Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

No Interior de Angola

Saímos do Kuito, passámos Cunhinga, Andulo e chegamos a Calussinga. O polícia aponta-nos um caminho diferente daquele que nos haviam recomendado.

– E passa?

– Sim. O vosso carro é bom!

– De certeza?

– Eh… a estrada é um bocadinho malaika, mas vai vos levar lá!

O “lá” é a Quibala. Poupamos cento e cinquenta quilómetros, mas andamos mais de duzentos pelo meio de nada, apenas algumas aldeias com a bandeira da UNITA bem hasteada. Nunca conduzi numa picada assim. Foi uma experiência única.

Em Lanhore, um “pequeno-alto” (pequena paragem, em gíria militar) para comprar bananas.

Quando todos os outros fugiam da minha máquina fotográfica, o “motorizada” pede para tirar um retrato comigo…

Em troca tive de levar a família até à Quibala!

A Dª Eva (mãe), a Dª Mónica (tia) e dois “lambretazinhos” (filhos do motorizada)…

Daqui seguimos para Malange.

Mais 500 Km…

Só voltámos a parar para abastecer

900 km depois e catorze horas ao volante, chegámos finalmente a Malange!

 

Amanhã Continua

Luís Castro no interior de Angola

publicado por Luís Castro às 00:01
link do post | comentar
28 comentários:
De Jose Aroso a 23 de Setembro de 2008 às 00:27
Grande aventura Luis.

Boa sorte e continua o teu excelente trabalho.

Abraço
De Luís Castro a 23 de Setembro de 2008 às 00:33
Obrigado, José.
Um experiência para não mais esquecer.
Durante a guerra, visitei a maioria das províncias mas sempre de heli ou de avião.
Agora, pela primeira vez, liguei as cidades por estrada.
Estou ainda mais apaixonado por Angola.
O desenvolvimento está a chegar também ao interior.
Há poucos anos havia centenas de milhares de pessoas que nada mais faziam do que esperar pela morte.
Eram esqueletos andantes.
Agora há esperança e uma certeza:
a guerra não voltará!
Ab.
LC
De terezadapraia a 23 de Setembro de 2008 às 00:38


hmn que certeza tão boa !
De Luís Castro a 23 de Setembro de 2008 às 01:14
Terezadapraia,
aquele povo bem que merece a paz!
Foram quarenta anos de guerra.
Bjs
LC
De terezadapraia a 24 de Setembro de 2008 às 07:57


Luís,

se merece! vc já imaginou bem como vai ser quando essa paz-lambretazinha ( adorei os "lambretazinhos" rs ) virar paz-motorizada ? e daí, paz-jipe todo-o-terreno ? melhor, paz-4x4 ?

De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 16:55
Sabe,
tenho andado a espiar as entradas e as suas origens no blogue e, curioso, há muitas pessoas que vêm parar ao blog com as palavras de busca no google "emprego em Angola".
Bjs
LC
De terezadapraia a 24 de Setembro de 2008 às 17:20


eu não! eu entro pelo link directo do Blog e não estou nem um pouco interessada em emprego em Angola nem em qualquer outro lugar ~~

aliás eu quando entro do Blog é precisamente para
não pensar em trabalho ~~
De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 19:38
Calma! rs..rs..
Não digo que ande à procura de emprego, nem muito menos em Angola.
Só estava a acrescntar que Angola é um bom local para quem quer mudar de vida.
Era um comentário geral sobre como o país está a evoluir em paz!
Bjs
LC
De Fatima a 23 de Setembro de 2008 às 08:40
Luís, ando numa correria. Passei para deixar um abraço!
De Luís Castro a 23 de Setembro de 2008 às 11:56
Obg.
Bjs e tudo de bom!
LC
De A Simões a 23 de Setembro de 2008 às 12:00
Consigo, estou a aprender a gostar de Angola!
Obgd.
De Luís Castro a 23 de Setembro de 2008 às 12:07
Simões,
e não se vai arrepender.
Acredite!
Se um dia tiver a oportunidade e/ou a possibilidade, vá lá.
Abraço
LC
De Gi a 23 de Setembro de 2008 às 12:25
Ai, Luís, a palavra "malaika" que recordações me trouxe.
Em pequena fiz uma canção com essa palavra ... bem malaika por sinal :D

Coração cheio, não é?
De Luís Castro a 23 de Setembro de 2008 às 15:20
E as recordações foram boas?
Espero que sim.
Bjs.
LC
De Pedro Oliveira a 23 de Setembro de 2008 às 17:28
Esta viagem vai dar cá um livro...
Aproveita bem esta viagem, que pelo que nos contas deve estar a ser uma verdadeira aventura.
abraço
De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 16:40
Vai fazer parte do próximo, certamente...
Ab.
LC
De milhafre a 24 de Setembro de 2008 às 00:38
A minha vida anda um "bocadinho malaika"...
Às vezes dou por mim a pensar se também não será melhor parar para "abastecer"; que é como quem diz mudar de ofício... ou outra coisa qualquer que ainda não descobri (ou quis descobrir). Tenho em casa uma "lambretazinha" - bela, arguta e de nariz empinado - que me pede a factura muito assiduamente (pelas chegadas tardias, pelos fins-de-semana e feriados de trabalho, ...). Que me pede -"já imediatamente"- um irmãozinho :-).
Não te sentes ainda por lá, por Angola? A tua cabeça e o teu corpo não se ficaram por lá...? Apaixonada e visceralmente?
bjs.
De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 16:47
Milhafre,
também eu fiquei "ferido na asa"... por Angola... há muito tempo.
Já estou cá mas a cabeça ainda anda por lá!
E a congeminar quando lá poderei voltar!
E não gostavas de ir "abastecer" a Angola?
Bjs
LC
De Augusto Silva a 24 de Setembro de 2008 às 00:39
Luís:

Eis-me por aqui, o que faço desde que descobri o teu blogue.
É um prazer ler-te, pois sinto nos teus escritos também a voz do coração.
Por outro lado, é bom seguir os teus links , para ver caras conhecidas, como o Sobrinho da Banca ou o Rezende de Oliveira, o 1º Ministro das Obras Públicas de Angola , no então Governo de Neto. Homem vertical extraordinário, o Resende de Oliveira, que tive o prazer de conhecer.

Para quem não sabe, era português e o Estado Angolano concedeu-lhe a cidadania angolana. Aliás, de origem portuguesa como são a encantadora Maria Eugénia Neto, José Vieira Mateus da Graça Luandino Vieira", o General "Farrusco", e alguns mais que trocaram as leis do berço pelas do coração.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Luís: <BR><BR>Eis-me por aqui, o que faço desde que descobri o teu blogue. <BR>É um prazer ler-te, pois sinto nos teus escritos também a voz do coração. <BR>Por outro lado, é bom seguir os teus links , para ver caras conhecidas, como o Sobrinho da Banca ou o Rezende de Oliveira, o 1º Ministro das Obras Públicas de Angola , no então Governo de Neto. Homem vertical extraordinário, o Resende de Oliveira, que tive o prazer de conhecer. <BR><BR>Para quem não sabe, era português e o Estado Angolano concedeu-lhe a cidadania angolana. Aliás, de origem portuguesa como são a encantadora Maria Eugénia Neto, José Vieira Mateus da Graça Luandino Vieira", o General "Farrusco", e alguns mais que trocaram as leis do berço pelas do coração. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Obs</A> : Quando nos idos de 1975/76 se via, lia, ouvia, algumas vozes, com cheiro a ódio, a gritar aos ventos que estavam a matar os brancos tugas em Angola. <BR><BR>Eu vivi aí até 1987, e fui sempre estimado, muito, muito, por esse povo maravilhoso. <BR><BR>Daqui a pouco, talvez leia alguém a escrever que aí deve haver também gente má. Obviamente que bons e maus os há em todo o mundo! O contrário é que seria de admirar... <BR><BR>Sabes, Luís : adoro esse povo e essa terra! Continua a percorrer ( se e quando puderes) Angola, e a trazer até nós as cores e as fragrâncias que só Angola tem. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>kandandos</A> ! (abraços) <BR><BR>Augusto
De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 16:52
Augusto,
o Resende de Oliveira foi a primeira pessoa que eu procurei para entrevistar em Luanda, pois seria a pessoa ideal e credível para me falar das mudanças que estão a acontecer no país.
Os entrevistados que escolhemos são muito importantes para o rigor da informação que vamos passar.
Ele é o dono da PROGEST e tem o BI angolano, julgo que nº15.
Obrigado e muito gosto em saber que anda por aqui.
Abraço forte
Luís Castro
De Sónia Pessoa a 24 de Setembro de 2008 às 10:42
Olá Luis, espero que esteja tudo bem ai. Tens-lhe dado forte e feio, catorze quilómetros em catorze horas... é obra, mas só a felicidade que as tuas palavras fazem transparecer sabemos que vale a pena. Quando voltas?
joquinhas
De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 16:56
900 Km em 14 horas.
Se vale!!!
Já cá estou... mas a cabeça ainda está lá.
Bjs
LC
De Sónia Pessoa a 24 de Setembro de 2008 às 17:58
imagino que sim... ainda bem que estás bem e feliz. joquinhas
De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 19:40
Bjs africanos!
Sem maldade... rs...rs...
LC
De Sónia Pessoa a 24 de Setembro de 2008 às 20:59
desde que sejam beijos... sem maldade... rsss
De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:06
Visto.
LC
De Inês a 27 de Setembro de 2008 às 19:48
Angola é mesmo bonita!
Não fazia a mínima ideia de que Angola seria assim!
De Luís Castro a 27 de Setembro de 2008 às 21:56
Filha,
Angola é ainda mais bonita do que estas fotografias te mostram.
Prometo que um dia te levo lá.
Esta combinado.
Beijinhos do papá.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds