Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Vamos lamber as feridas

Scolari foi vítima da sua teimosia e incoerência.

Teimosia porque insistiu em Ricardo e Paulo Ferreira.

Incoerência porque aceitou ao Chelsea aquilo que recusou ao Benfica (2004) e à selecção inglesa (2006): o anúncio prévio da sua contratação.

Madaíl diz que a culpa é de Abramovich; Scolari que foi do árbitro; os jogadores das bolas paradas.

Já não há pachorra!

Tão cedo não volto a falar de futebol!

Mas não desanimemos.

Há quem faça pior figura do que nós.

Ora vejam.

http://www.youtube.com/watch?v=h5m5tDSVNCs

 

 

 

publicado por Luís Castro às 21:32
link do post | comentar
33 comentários:
De Filipa V. jardim a 20 de Junho de 2008 às 22:08
Coitadinho!!!!
Deixe lá, que isso passa...vou-lhe mandar um video giro para o seu e-mail para ver se "arriba"

Bjs


Filipa V. Jardim
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:29
Bou ber,
como se diz na minha terra.
Bjs
LC
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:57
Filipa,
onde fica essa ilha?
mas sem jogadores da bola!
Bjs
LC
De Filipa V. jardim a 20 de Junho de 2008 às 23:04
Parece-me que não é no Afeganistão:)

Filipa V. jardim
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:17
Então não tem interesse...
LC
De Daniel Marques a 20 de Junho de 2008 às 22:27
Castro, toma lá outro vídeo giro e com uma tipa gira: http://www.publico.clix.pt/videos/?v=20080620162148&z=1 (http://www.publico.clix.pt/videos/?v=20080620162148&z=1).
Cumpz.
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:44
Daniel,
sempre atento!
Obrigado por me teres chamado a atenção para o vídeo.
Já está no blogue.
Vocês estragam-me com tantos mimos...
Abraço
LC
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:52
Que pena nunca a ter visto por lá...
LC
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:52
Que pena nunca a ter visto por lá...
LC
De Patti a 20 de Junho de 2008 às 22:38
Olá Luís,

Já que está tudo numa de enviar-lhe vídeos, também envio o meu.
Não é de desgraças nem de futebol. É mesmo de beleza pura. De sonhar.
Espero que goste.

http://br.youtube.com/watch?v=nm6BTAhYxbA
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:44
Vou ver.
LC
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:50
Patti,
realmente tem momentos fantásticos!
A última vez que vi um homem a correr com dois cavalos foi à porta do palácio de Saddam, em Bagdade, quando os estava a roubar e corria rua fora.
Bjs
LC
De Patti a 20 de Junho de 2008 às 22:52
O Lorenzo corre com 2, com 4 com 6 e até com 8, mas felizmente ali não existem Saddams.
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:56
Momentos lindíssimos, sem dúvida.
Viva o Lorenzo!
LC
De Luís Castro a 20 de Junho de 2008 às 22:56
Ele e todos os outros Lorenzos desta vida!
Bjs
LC
De Daniel Marques a 20 de Junho de 2008 às 23:09
«Sr. Scolari, há quanto tempo tem aqui este frango?»

Mais dia, menos dia, o Ricardo é apreendido pela ASAE.
(http://lobi.blogs.sapo.pt/220750.html)
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:20
O Ricardo já tem um bom galinheiro.
É da postura...
LC
De A Mona Lisa tinha Gases a 21 de Junho de 2008 às 00:44
Então mas espera aí! A culpa não é mesmo desses senhores todos de que falas? ;)
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:21
Achas mesmo?
Não!!!!
Que ideia a tua...
bjs
LC
De brunomiguel a 21 de Junho de 2008 às 00:46
O vídeo está incorrectamente inserido. Para o inserir, é necessário clicar no botão Fonte, do editor wysiwyg e inserir o código.
Segue um screenshot a exemplificar:
- http://pictload.plixweb.fr/pics/8fcb25de334ec67515bbdf4fdf0042ff.png
De Pedro a 21 de Junho de 2008 às 09:53
Já agora, fica outro método, mais fácil: copiar o URL do vídeo e colar naquele ícone em forma de CD.
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:51
Há um problema qualquer que não consigo resolver.
´Mas já arranei alternativa.
Obrigado.
LC
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:21
Não reparei.
Vou ver.
Obrigado
De mWm a 21 de Junho de 2008 às 02:12
Concordo plenamente com a teimosia de meter o Paulo Ferreira e o Ricardo. Estive desde o início do Euro a falar nisso.
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:28
Agora não é Scolari quem paga,
são os portugueses que estão a correr para as farmácias.
Ab.
LC
De MAU MAU MARIA a 21 de Junho de 2008 às 02:35
Aconteceu algum desastre nacional com a eliminação da selecção portuguesa do Euro2008? Obviamente que não. Apenas quem vive alienado com o fenómeno futebolístico ou aqueles que olham para o futebol sem o entenderem convenientemente podem sentir hoje um enorme desgosto e não perceber o que realmente se passou com a derrota frente a uma selecção que já foi várias vezes campeã da Europa e do Mundo. Os portugueses deixaram-se arrastar por uma onda de entusiasmo muito alimentada sobretudo pela generalidade comunicação social a quem lhe dá muito jeito e pela maioria dos jornalistas que nestas alturas trocam a “camisola” da profissão pela do adepto. A partida da selecção para o Euro, mostrada até à náusea e com recurso a grandes meios técnicos pela totalidade das estações de televisão generalistas, foi exemplar, já para não referir a exaustão do tratamento informativo (?) de que foi alvo o acompanhamento da selecção nos dias seguintes. A partir daí ficou ainda mais acentuada a sensação de que éramos os maiores, parecia até que não iríamos primeiro, ter que disputar com outras três selecções integradas num mesmo grupo uma passagem aos quartos de final, depois uma meia-final antes de chegar à final desejada e por ultimo ganhá-la para depois então festejar condignamente. Ninguém teve o bom senso de explicar racionalmente a toda esta gente as coisas mais simples que caracterizam o futebol. Não é um caso de vida ou de morte nem tão importante como o “pintam”, são onze contra onze, vence quem mete mais bolas na baliza do adversário, quase todos quando chegam a esta fase são tão bons ou melhores que nós e todos têm o mesmo desejo que é ganhar. A sorte também faz parte do jogo e nem sempre vence o mais forte ou mais habilidoso. Para se ser campeão é preciso ganhar jogo a jogo antes de lá chegar. Os adversários devem ser respeitados e não é por se fazer mais barulho do que os outros que se vence no futebol. Os portugueses lançaram os foguetes quando ainda não havia nada para festejar. Assim custa-lhes mais.
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:33
mau mau maria,
concordo em absoluto e já o disse várias vezes: em muitos casoso, de jornalistas passámos a activistas.
E mesmo antes de terem dado o primeiro xuto, já o PR os recebia em BBelém e o povo os glorificava nas ruas.
Como diz alguém no Expresso de hoje, andámos duas semanas a dizer que somos os maiores e Pacheco Pereira chama a atenção para o único jogo que perdemos e que estavamos probidos: o da Suiça.
LC
De paranoiasnfm a 21 de Junho de 2008 às 11:59
ISto não vale... eles estão de binóculos, é perfeitamente normal.

Agora, comparado com os nossos jogadores, que nem sequer têm binóculos, até está muito bom.

Quanto ao texto em si:

Concordo, porque se ele rejeitou ao Benfica por ter sido anunciado antes do tempo, também devia ter feito o mesmo agora.
Não fez porquê?
1- Dinheiro falou mais alto;
2- Certamente estaria farto de ver jogadores como os nossos, sem motivação para jogar.

Madaíl diz que a culpa foi do Abramovich? Talvez, talvez.. mas tem dinheiro o suficiente para "atacar" quem quiser.

A culpa foi dos árbitros? Também.
Das bolas paradas? Não... os treinos servem para tal.


De quem foram as culpas?

- Confiança a mais (causada pelos meios de comunicação; pelos adeptos, etc)

Foi isso basicamente.

E continuo a dizer o que estou farto de afirmar.. a festa, faz-se no fim do jogo, nunca antes.

Se estou arrependido por só ter visto 2 jogos da selecção?
Não.
O primeiro, uma grande treta... com os jogadores que temos, marcar golos e depois defender (quando se sabe que a melhor defesa é o ataque);

O segundo, não vi, mas também, penso ter sido dos melhores que fizeram;

O último da fase de grupos... arrependidíssimo por ter visto.. perder tempo para ver jogar assim.
Sim, era a equipa "B", mas temos jogadores com qualidade também na equipa "B"... não é desculpa.

Os quartos-de-final... esse, já nem quis saber, porque a Alemanha é sempre a Alemanha.. e logo no início começaram a arranjar possíveis desculpas:

- os alemães são muito mais altos que os portugueses


Que desculpa esfarrapada.

Enfim...
Apenas vi uns 10 minutos de jogo, pouco mais que isso.

Só digo... se esta selecção quer ganhar ALGO, deixem-se de mediatismo, deixem-se de se considerar favoritos para qualquer que seja o jogo...
Limitem-se a jogar!


Abraço.
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 18:57
Amigo,
é nisso que somos bons: a lançar foguetes antes da festa.
Depois levamos com as canas na cabeça!
Ab.
LC
De paranoiasnfm a 21 de Junho de 2008 às 20:49
Infelizmente...
E não há nada que nos faça mudar... nem mesmo estas (des)ilusões.
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 21:05
Nunca aprendemos...
E ainda não será desta, certamente.
LC
De Marco Ribeiro a 21 de Junho de 2008 às 12:14
Oh... esse vídeo é na palhaçada, os japoneses até são muito fixes, vi noutro dia um que era Tetris Humano - procura no youtube. A nossa sorte (a dos Europeus) é esses gajos ainda não aplicarem a sério Shaolin Soccer senão havias de ver!
De Luís Castro a 21 de Junho de 2008 às 19:03
Marco,
qualquer dia também temos japeneses... com binóculos na nossa selecção.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds