Domingo, 24 de Agosto de 2008

China deu uma lição ao mundo

Pequim 2008 termina como começou: em grande!

Confesso: não vi em directo a abertura dos Jogos Olímpicos, mas esta tarde não perdi um segundo da cerimónia de encerramento. Simplesmente, deslumbrante!

Só não gostei do contributo inglês no espectáculo. Demasiado pobre e fora do contexto. Salvou-se David Beckham que nem precisou de falar, bastou-lhe uma bola nas mãos, um chuto e foi o delírio entre a multidão e os bailarinos que disputaram a bola no relvado. Londres 2012 terá de fazer muito mais se quiser estar à altura de Pequim 2008.

 

EUA e Rússia são, para mim, os grandes derrotados. Que o mundo aprenda com a aposta que os chineses fizeram ao longo deste últimos anos, procurando quem os ajudasse nas modalidades em que se sentiam mais frágeis.

O norte-americano Phelps e o jamaicano Bolt ficam na história destes jogos.

Quanto aos portugueses, esquecendo as tiradas a despropósito e falta de estrutura mental de alguns atletas, até que não foi assim tão mau.

http://olimpicos2008.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1340294

 

publicado por Luís Castro às 19:33
link do post | comentar
58 comentários:
De Daniel Marques a 24 de Agosto de 2008 às 20:39
Amigo, a duas semanas das eleições, já se iniciaram movimentações das FAA, próximo de Cabinda. O almirante Augusto da Silva Cunha chama-lhe «reforço do patrulhamento com meios e efectivos antes e durante as eleições das águas territoriais do país, de forma que as eleições decorram num ambiente de paz e segurança.»
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 17:50
Tu estás atento...
Ab.
LC
De Daniel Marques a 26 de Agosto de 2008 às 00:15
Acho que sou um maníaco por estas coisas.

Aquele abraço
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 11:40
Outro.
LC
De C Narciso a 24 de Agosto de 2008 às 20:48
Duas palavras: Yin-Yang. As pessoas que tanto esforço fazem para deitar abaixo a China e outros países deviam ter sempre presente que em tudo há um lado bom e um lado mau. Se olharem bem, naqueles países que tanto adoram, também há muitas atrocidades e injustiças; basta querer vê-las.
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 17:51
Completamente de acordo, mais uma vez.
Ab.
LC
De Filipa Jardim a 24 de Agosto de 2008 às 21:58
Luís,
Sim ,mas não sei se viu a reportagem a propósito da equipa feminina de ginástica chinesa e dos métodos de treino. Eram uns métodos por assim dizer...ou fazes...ou fazes! E, elas perante a alternativa...fizeram! :)
Foram os próprios treinadores que afirmaram, que por vezes, era preciso uns tabefezitos para animar o pessoal. E a idade mínima que é 16 anos para participar, não se aplica claro está ao horário dos tais treinos que eu nem quero imaginar qual seja.
A nossa rapaziada até pode não ganhar tantas medalhas, mas têm um ar saudável e divertiram-se com os jogos. Acho que isso é que é desporto!



Bj

Filipa
De C Narciso a 24 de Agosto de 2008 às 23:10
Filipa, com todo o respeito, é mais bonito gastar 15M€ ao país e ir para os jogos em "férias" e dizer que "de manhã gosto é de estar na caminha"?
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 17:56
Visto.
LC
De vitor f. a 25 de Agosto de 2008 às 11:35
Mtas vezes a disciplina tb nos educa.
Por isso sao pessoas humildes que vencem na vida.
Hoje em dia dar um tabefezito num miudo na esola, ja e agressao.
Mas ainda bem que acabaram as ferias para alguns na china.
Filipa, Voçe trabalha e faz descontos???
Sabe para onde foram nao sabe????
Sabe qto custou ao estado esta cena de ferias na china???
beijinhos
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:09
Visto.
LC
*Filipa, se este "vítorf" é quem eu penso, não é fácil de vergar nos argumentos... rs...rs...rs...
Bjs
LC
De Filipa Jardim a 25 de Agosto de 2008 às 22:42
Pois , já vi que esta gente é "fera" nos argumentos.
Mas de facto o nível competitivo é tão grande...
Claro que não é bonito dizer que de manhã é para estar na caminha. Mas penso que foi uma frase infeliz. O esforço, só para fazer os mínimos e ser aceite nos jogos já requer um enorme empenho, muito treino e muito sofrimento fisico. A este nível já se sofre...
abraços a todos e bjs ao luís

Filipa
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 11:37
Bjs.
LC
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 17:54
Por isso é que somos latinos.
E ainda bem.
Bjs
LC
De Sónia Pessoa a 25 de Agosto de 2008 às 00:21
Eu vi a abertura, confesso que não vi o encerramento, mas tenho a certeza de que foi feito em grande como quase tudo o que os chineses fazem... tenho a certeza que foi tão grande quanto grande é a violação dos direitos humanos praticada neste país...
De C Narciso a 25 de Agosto de 2008 às 01:49
Apareça a pessoa ou país que só pratica o bem...
De Sónia Pessoa a 25 de Agosto de 2008 às 09:43
É verdade... e eu devo sentir-me melhor por isso?...
Abraço
De C Narciso a 25 de Agosto de 2008 às 15:45
Não, não deve. O que eu queria dizer é que devemos dar o valor a quem faz bem e criticar quem faz mal. Mesmo que uma pessoa "má" ou que não gostamos, fizer algo de bom, devemos dar-lhe o valor por isso. Se for uma pessoa "boa" e se fizer uma coisa "errada", devemos criticá-la pelo acto.
Não acho justo que uma pessoa que não gostamos faça qualquer coisa de bem e não lhe darmos o devido valor. (...)
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:18
Visto.
LC
De Sónia Pessoa a 25 de Agosto de 2008 às 22:19
ok, percebo o ponto de vista, mas...
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 11:33
Visto.
LC
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:07
Visto.
LC
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:05
Visto.
LC
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:04
Sónia,
eu só falei dos Jogos...
Mas entendo o que queres dizer.
Bjs.

*esta noite vou "ler-te".
Bjs
LC
De Sónia Pessoa a 25 de Agosto de 2008 às 22:22
sim, sim, eu percebi...

"Vais ler-me", agora deixaste-me nervosa... fico ansiosamente à espera.
Beijinhos
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 11:35
Já te li, Tcham, tcham tcham!!!
Estou com pressa, mas logo à noite mando-te um mail.
Bjs
LC
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 11:35
Já te li, Tcham, tcham tcham!!!
Estou com pressa, mas logo à noite mando-te um mail.
Bjs
LC
De Sónia Pessoa a 26 de Agosto de 2008 às 12:01
ok, fico à espera... beijo
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 22:00
Daqui a pouco mando para o teu mail.
Ainda vou responder aos comentários e estou à espera que me tragam a cama...
Bjs
LC
De Sónia Pessoa a 26 de Agosto de 2008 às 22:03
a cama??????
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 22:34
Estou no apartamento de uns amigos.
LC
De umcasoraro a 25 de Agosto de 2008 às 14:27
Eu não vi a cerimónia de abertura nem de encerramento, tentei ver algumas modalidades que gosto e também as competições em que entravam os nossos atletas.
Compreendo a frustração de alguns portugueses que vêm 14 milhões de euros aplicados num grande grupo de atletas que em termos de medalhas ficou aquém do esperado. Eu também desconto (e muito) e não me choro do dinheiro aplicado nos nossos atletas pelo contrário, acho que se devia era fazer uma verdadeira pesquisa da aplicação desse mesmo dinheiro nos atletas.
Também não podemos exigir muito quando ouvimos atletas da marcha a dizer que tiraram férias para treinar, o que pressupõe a falta de apoio da modalidade, a necesidade que grande parte dos nossos atletas tem em trabalhar para se sustentarem.
O Gustavo Lima queixou-se que treina praticamente sozinho. E depois vem a Vanessa Fernandes, que por muito mérito que tenha, nem sequer dormiu na aldeia olímpica!!!
O Fortes teve uma horinha má, aquele que nunca a teve que atire a primeira pedra...
Em resumo, sempre que há uns Jogos Olímpicos os atletas queixam-se dos apoios que lhe são dados, não vejo isso a acontecer noutros países, se calhar os maus resultados não são só culpa deles?!?
E nunca se esqueçam que para lá estarem tiveram de cumprir os mínimos, se lá estão é porque merecem!
Para além disso, acho que os portugueses têm um defeito muito grande, antes de lá chegarem eram os maiores, os melhores, desta é que era, logo que as coisas começam a correr pior do que estavamos à espera começamos logo a dizer que foram de férias, gastar o dinheiro dos contribuintes, que são uma desilusão! Por muito que não se concorde, deviamos aprender um pouco mais com os espanhóis que acima de tudo defendem os seus atletas, nem que não ganhem ou fiquem abaixo do esperado têm sempre uma palavra de força e apoio!!!
Agora para o Luís, sabe quem é que fez os comentários da prova de BTT para a RTP? Se o conhecer diga-lhe que fica muito mal a um jornalista dizer que o vencedor da prova era atleta da "LATVIA" e pior que isso insistir no erro repetidamente!!! É um bocadinho vergonhoso alguns jornalistas estarem tão mal preparados para falar em directo!!! Tal como o Fortes!!!
De C Narciso a 25 de Agosto de 2008 às 15:40
Calma. É tudo por uma questão de atitude dos atletas. Costuma-se dizer que quem dá o que tem a mais não é obrigado. A meu ver e talvez de mais portugueses, alguns atletas não deram tudo. Tenho a certeza que fizeram muitos sacrifícios para lá chegar mas, na recta final, desistiram. Não tiveram força moral para lutar e vencer. É nisso que os chineses nos batem em muito, atitude e força moral. Capacidade de lutar contra as dificuldades. etc., etc., etc,.
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:18
Visto.
LC
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 17:49
Não sei que foi, mas seria um "especialista" na matéria, como aconteceu com as restantes modalidades.
Sobre o resto, vamos para lá sempre como os "maiores" e depois entramos em depressão. Foi assim também no Euro.
Mas também concordo que para lá estarem é porque conseguiram os mínimos.
Depois, há que lembrar que os resultados conseguidos foram bastante interessantes.
Gostei da prestação deles e acho que, de uma forma geral, estão de parabéns.
LC
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 17:50
"quem foi"
LC
De bluewater68 a 25 de Agosto de 2008 às 16:08
Boa tarde Luis Castro,
desculpe esta transcrição de um texto, onde destaco um aspecto relacionado com a RTP
#
E se Marco Fortes ficou conhecido pelos piores motivos, ao ter feito declarações infelizes para a televisão, o que dizer de toda a divulgação do desporto que é feita pelo canal que deveria efectuar um verdadeiro serviço público? Um canal onde a transmissão de jogos de futebol incluídos na emocionante Liga Sagres, volta a ser uma prioridade?

Numa 4ª Feira à noite, o Guimarães fez o primeiro jogo da eliminatória de apuramento para a Liga dos Campeões. No dia seguinte, como não poderia deixar de ser, o destaque desportivo foi para esse jogo. Nesse mesmo dia, com os JO a decorrer e com alternativas válidas em termos desportivos sobre o futebol, nada foi mostrado sobre uma das provas mais representativas desse grande evento, a final dos 100m Livres da natação. Apenas foi dito que a mesma tinha sido ganha pelo torpedo Francês, um senhor chamado Alain Bernard. Importante mesmo era apenas saber se o Phelps iria ou não ganhar as 8 medalhas de ouro, e ir mostrando resumos dos seus feitos, como se mais nada existisse ao nível da natação. Nesse dia, fomos brindados com imagens da praxe do jogo do Guimarães e com as declarações do seu treinador. Não é isto que interessa em termos de desporto?

A Vanessa Fernandes ganhou uma medalha de prata. Nessa noite, quando o Jornal das 8 arrancou, fomos brindados com as imagens do seu feito, tendo o hino nacional em música de fundo. Foi ridículo. Ela não ganhou a medalha de ouro. Ganhou a de prata. E por esse motivo, os portugueses não ouviram o hino nacional a ser tocado na China. Ponto. Não havia necessidade da RTP ter mostrado um nacionalismo provinciano.

É este tipo de situações que em nada favorecem a divulgação do desporto nacional e dos seus principais intervenientes. Apenas são destacados os principais artistas, apenas é divulgado o desporto-rei nacional, e graças a isso, de 4 em 4 anos, os portugueses julgam-se os maiores conhecedores de tudo o que se passa nível olímpico, capazes de exigirem muitas medalhas, e intolerantes com todos os intervenientes que falharam e dos quais nunca tinham ouvido falar.
(...)
Em 2004, nos JO da Grécia, Portugal conquistou 3 medalhas (2 de prata e 1 de bronze) obtendo a posição 60 no ranking final.

Em 2008, nos JO da China, Portugal conquistou 2 medalhas (1 de ouro e 1 de prata) obtendo a posição 46 no ranking final.

Parece-me, repito, parece-me que apesar de toda a frustração global e de muitas críticas aos atletas, Portugal até conseguiu melhor desempenho nestes JO. Parece-me.

Participaram 204 países nos JO da China. Desses, apenas 31 tiveram atletas a ganhar pelo menos uma medalha. Portugal fez parte dessa lista.
#
O resto pode ser lido aqui
(http://sol.sapo.pt/blogs/bluewater68/archive/2008/08/24/_1C20_n_E300_o-sei-porqu_EA00_-tanta-como_E700E300_o.-O-Kazaquist_E300_o-j_E100_-tem-oito-medalhas-e-ainda-prefiro-_2D00_-de-longe-_2D00_-ser-portuguesa_1D20_.aspx)
Cumprimentos
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:28
BW68,
por partes:sobre o Hino, o assunto já mereceu debate entre nós... e mais não posso dizer, como compreende.
Pessoalmente lhe digo que, estando em casa e como qualquer telespectador, também me causou alguma surpresa...
Sobre o comportamento dos atletas, talbém acho que não foi mau e, por isso, juntei o link do Público com as classificações.
Quanto aos destaques no telejornal, não estava cá, mas compreenda que nem tudo cabe em cinquenta minutos.
Para além disso, a RTP dedicou muitas horas de emissão aos JO.
Ab.
LC
De pedro oliveira a 25 de Agosto de 2008 às 16:55
como digo no meu cantinho,voltámos à normalidade-BOLA! e só BOLA! até 2012!
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:30
Por mim, a bola terá o destaque que merece.
Nem mais, nem menos!
Ab.
LC
De maripossa a 25 de Agosto de 2008 às 17:16
Olá Luís. Pois eu não tive o prazer de ver abertura, mas vi o fecho, e realmente de grande pompa e circunstância , assim é como eles trabalham, agora os direitos humanos? me deixam a desejar, um povo não pode ter liberdade se lhe tiram a razão de pensar e sentir, as nossas medalhas foram duas, tivemos o que podemos! Agora não se pode maltratar pessoas (atletas) para darem o "litro" até cair para o lado, e como vê nisso os Chineses são feris .
Abraço e boa semana Lisa
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 18:32
Lisa,
sabemos - ou julgamos saber - como se vive em matéria de pensamento livre na China, mas no desporto e na forma como apresentaram e organizaram os JO, aí eles foram exemplares.
É verdade que nada disso branqueia o resto, claro.
Abraço e igualmente.
LC
De Sandra Felgueiras a 25 de Agosto de 2008 às 18:44
Se Michael Phelps e Ussain Bolt ficarão para História destes Jogos Olímpicos como as grandes estrelas, Nélson Évora será sempre o herói português que permitiu que o hino nacional soasse no Ninho de Pássaros depois do maestro ter pousado a batuta e de toda a banda - formada por 10 milhões, fora uns poucos - ter parado de entoar o que devia para em vez disso tocar uma dolorosa marcha fúnebre.
Uma semana depois, já cumprida a minha ressaca, quase me apetece comparar Nélson Évora a Jesus Cristo. Afinal, ele «ressuscitou» a heroicidade que todos os restantes tinham enterrado extemporaneamente. Ele, sozinho, recordou a todos que ser campeão não é um cargo nem se decreta por objectivos. Com a simplicidade de quem nunca quis ser nem inglês nem super-homem, Nélson não saltou, voou...para que no Ninho de Pássaros se ouvissem os acordes de um hino, que nenhum maestro ajudou a ensaiar. O mais caricato é que nesse minuto da Portuguesa, em que como sempre me deixei chorar, a desertora banda tinha regressado e, como se não bastasse, voltara com maestro e tudo. Pelo canto das minhas lágrimas, não vi o Nélson Évora. Vi um país inteiro rendido à lição que um só homem lhe soube dar, com luva....negra! A banda já não tocou. Tinha a batuta perdida e só servia para escutar!
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 20:23
Muito bem, Sandra!
A simplicidade do Nélson Évora foi uma lição para todos nós e uma bofetada nos "abutres" que se preparavam para picar mais um cadaver.
E aqule Hino aconteceu mesmo!
bjs
LC

De patti a 25 de Agosto de 2008 às 19:34
Olá Luís,

Eu digo com toda a verdade que a minha festa de encerramento não foi em Pequim. E ainda bem.

A minha festa foi em Viana de Castelo, na Romaria da Senhora da Agonia e ontem, não a trocava por mais festa nenhuma.

Venho de lá cheia de medalhas de ouro e com a perfeita noção, que apesar de tudo, este é uma terra de paz, gente boa e de calmarias (ainda).
De Luís Castro a 25 de Agosto de 2008 às 20:26
Cuidado!
Não ande perto das carrinhas da Prosegur!!!
Bjs
LC
De umcasoraro a 26 de Agosto de 2008 às 09:51
Compreendo que a Romaria da minha cidade a encante, a si e a todos os que aqui passam, só é pena que aqueles que moram cá e que pagam impostos para o município e as empresas locais que pagam derrama para a Câmara Municipal sejam tão discriminados durante o mês de Julho e Agosto. Somos tratados como os inconvenientes, limitam-nos o estacionamento pago mensalmente, o acesso às nossas casas, bancos, supermercados e tudo o que pertence ao nosso quotidiano.
Os habitantes são multados nos locais onde estacionam todos os dias do ano e no entanto, temos de tolerar que os de fora estacionem em todo o lado e principalmente nos locais reservados a pessoas portadoras de deficiência com a desculpa que não são de cá!!
Dava uma bela reportagem...
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 11:41
No próximo ano avise com antecedência.
Ab.
LC
De umcasoraro a 26 de Agosto de 2008 às 22:42
Com toda a certeza, no próximo Verão aviso com antecedência e anexo todas as alterações do quotidiano e acima de tudo a forma como são feitas!
Obrigado,
Joana
De Luís Castro a 26 de Agosto de 2008 às 23:05
Bjs, Joana.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds