Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Há mais carecas...

 

 

O número de cheques sem cobertura subiu nos primeiros seis meses do ano.

Aumentou o número de cheques, mas diminuiu o valor.

O não pagamento de dívidas foi mais acentuado a partir de Abril a coincidir com o aumento dos preços dos alimentos e dos combustíveis.

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=356203&tema=29

 

E conhecem a máxima do jornalismo que "notícia é quando um homem morde o cão" e não o contrário?

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=356162&tema=31

 

publicado por Luís Castro às 21:27
link do post | comentar
12 comentários:
De Jose Lemos a 26 de Julho de 2008 às 10:31
Olá Luís .</a> Pois infelizmente o nº de cheques carecas está a aumentar e esses números têm tendência para subir. Eu estou cansado de dizer aos meus filhos ( 7 e 10 anos ) que os próximos anos irão ser terríveis a nível económico , portanto não podemos desperdiçar nada que seja, mas é quase surreal fazer com que eles cumpram esta regra tão simples, quando eles próprios vêm amigos e colegas de escola a fazer precisamente o oposto porque os seus pais estão simplesmente de costas voltadas para o que se passa a sua volta. Cada vez mais as pessoas se preocupam com o carro que conduzem, as marcas que vestem e sobretudo os sítios por onde passam para serem vistos. Não foi assim que fui educado e teimosamente não é assim que os quero educar. A realidade é muito mais cruel que tudo o que a TV nos possa mostrar todos os dias. Gostava que os portugueses parassem para reflectir nas suas vidas e verem se realmente vale a pena viver para as aparências como muitas das nossas "figuras publicas" vivem Mudando radicalmente de assunto, gostava e tinha todo o prazer de que quando o Luís .</a> viesse até ao Algarve desse um pulinho a Vila Real de Santo António e visita-se o Farol local, que por sinal é o meu local de trabalho bem como o de mais dois camaradas, não sei se já visitas-te algum, se sim não faz mal pois são todos diferentes e cada qual com a sua história.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá Luís .</A> Pois infelizmente o nº de cheques carecas está a aumentar e esses números têm tendência para subir. Eu estou cansado de dizer aos meus filhos ( 7 e 10 anos ) que os próximos anos irão ser terríveis a nível económico , portanto não podemos desperdiçar nada que seja, mas é quase surreal fazer com que eles cumpram esta regra tão simples, quando eles próprios vêm amigos e colegas de escola a fazer precisamente o oposto porque os seus pais estão simplesmente de costas voltadas para o que se passa a sua volta. Cada vez mais as pessoas se preocupam com o carro que conduzem, as marcas que vestem e sobretudo os sítios por onde passam para serem vistos. Não foi assim que fui educado e teimosamente não é assim que os quero educar. A realidade é muito mais cruel que tudo o que a TV nos possa mostrar todos os dias. Gostava que os portugueses parassem para reflectir nas suas vidas e verem se realmente vale a pena viver para as aparências como muitas das nossas "figuras publicas" vivem Mudando radicalmente de assunto, gostava e tinha todo o prazer de que quando o Luís .</A> viesse até ao Algarve desse um pulinho a Vila Real de Santo António e visita-se o Farol local, que por sinal é o meu local de trabalho bem como o de mais dois camaradas, não sei se já visitas-te algum, se sim não faz mal pois são todos diferentes e cada qual com a sua história. <BR class=incorrect <a name="incorrect">ab</A>
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 18:46
José,
quando acabar o TJ vou lá ver.
Sobre os cheques, pois... há muita gente que só acorda quando está lá no fundo.
Eu, por mim, sei que o mundo dos meus filhos será bem diferente - e mais difícil, provavelmente - para os meus filhos do que este em que estamos.
Vou dar-lhe o meu exemplo:
há dois meses passei de um carro que gastava mais de dez litros de gasolina aos cem, para um que consome apenas quatro e pouco a diesel.
Ab.
LC
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 18:47
José,
quando acabar o TJ vou lá ver.
Sobre os cheques, pois... há muita gente que só acorda quando está lá no fundo.
Eu, por mim, sei que o mundo dos meus filhos será bem diferente - e mais difícil, provavelmente - do que este em que estamos.
Vou dar-lhe o meu exemplo:
há dois meses passei de um carro que gastava mais de dez litros de gasolina aos cem, para um que consome apenas quatro e pouco a diesel.
Ab.
LC
De Sónia Pessoa a 26 de Julho de 2008 às 11:12
O que é uma realidade é que os preços aumentam de dia para dia, sem dó nem piedade. E eu pergunto-me como podem a maioria das familias portuguesas fazer face a tantas despesas mensais, mas outra realidade é que fomos (se não me engano) o quarto pais da europa cuja venda de automóveis mais aumentou e os telemóveis continuam a vender-se em grande escala, para não falar que o restaurante, onde o meu marido é chefe de cozinha, está sempre a abarrotar, por isso, eu pergunto, onde raio está a crise??? São números que me baralham...
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 18:54
Sónia,
a crise bate mais depressa à porta de uns do que de outros.
Haverá até quem nunca a sentirá, pelo menos por enquanto.
Fica atenta ao TJ de amanhã, pois irá passar uma peça que pedi com ajudas sobre como comprar nos supermercados.
Ainda não está pronta, mas acredito que ajudará.
Bjs
LC
De César Sequeira a 26 de Julho de 2008 às 13:48
Apesar da crise, continua a haver muita gente a viver acima das suas possibilidades, mesmo sabendo que o futuro não é risonho.
Como recém-chegado ao mundo do trabalho, sinto-me privilegiado por poder trabalhar na área para a qual estudei, e acima de tudo, ter um emprego. Mas não compreendo como pode haver gente a comprar iPhones (por exemplo), que custa nada mais nada menos que o seu próprio salário.
Queremos parecer aquilo que não somos...

Grande coragem do miúdo... :D

Cumprimentos,

César Sequeira
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 18:56
César,
nós, pais, também temos culpa por, por vezes, tudo permitirmos aos nossos filhos.
Depois, quando têm dinheiro, é só gastar.
Os meus não estão assim educados, mas cada um sabe de si...
Ab.
LC
De pedro oliveira a 26 de Julho de 2008 às 15:07
Mau Caro Luís,
Desculpa o abuso.

Não tem nada que ver com o post,apesar da pertinencia do mesmo, mas como se celebra o dia dos avós, fica o convite para irem ao http://vilaforte.blog.com para comentar a homenagem lá feita pelo joão carlos,meu filho, de 10 anos.Obrigado!
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 18:57
Lá irei quando acabar o Telejornal.
e também temos no TJ de hoje uma reportagem sobre o tema!
Ab.
LC
De pedro oliveira a 26 de Julho de 2008 às 15:08
mau caro !!!!?????
Desculpa pá!eheheheheh
Meu caro,claro está!
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 18:59
rs...rs..
De Luís Castro a 26 de Julho de 2008 às 19:00
Visto.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds