Domingo, 7 de Setembro de 2008

Acabados de anunciar

Última actualização com 49% dos votos já contados.

 

Bengo

MPLA........ 73%

Unita.........  4%

Benguela

MPLA........ 82%

UNITA...... 12%

Bié

MPLA........ 75%

UNITA...... 17%

Cabinda

MPLA........ 57%

UNITA...... 36%

Cuando Cubango

MPLA........ 80%

UNITA...... 14%

Cuanza Norte

MPLA........ 94%

UNITA......    1%

Cuanza Sul

MPLA........ 89%

UNITA......    5%

Cunene

MPLA........ 94%

UNITA......    2%

Huambo

UNITA...... 81%

MPLA........14%

Huíla

MPLA........ 90%

UNITA......    3%

Luanda

MPLA........ 77%

UNITA...... 14%

Lunda Norte

MPLA........ 67%

PRS.......... 21%

UNITA......    6%

Lunda Sul

MPLA........ 46%

PRS.......... 46%

UNITA......    3%

Malange

MPLA........ 92%

UNITA......   2%

Moxico

MPLA........ 86%

PRS..........   5%

UNITA......   4%

Namibe

MPLA........ 95%

UNITA......    1%

Uíge

MPLA........ 88%

UNITA......    4%

Zaire

MPLA........ 68%

FNLA.........16%

UNITA......    9%

Nacionais:

MPLA ......  81,65%

UNITA......  10,59%

PRS..........   3.03%

FNLA........   1,15%

ND............   1,13%

 

publicado por Luís Castro às 09:32
link do post | comentar
44 comentários:
De Rui Germano a 7 de Setembro de 2008 às 10:56
Olá Luís...

O povo é suberano e decidiu...
Tudo se mantem como dantes...

Mas há uma promessa do presidente:
Combate à fome e à corrupção....

Vamos ver...
;)
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 12:43
Rui,
daqui a quatro anos pouco ou nada será perdoado ao MPLA.
Eduardo dos Santos prometeu e vai-lhe ser cobrado.
Ab.
LC
De Orlando Pinheiro a 7 de Setembro de 2008 às 18:38
Luis,
daqui a quatro anos pouco ou nada terá mudado no MPLA.
Eduardo dos Santos prometeu o mesmo em 92.
Ab.
OP
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 21:19
Caro Orlando,
os angolanos ter]ao de passar a ser mais exigentes com aquilo que os pol[iticos lhes prometem.
Ab.
LC
De Andre Ramos a 7 de Setembro de 2008 às 10:56
Caro LC

A manter-se esta tendência - e acho que talvez venha a descer ligeiramente, pois Luanda conta com uma grande percentagem e, sendo uma população mais urbana há maior dispersão nos partidos pequenos - há importantes consequências a tirar:

- É inquestionável a representatividade do Presidente e do MPLA como líderes deste povo e desta nação. Mesmo tendo o povo angolano sido privado de eleições durante tanto tempo, a confirmação das urnas legitima as políticas (algumas vezes impopulares) seguidas.
- Os partidos da oposição - UNITA e PRS essencialmente, terão que fazer uma profunda renovação interna e aprender com o MPLA como se podem aproximar mais das bases.
- O MPLA terá - e eu sei que o fará - de respeitar as oposições por muito pequenas que sejam, e considerar aquelas vozes como sendo também do povo angolano.

Apenas uma referência aos "Observadores", pois por vezes confunde-se o papel destes:
- Os observadores internacionais não supervisionam as eleições de Angola - para isso servem muito bem os angolanos.
- O trabalho deles é essencialmente "testemunhar" perante os países que os enviaram.
- Os relatórios dos observadores influenciam as opiniões públicas, reflectido-se assim no interesse de investir ou financiar a economia angolana. Por isso devem ser elaborados com absoluta seriedade.

Obridado pelo magnífico trabalho em Angola, mas acho que já vamos ficando habituados a isso.
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 12:47
Andre,
é urgente e será muito importante para democracia deste país que apareça uma oposição credível aos olhos do povo.
Não digo que os actuais não o sejam, mas a sua futura representatividade será demasiado pequena para uma luta política saudavel.
Ab.
LC
De Orlando Pinheiro a 7 de Setembro de 2008 às 18:49
O André deve viver noutro planeta. Ou receber algum subsídio do MPLA.
" É inquestionável a representatividade do Presidente e do MPLA como líderes deste povo e desta nação."
??!!?!?
Representatividade?
NUNCA foi perguntado ao povo angolano se queria este senhor para presidente. Quando nasceram, os Angolanos só conheciam o MPLA e ouviam a opinião desse partido sobre os "bandidos" da UNITA que eram os responsáveis por tudo o que de mau se passava em Angola.
Quanto a oposição... nunca ouviu dizer que em Angola existe uma pessoa que foi:
Presidente do Partido
Presidente das forças armadas
Presidente do Governo.
Presidente de mais tretas.
Presidente da república
e...
Presidente da oposição?

Então fique a saber que a maioria dos Angolanos não apoia nem o MPLAs, nem a UNITAs nem PRSs nem ADs. Dariam TUDO para que esses senhores emigrassem.
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 21:20
Visto.
LC
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 02:53
Visto.
LC
De Andre Ramos a 8 de Setembro de 2008 às 08:35
Orlando,

Efectivamente vivo noutro planeta. Num planeta em que primeiro se pensa e depois se fala, onde não há ideias pré-concebidas e em que se acredita que as pessoas mudam.
Não recebo subsídios do MPLA, e se os recebesse, as minhas ideias não mudariam, pois não estou à venda.
Agora um esclarecimento:
Sabia que o nome Jose Eduardo dos Santos" é o primeiro da lista que tem provisoriamente 81.7% dos votos ? Se isto não legitima representatividade, então a Europa e todo o mundo ocidental andam às avessas.
Gostava de saber onde é que está essa maioria de angolanos que fala. De facto, há muitos angolanos fora de Angola, mas daí a serem a maioria...

O Orlando exprime-se de uma forma deselegante sobre o povo angolano, como se fossem uns burrinhos que não sabem o que querem. Saiba que Angola herdou as melhores tradições de África e da Europa, sendo a cultura angolana uma das mais ricas em todo o mundo. Ademais, em que outro país do mundo se responde "obrigado" a um desejo de "bom dia" ?
Se os outros partidos não conseguiram passar a mensagem de propostas válidas de governação , não é porque o povo não entende, é simplesmente porque não as passaram - e aqui está o facto preocupante destes resultados: a falta de uma oposição credível e criativa que enriqueça o debate político e ofereça um complemento parlamentar salutar em qualquer democracia.

De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 11:50
«...em que outro país do mundo se responde "obrigado" a um desejo de "bom dia" ? »
Interessante: munca tinha pensado nisso...
Ab.
LC
De Andre Ramos a 8 de Setembro de 2008 às 12:12
LC,

A minha referência ao facto vai além da mera curiosidade. Tem a ver com a forma concreta de articulação da língua... o pensar, depois falar.

Se for feita uma pergunta pela negativa, a resposta será positiva se se confirmar a situação negativa, ver como exemplo o seguinte diálogo:
- Então, não foste à praia, por causa das eleições ?
- Sim, não fui.

Este "sim", é a resposta matematicamente correcta à pergunta feita pela negativa. A resposta, como é dada em Angola é reveladora de uma capacidade de raciocinio lógico correcto, ausente na maior parte das culturas.
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 12:26
Andre,
sim (Sim!).
Mas também funciona como um ponto final em muitas frases.
Ab.
LC
De Fatima a 7 de Setembro de 2008 às 11:20
Luis bom dia

Ao que parece tudo correu como esperado, sem surpresas nem incidentes de maior.
Que estas eleições ajudem a resolver os problemas de Angola, e que o progresso continue!
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 12:48
Para já, a atitude da UNITA tem sido muito importante.
Bjs
LC
De ricardo nunes a 7 de Setembro de 2008 às 14:23
boas a todos,

com números destes é difícil acreditar que estas eleições tenham sido livres e justas.

aliás basta olhar para os números de Cabinda.

Mas não há nada de novo, basta ter escutado as palavras de Bob Geldof quando afirmou umas verdades que todos escondem.

o que acho extraordinário é que a RTP faça parte do branqueamento de uma sociedade tão corrupta e cheia de mentirosos como a Angolana e digo-o com pesar, nasci em Luanda.

rjnunes
De r a 7 de Setembro de 2008 às 14:26
já agora algumas verdades sobre Angola no blog Arrastão:

http://arrastao.org/sem-categoria/angola-americas-new-frontier/

Os políticos e alguns empresários portugueses deveriam ter vergonha na cara, especialmente os banqueiros.
Não sei sinceramente como conseguem dormir.

rjnunes
De JAlves a 7 de Setembro de 2008 às 19:08
Não precisava de dizer isto, mas há muito tempo que na RTP se sabe e já se viu esse documentário! E, claro que outros meios de comunicação tb o viram, mas eu falo pelo que sei.

ps. sou amigo do LC, não preciso de o defender mas ele já viu o Doc.
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 02:55
Visto.
LC
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 02:30
Visto.
LC
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 21:22
Ricardo,
e ja ca voltou ou conehce a realidade {a dist}ancia.
Amigo, isto est[a a mudar...malembe;malembe, [e verdade, mas est[a a mudar.
Ab.
LC
De ek a 7 de Setembro de 2008 às 16:08
A sua mediocridade como repórter é amplamente conhecida, a que junta ess ar acéfalo e de padreca deslumbrado.
Peço-lhe decência enquanto jornalista do serviço público. Compare a sua peça com as declarações da Ana Gomes com as que aparecem na Antena 1 e na SIC. deixe-se de intrigas e fretes e tente indagar qual é a tx de abstenção no país. quantas urnas não abriram por exemplo no Bié.
De Orlando Pinheiro a 7 de Setembro de 2008 às 18:32
Talvez o rapaz prefira "viver" a ser "bom jornalista"
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 02:52
Oh meu amigo,
[e grande a sua ingor}ancia para quem diz que me conhece.
J[a cobri 17 guerras, estive preso tr}es vezes, tive que fugir de dois pa[ises, estive proibido de entrar em alguns outros< j[a fui interrogado com uma arma apontada {a cabeça< ameaçado de morte por gente que se dizia ser da UNITA em Lisboa.
Seja honesto intelectualmente.
LC
De Luís Castro a 7 de Setembro de 2008 às 21:24
EK,
[es demasiado inconveniente para te voltar a responder.
S}e educado e escreve com elevaç]ao, pf.
Se assim acontecer, responderei.
LC
De Graça a 7 de Setembro de 2008 às 16:54
LC

A Ultima actualização ja é de 60% dos votos. Acho que falta actualizar o seu blog. E vi-lhe no jornal da tarde da TPA. Gostei do que disse.

Um abraço e bom trabalho

Graça
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 02:35
Graça,
coloquei os dados logo pela manh]a, enquanto assitia {a confer]encia de imprensa.
Depois, a trabalhar no terreno j[a n]ao deu para ir alterando.
Obrigado.
LC
De Orlando Pinheiro a 7 de Setembro de 2008 às 18:29
Meu caro Luís.

Espero que tenhas a coragem de aprovar e não apagar este comment.

Quando falamos Eleições livres e justas não falamos em contagem de papeis chamados boletins de voto guardados em caixas de plástico.

Falamos de muito mais do que isso.

Quero lá saber quantos votos teve este ou aquele partido, nesta ou naquela província.

Quero é saber porque é que alguns teus colegas de profissão não puderam ir aí fazer o seu trabalho.

Quero é que expliques aqui aos tugas " o que sofre psicologicamente o povo angolano, já que fisicamente, as fotos espalhadas pelo mundo o mostram há muito.

Quero é que nos expliques porque é que existe uma hipotética maioria de pessoas a votar em quem não acredita
.
Quero é que expliques aos leitores de "cá" o quão fácil é ganhar umas eleições quando temos 99,9% do espaço e tempo de antena.

Quero é que expliques que os angolanos têm medo que se descubra o voto deles, não acreditam no secretismo eleitoral e não sabem o que é liberdade.

Quero é que expliques ao povo que lê o que escreves que se disseres mal do MPLA e bem da UNITA... estás feito.
Que se disseres que o Sr. Eduardo dos Santos nunca foi eleito como presidente durante estas décadas todas de governo, estás feito.
Sim nunca existiram eleições presidenciais em Angola! Sabias que mais de 50% dos portugueses julga que existiram?

Ainda me lembro quando os soldados da UNITA entraram em Luanda e o povo pode verificar que eram seres como outros quaisquer e não extra-terrestres como os tinham convencido.
Não, não sou da UNITA nem angolano.

Os Angolanos estão manipulados intelectualmente há muito tempo e vão demorar muito tempo a mudarem...
Será necessário muito trabalho para os libertar disso. Muita Ajuda.

Queres ajudar?
(Não acredito que não saibas, conheço-te!)
Ou não podes?

De fb a 7 de Setembro de 2008 às 21:37
"...Os Angolanos estão manipulados intelectualmente há muito tempo e vão demorar muito tempo a mudarem..."

QUANTA PRESUNÇÃO!!! P.Q.P !!!

Gostaria de conhecer este "Ser-Intelectualmente-Superior-E-Não-Manipulado-E-Nem-Manipulável", que, pela "Sabichonisse" característica, deve ser daquela sub-espécie portuguesa que provoca vómitos à maioria dos animais irracionais....P.Q.P!!!!
De Orlando Pinheiro a 7 de Setembro de 2008 às 22:21
Não sou anónimo.
Lamento ter-lhe provocado vómitos...
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 03:20
Visto.
LC
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 03:08
Visto.
LC
De fb a 7 de Setembro de 2008 às 21:46
já agora, e na linha das últimas frases que escreve, deve pensar em ajudar-se a si próprio.
De Orlando Pinheiro a 7 de Setembro de 2008 às 22:39
A experiência de que lhe vou contar não é agradável, muito menos para mim... nem o levantar do véu de alguma privacidade que deve ser gerida com cautelas...
Vivi em Angola uns 3 anos e meio em trabalho... marketing político... 2 anos para o MPLA...2 anos para a UNITA...
Ao fim de pouco tempo conheci um pequeno miúdo, de nome Orlando, (nome igual ao meu que para os Angolanos tem um significado afectivo superior ao nosso) com uns 9 anos de idade, mas, com uma maturidade que ultrapassa a maioria dos jovens e alguns adultos portugueses.
Em Luanda vivam na altura mais de 500 crianças naquilo que nós chamamos sarjetas (ou boeiros no porto...), são maiores que as nossas, as chuvas são raras mas intensas.
Dentro dessas sarjetas, mantêm alguns objectos pessoais e aí dormem, snifam cola, gasolina ou se refugiam da merda da visão que existe há 'superfície', como carros topo de gama e gente rica misturada com a pobreza.
Um dia encontro o Orlando sentado no passeio, a poucos metros da sua "casa" a chorar. Depois de muito puxar por ele finalmente uma frase:
"- Tou triste porque já não tenho casa", de imediato lhe perguntei;
-ocuparam-ta? ao que ele me respondeu...
"- Não, cresci e... a minha cabeça já não cabe no buraco".
Angola também cresceu.
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 03:32
E se eu lhe disser que já fiz várias reportagens sobre esses "Orlandos" de que fala, mas por todo o país?
Não tenho é que as fazer todas as vezes que cá venho, ou tenho?
LC
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 03:09
Visto.
LC
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 02:47
Caro Orlando, vamos por partes>
1 todos os coment[arios aqui dexados s]ao imediatamente publicados.
N]ao tenho qualquer filtro. Este é um espaço de todos.
Respeito todas as opinioes, menos o insulto.
2 ter[a que perguntar a esses OCS a raz]ao pela qual eles n]ao vieram.
3 Para portugu}es que, aparentemente,, n]ao conhece Angola vista de c[a, o senhor tem ideias muito vincadas. N]ao tenho que explicar aquilo que s]ao as suas convic ]oes.
4 J[a fui expulso de Cabinda, sabia?
J[a fiz dezenas de reportagens sobre as mis[erias de Angola e estive na linha da frente da guerra em Angola durante muito tempo. Venho cá desde 1991.
5 Não vim cá para dizer nem bem nem mal de ninguem. Vim para relatar a verdade, aquela que o senhor teima em não querer ver.
6 Eu estava cá quando a UNITA entrou em Luanda. E o senhor, viu tudo desde Portugal?
7 Sobre o facto de me conhecer, é natural.
Mas eu não o conheço a si.

Obrigado.
LC
De Kianda a 7 de Setembro de 2008 às 21:36
Enganou-se nos resultados do Huambo, uma troca nos nomes dos Partidos... ;-)
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 03:03
Tem raz]ao.
Obrigado.
Se tivesse sido ao contr[ario, j[a haveria algu[em a dizer que foi premeditado...
LC
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 03:07
Tem raz]ao.
Obrigado.
Vou alterar.
e fosse ao contr[ario j[a haveria alguem a dizer que foi premeditado.
LC
De Caldeira a 8 de Setembro de 2008 às 10:27
Vc tem um erro na contagem do Huambo tem a Unita a frente o que não e certo...
De Luís Castro a 8 de Setembro de 2008 às 12:02
Obg.
Já dei pelo erro mas por problemas na net não consegui alterar.
de resto, os resultados já não são actuais.
Ab.
LC
De Luxito a 8 de Setembro de 2008 às 20:26
Luis(tocaio),como malangino,apesar de ter nascido em Luanda,fico feliz por o M ganhar,nem eu que sou do M esperava que a vitoria fosse tão certa!!!Parece que tem medo de comentar um parecer,de qualquer modo um jornalista vale pela imparcialidade.
De Luís Castro a 9 de Setembro de 2008 às 01:06
Luxito,
assim é.
Imparcialidade, a quanto obrigas!
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds