Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008
Malange e as Palancas Negras

É um dos mais belos antílopes africanos.

Só existe em Angola e em pequeno número.

A Palanca Negra é um símbolo nacional e pode ser visto na cauda dos aviões da TAAG e nas bandeiras das selecções do país.

Bem tentei encontrar uma, daria uma grande imagem, mas nada feito.

Pelo que me dizem, há muito que não são avistadas Palancas Negras.

 

Mas seguimos viagem, atravessando o interior de Angola até Malange.

E lá fui reencontrar um grande amigo do qual também falo no livro "Repórter de Guerra".

O Joca é um português nascido em Angola, que voltou à terra.

Juntos passámos grandes aventuras na Guiné-Bissau, agora o destino junta-nos em Malange.

E como quem tem amigos não morre só, os mecânicos do Joca passam seis horas de volta do nosso carro que se ressente dos mais de dois mil quilómetros já percorridos.

Enquanto arranjam o Touareg, vou para a cidade tirar fotografias para pôr no blogue:

Sede do MPLA no largo 4 de Fevereiro

Largo 4 de Fevereiro

Sede do Governo da Província de Malange

Buganvílias/bouganvillea/bougainvíllea que embelezam os jardins de Malange

Banco Nacional de Angola na Província

Catedral de Malange

 

Amanhã há mais de Malange.

Luís Castro

 



publicado por Luís Castro às 13:00
link do post | comentar | partilhar

62 comentários:
De JAlves a 24 de Setembro de 2008 às 14:38
Que saudades da terra vermelha......e de tudo!
abraços
Zé Alves


De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 16:11
Amigo,
publicarei nos próximos dias fotografias dessa tal terra vermelha.
Vais gostar.
Ab e até Segunda.
LC


De Sónia Pessoa a 24 de Setembro de 2008 às 19:19
que imagens fantásticas! joquinhas


De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 19:41
Sónia,
lá ainda se tornam mais bonitas!
E aquele cheiro a terra de que fala o JAlves...
Bjs
LC


De Tiago Costa a 24 de Setembro de 2008 às 20:07
Muito bonito!


De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 21:50
O interior tem paisagens fantásticas.
Um destes dias vou publicar fotos das quedas de água de Kalandula... são as maiores de Angola.
Ab.
LC


De Maria Pereira a 24 de Setembro de 2008 às 21:15
Olá Luís Castro!
É só para dizer que já não passo um dia sem visitar o seu blog, porque gosto. porque me faz sentir perto de Angola sem nunca lá ter estado e, também, porque tenho um filho lá a trabalhar. É o coração e a saudade!...
Parabéns e obrigado!
Maria Pereira


De Luís Castro a 24 de Setembro de 2008 às 21:51
A trabalhar em quê (profissão) e onde (local)?
LC


De umcasoraro a 24 de Setembro de 2008 às 22:48
Caro Luís,
Permita-me a ousadia de o corrigir:
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Caro Luís, <BR>Permita-me a ousadia de o corrigir: <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bouganvillea</A> e não Bugambilia . <BR>Como Eng.ª Agrária não podia deixar passar isto ao lado! <BR>Se algum dia for a Angola vou tentar seguir os mesmos roteiros, só para matar a curiosidade que as imagens que aqui põe deixam... <BR>Um beijo, <BR>Joana


De umcasoraro a 24 de Setembro de 2008 às 22:51
Não sei muito bem o que se passou aqui, se não perceber alguma coisa avise-me!!!!


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:09
Percebi.
Qualquer problema...
Bjs
LC


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:08
Joana,
confesso que fui à net perante as várias versões.
Escolhi à portuguesa, mas fica o reparo.
Obrigado.
LC


De Maria Elvira Bento a 24 de Setembro de 2008 às 23:46

Luís
Boa noite. Que imagens tão apelativas. Malange continua linda! Apetece atravessar o ecrã e, estar lá! Continue. Não se esqueça do Luso. Obrigada


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:11
Maria,
o Luso terá que ficar para a próxima...
Só lá estive um dia.
Gostava de ter passado mais tempo, mas tinha de regressar a Luanda.
Bjs
LC


De Augusto Silva a 25 de Setembro de 2008 às 00:01
Para "umcasoraro": " bouganvillea"

Senhora Engenheira:

Mas também os portuguesíssimos(aportuguesados) "buganvília e/ou buganvílea.

Convém observar que tanto o dicionário Houaiss quanto o Aurélio, dois dos melhores dicionários de referência, mesmo que brasileiros, registam também "bougainvíllea", conquanto o Houaiss refira também "buganvília", e, o Aurélio, os dois termos portuguesíssimos: buganvília e buganvílea.

Saudações.

Com simpatia,

Augusto




De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:12
Visto.
LC


De umcasoraro a 25 de Setembro de 2008 às 14:00
Olá Augusto,
Chame-me Joana, engenheira é apenas a minha formação, da última vez que vi no meu BI ainda não tinha um nome diferente...
Na minha área as "traduções e adpatações" brasileiras ficam sempre um pouco aquém do esperado.
Na minha opinião, quando se escreve deve-se optar sempre por escrever o nome científico da planta, em Latim.
Verbalmente pode-se ler como se entende, porque penso que ninguém pode afirmar com toda a certeza qual é a pronúncia correcta do latim...
Eu como uma boa mulher do Norte também tenho uma tendência para trocar os "vês " pelos "bês".
Se quer que lhe diga, não estava nada à espera que alguém que não o Luís respondesse à minha pequena provocação/correcção!
Um abraço,
Joana


De Augusto Silva a 25 de Setembro de 2008 às 15:17
Prontes....Joaninha,

Num brinco mais,,,,prontes...


Agora, a sério:

Compreendo os biólogos, quando utilizam os nomes científicos, como, por exemplo, a Welwitscia Mirabilis e muitos outros.

Todavia, quando existe o nome aportuguesado, é este que prevalece ( fora dos meios científicos), como são os casos de: Uísque( whisky), saunduiche(sandwich), avalancha/alude ( avalanche)...

Como o Luís utilizou o termo, fora do âmbito científico, daí a minha observação. Apenas isso... Quanto aos "bês" pelos "vês", isso é endémico da região Norte, ou mais especificamente da região do grande "Puerto", e, contra isso, não há lei que prevaleça.

Por vezes rio-me do meu "bintóito" ou do "binho berde".

Hábitos...

Uma flor para si....

Augusto




De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 00:17
Prontes... para os dois, também!
rs...rs...
Bjs e abraços
LC


De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 00:16
Visto.
LC


De Augusto Silva a 25 de Setembro de 2008 às 00:05
Ainda "Buganvília/buganvílea".

Quanto ao Luís haver grafado "buganbília", deduzo que seja das minhas "bandas" ( do Puerto, carago) e haja trocado o "v" pelo "b". eh eh eh!

Mais um abraço...carago! rs rs rs

Augusto


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:14
E por caso sou!
Sou natural de Ermesinde e vivo em Valongo, apesar de trabalhar em Lisboa.
Troquei o B pelo V?
Ó carago!
Mas nós não trocamos os bês pelos vês, para nós não há vês, simplesmente...
Ab.
LC


De Cristina a 25 de Setembro de 2008 às 13:50
Olá Luís,
Fiquei fã do seu blog e não passo um dia sem o visitar, mas hoje em particular ainda fiquei mais fã ( se se pode dizer isto ) quando li que é de Valongo porque também sou.....
O meu marido e o meu pai também estão aí como já lhe tinha dito, mais propriamente em Viana ( o meu pai na empresa CSR e o meu marido na Acail)....
Obg pelas noticias e pelas imagens que nos dá a conhecer...
Um abraço e continue com o seu bom trabalho.
Cristina


De JAlves a 25 de Setembro de 2008 às 19:53
Bê lá se abres os olhos e bês!
Avraços...eheheheheh


De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 00:18
JAlves,
bejo que amanhã (sexta) bou aí...
Dou apiteadela quando chegar.
Ab.
LC


De patti a 25 de Setembro de 2008 às 00:09
Olá Carlos,

E sabe se existe algum projecto de protecção a esse antílope?

E que cheiro a África essas imagens e a arquitectura é tão nossa.
Pena que estivessemos tantos anos de costas voltadas.


De Caldeira a 25 de Setembro de 2008 às 08:15
Visite esta pagina patti e sabera mais sobre o projecto de preservação da Palanca Negra

http://www.africanconservation.org/dcforum/DCForumID16/31.html


De patti a 25 de Setembro de 2008 às 09:47
Caldeira:
Muito obrigada pela informação.


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:23
Visto.
LC


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:17
Visto.
LC


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:15
Nunca é tarde...
Bjs
LC


De Pedro Oliveira a 25 de Setembro de 2008 às 09:22
A recuperação desses edificios que são do tempo colonial e as cores vivas dos edificos e das flores, faz acreditar que Angola está no bom caminho.Fotos lindas.
abraço
p.s. a suspensão do touareg deve sofrer a valer.Tem peças de substituição ? as oficinas daí têm algum material?


De Luís Castro a 25 de Setembro de 2008 às 12:23
Pedro,
o Touareg levou uma valente tareia, mas portou-se lindamente.
Não havia peças daquele carro... havia de outros... e lá adaptaram.
Não percebo garnde coisa de mecânica, mas foi uma borracha do veio de transmissão. Mais parecia uma batedeira.
Depois tudo ficou bem e regressámos a Luanda.
Ab.
LC


Comentar post

Reportagem Angola - 1999


Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010
Livros
"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem


Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil
Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração
Pesquisar blog
 
Arquivos

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política(85)

economia(35)

angola 2008(31)

iraque 2008(29)

sexo(20)

afeganistão 2010(16)

mau feitio(16)

televisão(14)

eua(12)

mundo(11)

amigo iraquiano(10)

futebol(10)

curiosidades(9)

telejornal(9)

iraque(7)

missão infinita(7)

religião(7)

repórter de guerra - iraque(7)

saúde(7)

euro2008(6)

guiné(6)

humor(6)

repórter de guerra - cabinda(6)

acidentes(5)

criminalidade(5)

segurança(5)

solidariedade(5)

rtp(4)

sociedade(4)

terrorismo(4)

afeganistão(3)

caso maddie(3)

crianças talibés(3)

desporto(3)

diversos(3)

férias(3)

futuro(3)

jornalismo(3)

justiça(3)

media(3)

todas as tags

Subscrever feeds