Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Se a moda pega... Parte II

Sarkozy quer acabar com a publicidade na televisão pública francesa entre as 20:00 e as 06:00 e propôs compensar essa perda através de uma nova taxa. 

 

A taxa de 0,9 por cento, a aplicar aos operadores telefónicos e de Internet,

irá juntar-se a uma outra, de três por cento, que Sarkozy vai impor sobre

os ganhos pulicitários das estações televisivas privadas e com a qual espera

angariar 80 milhões de euros. De acordo com o mesmo projecto, a partir de 01 de Dezembro de 2011 a publicidade desaparecerá totalmente das emissões da estação pública. 

 

A supressão da publicidade deverá privar a France Télévisions - que

agrupa os cinco canais públicos franceses - de cerca de 800 milhões de euros

anuais. 

   

Nicolas Sarkozy pretende, por outro lado, que o futuro presidente do

grupo que reúne os canais públicos seja nomeado pelo executivo, ainda que

apenas depois de um parecer do Conselho Superior do Audiovisual e desde

que uma maioria qualificada no Parlamento não se oponha.  

 

As medidas avançadas por Sarkozy, e que farão parte de um projecto de

lei a apresentar no Parlamento no Outono, têm suscitado críticas em França,

com a esquerda a apontar alegadas "amizades" do presidente com os patrões

de grandes grupos da comunicação social privados, enquanto a revista L'Express referiu o "fascínio" de Sarkozy pela televisão e a sua vontade de intervir nesse domínio.

 

Luís Castro

Fonte: Lusa

publicado por Luís Castro às 01:05
link do post | comentar
51 comentários:
De pedro oliveira a 26 de Junho de 2008 às 10:47
Já aqui disse que das duas uma:
Ou pago a taxa e não levo com a publicidade.
Ou não pago taxa e levo com a publicidade.Agora as duas coisas, Não!
E voltamos à questão do serviço público, se é para lutar por audiências com programas iguais aos privados que se privatize a RTP. Mas o exemplo das Antenas,1,2e 3, prova que se pode ter audiências sem ir atrás dos outros.Ah, e não têm publicidade!
De Vanda a 26 de Junho de 2008 às 11:17
Bom dia! Desculpe discordar consigo, mas a publicidade é uma receita importante para a RTP, e se queremos qualidade na programação penso que pagar desta forma não custa assim tanto (ter de ver uns anúncios... são só 6 minutos...). Se reclamar da TV por Cabo, que sim paga (e paga bem) e continua a ter publicidade, concordo consigo, se bem que contra mim falo. Se pensar bem recebemos publicidade no telemóvel (que pagamos), na internet (que pagamos), na caixa do correio, compra o jornal ou uma revista e tem publicidade... Cada vez mais a publicidade faz parte das nossas vidas e vai continuar a fazer e cada vez mais "bem disfarçada".
Agora que descobri este blog, estou a ficar viciada nele e por isso decidi participar com uma opinião que muito me diz respeito.
Obrigada pela atenção.
De pedro oliveira a 26 de Junho de 2008 às 11:37
Ora essa Vanda, não tem que pedir desculpa por discordar!Discorda e ainda bem.É assim que crescemos, a dar opiniões,as nossas!

Se me permite e porque envio abraços aos cavalheiros aqui vai um beijinho!
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 13:24
Visto.
LC
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 13:22
Vanda, "a viciada no cheiroapolvora",
o problema é que vem aí mais um canal em sinal aberto e a publicidade não chega para todos.
Já estou a ver o governo, à imagem de todos os outros que tivemos nas últimas décadas, a tirar à RTP para dar às privadas.
Bjs com cheiro a polvora.
LC
De Vanda a 26 de Junho de 2008 às 16:58
Olá outra vez! Então é assim, vai continuar a haver publicidade para todos os canais que apareçam, pois o que há é falta de espaço nos canais existentes... Torna-se a publicidade mais barata e acessivel a todos. Mas também acho mal a RTP não poder ter o mesmo tempo de publicidade dos outros canais privados (mas isto mais uma vez é a minha opinião pessoal). Gosto disto e do tema, não me apanham a discutir futebol, nem o preço da gasolina, prometo. Beijinhos e obrigada por me responderem,
Vanda
De pedro oliveira a 26 de Junho de 2008 às 17:14
Não ligo muito aos "shares" e audiências, e não percebo a diferença ,mas pelo que vi são indicadores diferentes, pois os números diferem...se alguém explicar agradeço. Mas voltando, dizia eu que não ligo a esses números,mas por causa do Luís e da "minha" 2 fui ver as audiências e fiquei satisfeito a saber que já somos 5,2% a ver a 2!
Vanda, muito sinceramente, não me chocava nada,antes pelo contrário, privatizar o canal 1 e ficar a 2 como está,sem publicidade a viver da taxa em conjunto com as antenas 1,2 e 3. Mas isto sou eu!

bjs
De Vanda a 26 de Junho de 2008 às 17:23
Eu também prefiro a 2 em pé de igualdade com 2 canais cabo, e sinceramente é-me indiferente ter anúncios de produtos ou de espectáculos... porque a 2 tem publicidade é é "institucional", e mesmo para isso dá para dar a Volta, a BMW está lá com um patrocínio...
Por isso... é tudo igual, só muda o conteúdo da publicidade... mas não deixa de ser publicidade... è este o meu ponto de vista.
Vanda
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 21:09
Visto.
LC
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 21:08
De uma forma muito básica:
Rating é a quantidade de pessoas que está a ver um determinado programa.
O share é a percentagem dos que estão a ver o programa do total de pessoas que têm o televisor ligado. Em 100 pessoas, se estiverem 30 a ver esse programa, então ele terá 30% de share.
LC
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 21:01
Vanda,
publicidade mais barata significa intervalos mais longos, mesmo com mais um canal.
É verdade, há a publicidade que se vende ao quilo, mas a "importância" de um canal também se consegue ver pelo tipo de publicidade que passa.
Bjs
LC
De Vanda a 27 de Junho de 2008 às 10:03
Luis,
O que eu disse é que a publicidade em televisão é mais barata que em qualquer outro meio (excepto em internet) - facto.
Concordo que a qualidade da publicidade que passa num canal diz muito de um canal, que é o que vimos na 2, mas não deixa de ser publicidade.
E o que estavamos a discutir era o pagar para ver publicidade... e isso pagamos e vimos em todo o lado, e mesmo na 2, o tal serviço público, temos publicidade (institucional... dizem...).
Mas estou e entrar em demasiados detalhes para a importância que o tema terá para quem aqui vem.
Beijinhos e um bom dia!
Vanda
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:20
Vanda,
não entra nada...
Bjs
LC
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 13:18
Pedro,
Serviço Público é para servir o público, mas sem público também não há Serviço Público.
Concordo consigo: definam-se!
Ab.
LC
De Top gun a 26 de Junho de 2008 às 12:48
Caro Luís aqui em Portugal sempre existiu essa vontade de retirar a publicidade à nossa RTP, pois ela é de todos os portugueses. As estaçoes privadas andam cheias de vontade de apanhar o bolo todo, mas com este 5canal que ai vem vai ser complicado. Será que o sr tem ideia a quem o governo quer agradar?Para que outro canal generalista se nem ainda começou o processo da TV digital terrestre?
Vamos ver no que isto vai dar.
Se a moda pega............................
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 13:26
TOPGUN,
sempre foi assim.
Como os governos não querem ter as televisões contra eles, vão tirando à RTP para lhes dar a eles. Rebuçados para lhes adocicar a boca.
Com este governo ainda não senti o mesmo, mas espero para ver...
LC
De Top gun a 26 de Junho de 2008 às 12:55
Caro Luís sei que nao é este o lugar para deixar esta sugestao, e os temas aqui debatidos sao actuais mas este que vou sugerir tambem é actual mas nada tem a ver com o mundo da Caixinha Magica.
Será que um dia destes poderiamos reflectir sobre a maneira de actuar das Nossas policias de transito? E dos maus exemplos que dao no dia a dia ja que passam a vida na caça à multa? Talvez algum policia de transito seja frequentador deste blog e comente. OBG
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 13:27
Está prometido.
Fica para a próxima semana.
Ab.
LC
De pedro oliveira a 26 de Junho de 2008 às 17:25
Luís,
no corta-fitas está lá um post com 2 provocações em relação à RTP.
De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 21:09
Vou ver...
De Filipa V. Jardim a 26 de Junho de 2008 às 20:56
É um tema um bocado técnico...porque não estou dentro, não sei até que ponto a televisão vive da publicidade. Claro que para o espectador, pelo meno na minha opinião, a publicidade em demasia não é agradável.
Se bem, que a publicidade também pode ser espetacular.Há anúncios que não incomodam, que estão bem feitos, que têm graça...desde que não se exagere.
também há empre a hipótese de ir espreitamdo outros canais durante a publicidade...

Bjs e continuação de boas férias


Filipa

De Luís Castro a 26 de Junho de 2008 às 21:14
Só vou de férias na Segunda.
ainda trabalho este fds.
Bjs
LC
De Filipa V. Jardim a 26 de Junho de 2008 às 21:26
Peço desculpa, pensei que já estava de férias.

Bjs

Filipa
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 03:24
Só faltam três dias!!!
Bjs
LC
De JAlves a 27 de Junho de 2008 às 08:35
Em relação a esta discussão gostava de saber o que é que entendem por "Serviço Público"? Eu nunnnnnnca percebi o que querem dizer com Serviço Público! Se a TVI tem a informação que tem (melhorou um danoninho!), tem a s novelas que tem, e tem aquela audiência toda... não é Serviço Público?
E se, em vez da TVI, fosse a RTP?


Abraços e boas férias, companheiro!

ps: se fores ao meu Algarve, apita....
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:23
Não faças perguntas complicadas, amigo!
rs...rs...rs...
Ligo para a semana.
Bjs e abraços para todos
LC
De Ana Cristina Brizida a 27 de Junho de 2008 às 10:19
Olá Luís bom dia,
Senão estou em erro, existe uma lei que regulamenta o tempo máximo de publicidade que uma televisão pode transmitir.
É evidente que os canais privados, que têm como principal fonte de receitas o dinheiro vindo da publicidade, preferem pagar multas por não cumprirem a lei e mesmo assim ainda têm bastante lucro. Se as multas fossem mais altas....
Para nós espectadores é uma seca, e uma falat de respeito, estar a levar com quase 20 minutos de publicidade seguida... não há paciência, mas fazer o quê? Sempre podemos mudar de canal, o pior é quando todos os canais ao mesmo tempo estão em intervalo e a dar publicidade... rsrsrs... excepção para a 2 que tem séries espectaculares e só publicidade institucional.

Pensei que já estava de férias.. custa tanto estar em countdown... parece que o tempo não passa. Para as minhas ainda falta... o que vale é que o fim-de-semana já está à porta.

Bjs
Cris

PS: Bom fim-de-semana para todos
De Vanda a 27 de Junho de 2008 às 11:36
Bom doa Ana Cristina,
Há um lei que regula o tempo de publicidade na televisão, que são 12 minutos por hora, no caso da RTP são só 6.
O que faz com que os intervalos tenham 20 minutos são os 12 minutos de publicidade paga e mais 8 ou mais minutos de publicidade do canal (auto-promoções dos programas que não contam como publicidade).
A meu ver passa por voltar ao modelo antigo de ter mais intervalos com menos tempo... mas não há grande volta a dar, pois a publicidade vai continar lá e em vez que ter 1 intervalo no filme passamos a ter 2 ou 3...
O caso da 2 já expliquei o meu ponto de vista ontem...
Beijinhos e bom fim de semana.
Vanda
De Ana Cristina Brizida a 27 de Junho de 2008 às 11:57
Olá Vanda,

Obrigada pelo seu comentário. Sinceramente não sei o que é melhor se um intervalo grande ou 2 ou 3 mais pequenos... nunca pensei nisso.
Seja como for vamos continuar "a levar" com a publicidade... até nos cinemas... paga-se um balúrdio para depois vermos alguns anúncios que passam na TV antes do filme própriamente dito.

Viciada no "Cheiro a Pólvora"???? Não se preocupe... não é a única. Eu ando aqui há 3 mêses e vícios como este não fazem mal a ninguém, pelo contrário.

Bjs e bom fim-de-semana.

Cris
De Vanda a 27 de Junho de 2008 às 12:44
Cristina,

Essa parte da publicidade no cinema, é igual à dos canais premium da TV Cabo, e no telemóvel etc...
Nas casas de banho de restaurantes (e estou a falar de restaurantes de luxo...), nas caixas de pizza, tudo o que podemos imaginar pode ter publicidade, e já existe, nós é que já nem reparamos.

Publicidade faz parte das nossas vidas, essa é a realidade. E como cada vez mais temos defesas para fugir dela... pois é cada vez mais intrusiva... e está em locais onde menos esperamos e onde poderá ter mais a nossa atenção. Esta é já quase uma ciência... eu pelo menos considero assim...

Por isso não percebo porque se queixam as pessoas de publicidade num canal público se em todos os sítios onde vão e pagam têm publicidade.

Pois... o meu vicio tem só 2 ou 3 dias. Pela 1ª vez decidi participar num blog... há sempre a 1ª vez... e foi porque é um tema que conheço e que me interessa. E porque achei piada à situação. Foi porque sim.

Mais uma vez beijinhos e bom fim de semana, se não falarmos antes.
Vanda
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:40
E espero que fique por cá!!!
Bjs e bom fds também para si.
LC
De Vanda a 27 de Junho de 2008 às 15:06
Luis,
Vou ficar, demorei a "re-encontrar", mas agora não vou perder o contacto.
Posso é não comentar nada, mas prometo que digo olá de vez em quando e espero ter respostas.
Beijinhos e boas férias,
Vanda
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:36
Fossem todos os vícios como este, não é?
Bjs
LC
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:33
Visto.
LC
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:34
A Vanda está é conhecedora da matéria...
O que faz na vida?
LC
De Vanda a 27 de Junho de 2008 às 15:03
Sou conhecedoura.
Faz parte do meu trabalho.
Beijos,
Vanda
De Luís Castro a 3 de Julho de 2008 às 03:38
Visto.
LC
De Luís Castro a 3 de Julho de 2008 às 03:39
Já percebi.
LC
De Vanda a 3 de Julho de 2008 às 10:29
Ainda bem!
Bom dia!
Cá continuo a espreitar...
De Luís Castro a 3 de Julho de 2008 às 16:10
Bjs.
LC
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:27
Ana,
os intervalos da RTP não têm mais de sete ou oito minutos.
E, mesmo assim, o Telejornal nem devia ter intervalo.
Bjs
LC
De Ana Cristina Brizida a 27 de Junho de 2008 às 14:50
Luís,
Quando eu referi intervalos de 20 minutos, obviamente não estava a mencionar a RTP... era a SIC e TVI. Além disso a publicidade tem a importância que nós queiramos dar, pelo menos eu... Há coisas que não me interessam minimamente.
Enfim... é a vida.. como diz o outro que vive em Genebra.
Quanto aos vícios, felizmente há vícios bons (como este), há outros menos bons... mas sabem muiito bem. ehehehehe

Bjs e já fiz uma promessa a mim própria. Não vou melgar enquanto o Luís estiver de férias.

Cris
De Ana Cristina Brizida a 27 de Junho de 2008 às 15:04
Luís já me esquecia... hoje a carola não anda boa... o "Tico e o Teco" estão um pouco distraídos LOL
Já tenho seu livro "Guide for US Forces Serving in Iraq". Já o li e realmente seria muito útil aos soldados americanos terem-no lido antes de invadir o Iraque... não se cometeriam tantas barbaridades.
O conteúdo do livro não será nenhuma novidade para si.... pelo contrário.... os seus conhecimentos sobre o país, cultura e costumes são muito mais vastos.
DEPOIS das férias ligo-lhe. Qual é a melhor hora?
Bjs
Cris
De Luís Castro a 3 de Julho de 2008 às 03:33
Ana,
não melga nada, era o que faltava.
Eu percebia s sua ideia.
E continue com os vícios bons...
rs...rs...rs...
Bjs
LC
De pedro oliveira a 27 de Junho de 2008 às 12:16
Luís,

Como vou estar no Pinhal das Artes(www.samp.pt) todo o fds.
Desejo-lhe as melhores Férias do mundo junto dos seus.

Uma abraço Forte!
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:37
Forte abraço para si também.
LC
De pedro oliveira a 27 de Junho de 2008 às 12:19
Como vou estar no Pinhal das Artes(www.samp.pt) todo o fds.
Desejo-te as melhores Férias do mundo junto dos teus.

Uma abraço Forte!
,,,
De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 14:38
Visto.
LC
De Ana Cristina Brizida a 27 de Junho de 2008 às 15:09
Luís já me esquecia... hoje a carola não anda boa... o "Tico e o Teco" estão um pouco distraídos LOL Já tenho seu livro "Guide for US Forces Serving in Iraq". Já o li e realmente seria muito útil aos soldados americanos terem-no lido antes de invadir o Iraque... não se cometeriam tantas barbaridades. O conteúdo do livro não será nenhuma novidade para si.... pelo contrário.... os seus conhecimentos sobre o país, cultura e costumes são muito mais vastos. DEPOIS das férias ligo-lhe. Qual é a melhor hora?
Bjs Cris

De Luís Castro a 27 de Junho de 2008 às 19:21
Ana,
ainda estarei a trabalhar durante este fim-de-semana.
Mande um mail para o cheiroapolvora@sapo.pt, que eu devolvo e trocamos contactos.
Bjs e obrigado.
LC
De Sintonizador TDT a 17 de Novembro de 2010 às 15:09
Anda tudo ao mesmo...

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds