às 20:09
O problema é que cada vez mais o fosso vai aumentando, e não me parece que actualmente se consiga diminuir


Diogo Rodrigues
De Luís Castro a 28 de Abril de 2010 às 23:00
Visto.
LC
De Luís Castro a 28 de Abril de 2010 às 22:46
Visto.
LC
De Luís Castro a 28 de Abril de 2010 às 22:45
Tudo muda.
Também o capitalismo.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds