Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Mais uma vergonha!!!

 

 

Mas quando é que a nossa Justiça passa a ter vergonha? 

Sim, vergonha!

Só sei uma parte dos factos, mas o que aconteceu hoje em Barcelos

É UMA VERGONHA!

Dois anos para chegar a isto?

Como é possível que a entrega da menina fosse feita na rua,

no meio de gritos e à frente de toda a gente?

 

Será que hoje vão todos dormir como se nada tivesse acontecido?

 

http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=Decisao-judicial-sobre-crianca-russa-gera-revolta.rtp&headline=20&visual=9&tm=8&article=220511

 

http://dn.sapo.pt/inicio/interior.aspx?content_id=998648

 

*** Pensei várias vezes se devia publicar a fotografia da menina russa.

      Decidi fazê-lo.

      Ela merece que não nos esqueçamos do seu rosto

      e do sofrimento por que a fizemos passar.

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (76)

Cigano é...?

Dois ciganos condenados por uma juíza do Tribunal de Felgueiras, em Julho do ano passado, numa sentença polémica pelos termos usados, processaram a magistrada por difamação e eventual discriminação racial. Há mais queixas na calha.

(…)

Em causa está uma sentença que condenou cinco homens de etnia cigana a penas que oscilaram entre o pagamento de multas e um ano e meio de prisão efectiva, por agressão a elementos da GNR que pretendiam pôr termo a uma "festa com tiros", num bairro social da cidade de Felgueiras.

 

Mas foram as expressões usadas pela magistrada no texto da sentença, referindo-se aos condenados, que causaram mais controvérsia. Por exemplo, entre várias outras: "(...) são pessoas malvistas, socialmente marginais, traiçoeiras, integralmente subsídio-dependentes de um Estado (ao nível do RSI, da habitação social e dos subsídios às extensas proles) e a quem 'pagam' desobedecendo e atentando contra a integridade física e moral dos seus agentes e obstaculizando às suas acções em prol da ordem, sossego e tranquilidade públicas".

 

Adolfo Monteiro, um dos visados, disse ao JN que está "disposto a ir até onde for preciso para obter Justiça". "Fiquei muito chocado e ofendido", adianta.

A magistrada nunca se pronunciou sobre o caso mas, na altura, a Associação Sindical dos Juízes Portugueses veio a público referir que as expressões em causa tinham sido "descontextualizadas" e que não eram da autoria da juíza, "mas apenas reprodução de depoimentos de testemunhas e de relatórios sociais do processo".

(…)

                                                                                Jornal de Notícias

 

Sabendo que o código interno dos ciganos condena quem:

 

1. Não ajudar outro cigano

2. Violar os direitos de outro cigano

3. Faltar com o respeito para com os mais velhos

4. Faltar à palavra dada entre ciganos

5. Abandonar os filhos

6. A separação conjugal por traição

7. A maternidade antes do matrimónio

8. A falta de pudor no vestir e os modos de comportar-se

9. Furtar num lugar sagrado

10. Ofender a memória dos mortos.

 

Pergunto eu:

E respeitar a sociedade que vos acolhe?

E sujeitarem-se às suas leis?

 

Aos que o façam, eu serei o primeiro defendê-los.

Sempre!

E então poderão gritar bem alto:

 

Não devemos deixar de ser cigano...

 

Porque somos primitivos;

Porque somos lendários;

Porque somos limpos, em nossos costumes;

Porque somos folclóricos;

Porque somos místicos;

Porque somos os desertos e os campos;

Porque somos de cor bonita;

Porque temos vestes alegres;

Porque somos sábios;’

Porque somos ricos de dons dados por Deus;

Porque somos símbolos da liberdade;

Porque somos indomáveis;

Porque sem nós, algo faltaria na terra.

 

(In A Bíblia dos ciganos de Hugo Caldeira)

 

 Luís Castro

publicado por Luís Castro às 02:57
link do post | comentar | ver comentários (25)
Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Palavras leva-as o vento

Então, Manuel Alegre?

Só ameaças?

Mataste os teus próprios poemas?

 

Plínio dizia que “o poeta tem autorização para mentir”.

Alegre, mentiste?

Pessoa admitia que “o poeta é um fingidor”.

Alegre, fingiste?

Quintana alertava: “desconfia da tristeza de certos poetas”:

Alegre, desiludiste!

 

E recordo-te o que tu próprio escreveste em a “Letra para um Hino”:

 

É possível falar sem um nó na garganta

é possível amar sem que venham proibir

é possível correr sem que seja fugir.

Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

 

É possível andar sem olhar para o chão

é possível viver sem que seja de rastos.

Os teus olhos nasceram para olhar os astros

se te apetece dizer não grita comigo: não.

 

É possível viver de outro modo. É

possível transformares em arma a tua mão.

É possível o amor. É possível o pão.

É possível viver de pé.

 

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.

É possível viver sem fingir que se vive.

É possível ser homem.

É possível ser livre livre livre.

                    

Manel,

Os teus três “Nãos” não me chegam.

O teu MIC parece-me pouco.

Admites o nó na garganta?

Olhas para o chão

porque tiveste receio de correr.

Não quiseste cantar.

Não vais viver de outro modo.

Estás domado.

Vais murchar.

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 19:40
link do post | comentar | ver comentários (36)
Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

As minhas dúvidas

Sim, porque eu tenho dúvidas!

Ter dúvidas é sinal de maturidade e não de fraqueza.

 

Cá vão:

O turco Ali Agca quer ser português.
Será a primeira consequência da visita de Cavaco à Turquia?

Vital Moreira fala de tudo menos da Europa.
Será que já não quer ser candidato pelo PS às europeias?

Lopes da Mota e Dias Loureiro não se demitem.
Será que alguém tem receio de os deixar cair?

Sócrates fala mais do Freeport do que a oposição.
Será que o PM sabe que os portugueses gostam de vítimas?

Os bispos não param de falar da crise.
Será que não perdoam o preservativo e o aborto e vão concorrer às legislativas?

O Benfica quer Jorge Jesus.
Será que os benfiquistas se aguentam a treinar como Jesus treinou?

Jardim vai receber Sócrates de braços abertos.
Será que vai fazer de Cristo Rei e virar as palmas das mãos para cima para lhe pedir alguma coisa?

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (27)

Hoje estou assim

Vou ser politicamente incorrecto.

 

Ao longo da vida já fui muitas vezes pressionado e ameaçado.

Às pressões respondi com indiferença; às ameaças respondi em voz alta.

 

É por isso que pergunto:

Lopes da Mota pressionou ou ameaçou os procuradores do caso Freeport?

Pressionáveis, somos todos.

Compete depois a cada um ser ou não permeável às pressões.

 

E o BPP e o BPN,

que, segundo José Sócrates, "são dois casos de Polícia” e que “em muito prejudicam o país”?!

O que estão a fazer as autoridades e os senhores procuradores que não podem ser pressionados?

Oliveira e Costa está preso. E os restantes?

Estarei enganado ou – pasme-se! – já fez mais pela investigação a Comissão Parlamentar do que as autoridades judiciais?

 

E os bispos que tentaram “cavalgar a onda” do bairro da Bela Vista?!

Meus senhores: aquele foi outro caso de polícia!

Tudo o resto é inegável, mas façam-me um favor:

derretam o ouro que têm no tecto do Vaticano e comecem por dar o exemplo.

 

Peço desculpa, mas cheguei a casa e estou com mau feitio.

 

Estarei errado?

Se estiver saberei reconhecer.

Obrigado.

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 00:31
link do post | comentar | ver comentários (42)
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

Ai Jesus!!!

Por quem suspiram os benfiquistas?

 

17 treinadores em 16 épocas e apenas dois títulos conquistados.

Como alguém pergunta:

Será que vale a pena começar de novo?

E que preço irá pagar o Benfica desta vez?

 

Por mim, há muito que olho para o Benfica, não como o “clube das águias”, mas como o “clube dos abutres”.

Na verdade, andam todos a sobrevoar à espera de poder descer sobre o cadáver.

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 16:16
link do post | comentar | ver comentários (39)
Domingo, 10 de Maio de 2009

Fiquei confuso

Sócrates:

“Nos Estados democráticos não se ataca a polícia.”

 

Não podia estar mais de acordo.

Mas depois fiquei confuso confuso:

ouvi o primeiro-ministro dizer que a “a segurança é a primeira das prioridades” e o ministro Rui Pereira dizer que “o Estado não dialoga com criminosos”.

Só que o Ministério Público mandou libertar os três indivíduos que a polícia deteve durante a noite. Em que ficamos?

 

 

Gostei de ouvir Paulo Portas reafirmar a necessidade de julgamentos em 48 horas para os criminosos apanhados em flagrante e Paulo Rangel a exigir que a criminalidade urbana entre na agenda europeia.

 

Não gostei de ouvir Francisco Louçã lembrar apenas os que “foram enfiados em barracas de cimento”.

Então e a Polícia?

E todos nós que respeitamos a lei e a ordem?

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 20:29
link do post | comentar | ver comentários (42)
Sábado, 9 de Maio de 2009

Discutam a Europa!!!

Porque razão não festejamos o dia da Europa?

Pelo facto da Europa ser por nós olhada como algo demasiado distante.

 

E porque já quase não festejamos o 10 de Junho?

Pelo facto de a independência da nação não estar em causa.

 

Os Rituais nascem de uma necessidade.

 

 

 

Na verdade, os portugueses não sentem necessidade de discutir a Europa.

Mal, digo eu.

 

E de quem é a culpa?

 

Os assuntos europeus,

para os jornalistas, “não vendem”.

para os candidatos em campanha, “não dão votos”,

para os líderes políticos, os assuntos nacionais “entram melhor”.

 

Depois queixem-se da fraca ida às urnas no dia das eleições Europeias!!!

 

Já agora, sabem que dia é hoje?

É o dia da Europa.

E sabem como tudo começou?

A 9 de Maio de 1950, Robert Schuman propôs uma Europa organizada para que o velho continente vivesse em paz.

 

Imagem -  Declaração Schuman de 9 de Maio de 1950

 

Saber mais sobre a “Declaração Schuman” em:

http://europa.eu/abc/symbols/9-may/decl_pt.htm

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 14:27
link do post | comentar | ver comentários (20)
Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

Como é possível?!

Não quero acreditar que seja verdade!

 

Acabo de ler que a Câmara de Viseu vai alugar um comboio especial para trazer a Lisboa 1.300 crianças.

Atitude louvável, não fosse o comboio custar mais de 1,5 milhões de euros!!! 

Feitas as contas, cada criança custará mais de mil euros.

 

O negócio já terá sido adjudicado à empresa Caminhos de Ferro Portugueses.

 

Aprendam com os indianos...

 

Actualização da notícia:

"Foi um erro de um funcionário da Câmara, o documento levava dois zeros a mais. Qualquer pessoa séria sabia que teria de haver ali algum engano", reagiu Fernando Ruas, em declarações à Agência Lusa.
 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 17:18
link do post | comentar | ver comentários (57)
Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Arre! Porra! Chega! Basta!

Centrão?

Mais, não!

 

Parem!

Chega!

Basta!

Calem-se!

Estou enjoado!

Perdi a paciência!

Começo a ficar irritado!

 

Não têm mais nada com que se preocupar?!

 

Só vos oiço falar de vós mesmos.

É o financiamento dos partidos,

é o “Centrão”,

é o tabu do Alegre,

são as viagens do Alberto João Jardim,

são os calcanhares do Basílio e a Maizena do Rangel,

são os debates no Parlamento à volta dos umbigos dos deputados,

se Ferreira Leite é capaz,

se Sócrates conseguirá ou não a maioria,

se Louçã terá mais votos do que Jerónimo,

se Portas irá sobreviver depois das legislativas.

qual a relação entre Sócrates e Cavaco,

quem deve pedir desculpas a quem:

se o PS a Alegre ou Alegre ao PS.

 

Porra!

E nós?

 

E a crise que nos afunda?

E a pobreza que se descobre?

E o desemprego que não pára?

E a Justiça que é uma desgraça?

E a violência que aumenta nas ruas?

E os nossos jovens que nos abandonam?

 

Estou a ficar constipado com esta Gripe P, a dos políticos.

Arre!

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 00:32
link do post | comentar | ver comentários (44)

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds