Domingo, 26 de Setembro de 2010

Comandos regressam

Tropas de combate portuguesas abandonam o Afeganistão já esta semana.

 

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 22:23
link do post | comentar
16 comentários:
De sofiaandreazza a 27 de Setembro de 2010 às 14:29
Oi, anjo!

Penso que tu gostarás desta notícia:

O livro com o poema ‘VIDA: Já perdoei erros quase imperdoáveis’ já está nas livrarias de Portugal. É um lindo livro ilustrado!

Estou a deixar o link do vídeo do livro no You Tube para que tu espreites também. Está muito bonito.

http://www.youtube.com/watch?v=UmgROzFwzcA

- Beijinhos...
De Luís Castro a 28 de Setembro de 2010 às 21:11
Já vi.
Está bonito.
Vou comprar.
Bjs e obrigado
De alex a 27 de Setembro de 2010 às 22:13
querido Luis vi a sua ...tua repotegem no noticiério de fim de semana da RTP e pensei...estás com saudades de ir para lá para o cenário da guerra..se calhar não gosto de o..te ver port cá e admirar-te á distância de uma cidade ou do mundo inteiro!!
muito obrigada por tanto!
beijos Alex
De Luís Castro a 28 de Setembro de 2010 às 21:12
Alex,
é verdade, gosto mais de andar "por lá".
Bjs
De Kok a 27 de Setembro de 2010 às 23:11
São de sublinhar as palavras desse último militar que falou e disse que:
-a maior recompensa que trás é o sorriso das crianças!
Lembra Augusto Gil que na balada da neve já questionava:
... e as crianças, Senhor?
porque lhes dás tanta dor,
porque sofrem assim...

Porque elas não merecem tal sorte, digo eu!
Abraço!
De Luís Castro a 28 de Setembro de 2010 às 21:14
Foi o que mais me tocou por todas as guerras por onde andei!
Abraço
De Anónimo a 28 de Setembro de 2010 às 11:15
Porque é que as suas reportagens endeusam sempre os militares portugueses?! Nunca compreendi este espírito portuguezinho de nos rebaixarmos aos "nossos" no estrangeiro.
É verdade que muitos desses senhores iniciaram uma carreira militar como voluntários, mas a verdade é que neste momento estão a ser pagos (muito bem por sinal) para desempenhar uma função. O que tem isso de extraordinário?
De Carla Cruz a 28 de Setembro de 2010 às 16:49
Olá Sr. Anónimo! Acho que pegou naquilo que menos interessa, ou seja se são ou não voluntários e pagos. Aqui o que interessa, é que independentemente de tudo, os nossos militares consigam ir para terrenos de conflito com um verdadeiro espírito de missão, fazendo aqueles que não têm nada (ou tem em demasia, dependendo da perspectiva...) acreditar que o mundo se preocupa com eles, mesmo que esse mundo seja afinal um cantinho da Europa. Este é que deve ser o espírito do "novo português" e não manter apenas a voz crítica denotando um camuflado espírito de inferioridade que geralmente se esconde por trás do anonimato...
De Anónimo a 28 de Setembro de 2010 às 18:43
Crala Cruz
Se os militares véao p'ra la é pq querem ninguém obriga e se vão é pq ganham bom dinheiro por isso...
De Luís Castro a 28 de Setembro de 2010 às 21:20
LC
De Luís Castro a 28 de Setembro de 2010 às 21:19
LC
De Luís Castro a 28 de Setembro de 2010 às 21:17
Caro anónimo,
quando vou a países onde estão ou vivem portugueses,
eles são, quase sempre, a minha prioridade.
Errado? Não acho.
"Rebaixar"? Não sei do que se refere.
"Extraordinário", também. Basta carregar uma bandeira do meu país para que seja "extraordinário".
Volte sempre que eu responderei sempre.
Abraço
LC
De Anónimo a 1 de Outubro de 2010 às 00:19
caro luis,
procurar os tugas no estrangeiro está demodé. isso não é jornalismo. isso é bacoquismo!
De Luís Castro a 4 de Outubro de 2010 às 13:04
Caro "Anónimo",
é por isso que o jornalismo está como está.
É preferível ir à procura das meninas da Playboy que colocaram a sua virgindade à venda na Internet,
ou das cusquices da Carla Bruni, não é?!
LC
De João Martins a 4 de Outubro de 2010 às 14:56
Caro Luís
Sigo com interesse o seu blog.
Relativamente a este post , peço-lhe que corrija uma pequena imprecisão.
Os nossos militares não vão ABANDONAR o Afeganistão. Chegada a hora da missão cumprida, regressam a casa. Por cá, ainda ficamos uns quantos e continuamos a levar a carta a Garcia.

Quanto ao comentário do Sr. Anónimo...
Vivemos em democracia. Cada cidadão é livre de se exprimir como entende. Pena é, que a sua opinião não seja sustentada na razão de um sólido argumento (talvez por falta do mesmo ou de formação base que lhe permita articular melhor a sua linha de pensamento).
Rodolfis ... e até ao meu regresso... Inch Alah
De Luís Castro a 4 de Outubro de 2010 às 17:53
Olá João.
refiro-me apenas à QRF que regressou.
De resto, no título faço questão de dizer que outros por lá continuam.
Quanto aos comentários do "Anónimo", repeito mas discordo profundamente.
Grande abraço e cuidem-se, porque se Deus existe, ele anda muito distraído.
Grande abraço para todos os que por aí continuam e erguem a nossa bandeira.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds