Quarta-feira, 10 de Novembro de 2010

Foi há dez anos...

"EU QUERO É QUE O PÚBLICO PORTUGUÊS SE FODA!"

 

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 23:28
link do post | comentar
9 comentários:
De PCCVG a 11 de Novembro de 2010 às 18:30
Só me lembro de um nome:
PARVALHÃO, com as letras todas.
Aqueles que ele nomeia, são os que pagaram com o dinheiro dos seus impostos, o belo filme que ele fez.
Não sou de modo algum insensível à cultura, sendo apreciador de algumas coisas, logicamente não gosto de outras (que seria do verde se gostássemos todos do vermelho), mas choca-me ver certos subsídios atribuídos para eventos que não tem expressão nenhuma, mas que se não forem subsidiados aparecem logo uma meia dúzia de "afrontados culturais" a criticar os critérios.
A vida não é só futebol e telenovelas, mas quando o dinheiro não chega para todos, aceito que vá para aqueles que atingem maiores objectivos e tem maior expressão numérica, independentemente de eu gostar ou não

Abraço
De Luís Castro a 11 de Novembro de 2010 às 21:48
Mas anda por aí muita gente a viver à custa de uma "arte" que eu continuo a não perceber!
Ab
De Anónimo a 11 de Novembro de 2010 às 22:35
E desde quando é que arte foi feita para se entender?!? Explique lá essa por favor.
A arte é como o tesão: É PARA SENTIR ...
A arte é impulso, é fricção, é síntese e desejo de materializar através do belo a natureza humana....
De céu nunes a 16 de Novembro de 2010 às 12:08
Concordo !
De Kok a 12 de Novembro de 2010 às 02:40
Lembro-me perfeitamente de vê-lo (pela TV) à saída do S. Jorge e responder isso.
Foi uma abordagem diferente...

Eu não vi (ou melhor, não ouvi) o filme. Acho que foi a única vez que "segui" as opiniões de quem esteve presente e assistiu.
Este episódio não tira valor ao realizador nem à sua obra, evidentemente.
Aceito que para apreciar uma obra de arte são necessários mais atributos do que ter olhos e ouvidos.
Mas há vezes que, por mais atributos que se tenha, não se entende, não se vê, não se sente...

Abraço!!!
De Anónimo a 13 de Novembro de 2010 às 20:16
Sim sr não tem papas na lingua diz alto o que muitos pensam baixinho assim mesmo bravo bravo
De Anónimo a 13 de Novembro de 2010 às 20:16
aqui não ha ipocresias sempre em frente
De Virgínia a 16 de Novembro de 2010 às 11:45
Olá Luís
O cromo devia ter acrescentado... "porque o que me interessou foi receber o subsídio".
Um beijo
De Carlos Leite a 29 de Novembro de 2010 às 01:35
Boa Noite Caro Luís.

Este era o filme que dava para passar na rádio, e lembro-me perfeitamente da polémica gerada em redor do mesmo.
No entanto, acho que o conceito do filme era interessante, e bem conseguido a nível artístico, não o era a nível comercial...por isso deu no que deu. Mas indiferente não deixou ninguém de certeza, e este é um dos atributos da arte.
o filme pela narrativa,dava largas á imaginação, eu diria que era um livro adaptado ao cinema de forma crua. E não falemos deste subsidio, pois muitos mais são esbanjados em elefantes brancos, que alem de não servirem para nada, destroem as nossas cidades.

Um abraço.

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds