Terça-feira, 9 de Junho de 2015

Mais de 230 mil mortos na Síria

Entre os civis mortos, encontram-se pelo menos 11.493 menores e 7.371 mulheres.

 

Síria criançassssssssssssssssss.jpg

 

Do lado dos rebeldes, registaram-se no mínimo 72.363 baixas, entre as quais as de 31.247 combatentes estrangeiros que integravam grupos radicais como o 'jihadista' Estado Islâmico (EI) e a Frente al-Nusra, braço sírio da Al-Qaida.
 
Da parte governamental, contam-se 85.570 mortos: 49.106 membros das forças regulares, 32.533 milicianos pró-regime, 838 elementos do movimento xiita libanês Hezbollah e 3.093 milicianos xiitas de outras nacionalidades.
 

Síria soldados.jpg

 

O OSDH indica ainda a existência de 3.191 mortos de identidade desconhecida.
 
Durante os quatro anos de conflito, mais de 1,6 milhões de pessoas ficaram feridas e 11 milhões tiveram de abandonar as suas casas.
 

Síria pai.png

Síria 1.png

 
 
A organização ressalva que o referido balanço não inclui os mais de 20.000 desaparecidos nas prisões do regime, nem os 5.000 sequestrados pelo EI ou os 1.500 combatentes desta organização, da Frente al-Nusra e das forças curdas capturados durante os combates.
 
Ficam igualmente de fora os 7.000 prisioneiros do regime nas mãos dos rebeldes e os 2.000 raptados por fações islamitas acusadas de colaborar com as autoridades sírias.
 

Síria pistola.jpg

 

O OSDH, com sede no Reino Unido, conta com dados recolhidos por uma ampla rede de ativistas, combatentes e médicos espalhada por todo o país devastado pela guerra.
Notícia Lusa
Categorias: ,
publicado por Luís Castro às 14:28
link do post | comentar
Segunda-feira, 8 de Junho de 2015

As mulheres na Arábia Saudita

O Reino saudita está a pressionar o sector privado, principalmente lojas e estabelecimentos frequentados  por mulheres que acabam por lhes negar o direito ao trabalho.

 

Hoje, os ministérios do Trabalho e do Comércio quiseram mostrar que as recomendações são para tomar a sério e fecharam 90 estabelecimentos num shopping com lojas maioritariamente para noivas.

 

1430473784_207874_1430478767_noticia_normal.jpg

 

Nos próximos dois anos, todas as lojas que vendam roupas e perfumes femininos, sapatos e bolsas para mulheres devem ter mulheres a trabalhar.

 

Na Arábia Saudita o desemprego entre os homens é de apenas 6%.

Dos 1,2 milões de funcionários públicos, 38% já são mulheres.

 

O recentemente falecido rei Abdullah concedeu há 4 anos o direito de voto às mulheres, o que acontecerá pela primeira vez em agosto, nas eleições municipais.

 

mulheres

 

 

A Arábia Saudita continua a ser uma das ditaduras mais fechadas do mundo e com maiores desigualdades entre homens e mulheres. Publicamente, elas terão de estar acompanhadas por um homem - uma espécie de guardião.

 

Alguns líderes religiosos defendem que as mulheres não podem conduzir, pois tal propícia o convívio das mulheres com os homens que não seus maridos.

 

 

O reino saudita é o único no mundo que proibe as mulhesr de conduzir e estão igualmente probidas de entrar nos estádios de futebol. Recentemente uma fã de futebol vestiu roupas masculinas e cobriu a cabeça para que não fosse detetada pela segurança. Já na bancada foi denunciada e presa.

 

saudita.jpg

 

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 16:49
link do post | comentar | ver comentários (3)
Sábado, 6 de Junho de 2015

João Rendeiro absolvido

Sabemos que há duas Justiças: a dos Tribunais, lenta,

e a da Opinião Pública, rápida, em que os jornalistas são juizes e carrascos.

 

Mais uma lição a tirar por uma classe que continua a não refletir e prefere não discutir a necessidade de uma "Ordem dos Jornalistas".

 

Em 2009 escrevi sobre o "Não nos metam na Ordem"!

http://cheiroapolvora.blogs.sapo.pt/105552.html

 

"Esta decisão prova que a Justiça se faz nos Tribunais e não na comunicação social. Todos os que apostaram – e foram muitos – no populismo mediático e no julgamento em praça pública perderam. Venceu a prova produzida em Audiência de Julgamento, a Lei e o Direito e a convicção de que o julgamento se não faria nos Media mas sim no Tribunal", afirmou João Rendeiro em comunicado.

 

aaaaa

http://expresso.sapo.pt/economia/2015-06-05-BPP.-E-todos-o-tribunal-absolveu

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 01:05
link do post | comentar
Segunda-feira, 1 de Junho de 2015

Parabéns CNN !

Parabéns pelos teus 35 anos de vida e por toda a companhia que me fizeste por esse mundo fora nos últimos 28.

 

publicado por Luís Castro às 23:40
link do post | comentar

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds