Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

Mais de Malange...

Poema de José Manuel da Cruz Vaz Jacinto

 

Malange, minha Terra,

Malange, minha Vida,

Malange venceste a Guerra

Mas tua Palanca está ferida.

(…)

Malange já recupera

deitada no Planalto

e hoje cobre a sua terra

com paz, Brita e asfalto

(...)

Malanje das cinzas renascida,

Qual Fénix, ressuscitou

Do fogo, que a deu por vencida,

Mas foi Ela que o queimou.

(…)

Malange de da gente que lá ficou

porque não teve alternativa,

e na guerra morreu, sofreu… e amou,

lutou, venceu… a chama está Viva.

 

 

E por cá se recordam os ditos dos camaradas...

 

Malange foi palco de violentos combates que provocaram a fuga de milhares de pessoas.

 

O próximo post será com as maiores quedas de água de Angola...

Luís Castro em Malange

 

publicado por Luís Castro às 00:52
link do post | comentar
26 comentários:
De Pedro Oliveira a 26 de Setembro de 2008 às 08:33
fantásticas fotos.
De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 11:31
É isto que me fascina.
Ver esta Angola comparando-a com aquilo que era durante a guerra.
Ab.
LC
De * * Grilinha * * a 26 de Setembro de 2008 às 11:13
Olá Luis

Cá vou acompanhando a tua passagem e recordações de Angola.

Sempre fui uma mulher de aventuras e dizia sempre que gostava de ter vivido em África.
Talvez por isso me perdia a ouvir as histórias dos familiares retornados de África em 1974 e uma madrinha que viveu em Macau.

Cá em casa não gostam de me ouvir dizer que quando partir desta vida, quero ser cremada e as cinzas lançadas no Aeroporto para viajar pelo Mundo (taras).

Um beijinho e tudo a correr bem (cá vou andando com o braço partido ao peito)
De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 11:34
Grilinha,
também quero ser cremado mas nunca me tinha lembrado dessa do aeroporto.
Eu adoro aviões. E sabe porquê?
Porque me levam sempre para qualquer lado.
Adoro conhecer novas paragens e novas culturas.
Só assim os podemos entender melhor.
Bjs e as melhoras.
LC
De * * Grilinha * * a 26 de Setembro de 2008 às 11:50
Quem sabe ainda nos vamos encontrar a fazer turismo no além

Sou sagitário e por isso mesmo uma aventureira nata.

Um beijinho
De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 14:22
E eu escorpião...
Nunca se sabe... ou até numa reencarnação...
rs..rs..rs..
Bjs
LC
De Estrela a 27 de Setembro de 2008 às 10:22
Luis saudações de uma escorpiona nortenha.
Como não podia deixar de ser la tive que eu ca vir ver o que havia de novo por ca Bom fim de semana
De Luís Castro a 27 de Setembro de 2008 às 16:11
Também já fui ao seu.
Bjs
LC
De Ilda a 26 de Setembro de 2008 às 11:16
Só tenho este comentário a fazer: LINDO. Não só as fotos como o poema.
Não sou dada a lamechices mas quando acabei de ler tinha as lágrimas a correr pela cara.
Obrigada, Luís pelo seu excelente trabalho que tem a capacidade de nos comover e ao mesmo tempo transportar-nos para lugares como este!
Um grande beijinho e tudo de bom.
De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 14:10
Ilda,
quando assim é, é porque conseguimos transportar as pessoas para os locais de que falamos.
Ainda bem.
Bjs e obg.
LC
De Augusto Silva a 26 de Setembro de 2008 às 19:11
Luís, como previsto:

Paulo Kassoma é o novo primeiro-ministro angolano.
RNA/Lusa

O novo primeiro-ministro de Angola é o actual Governador do Huambo, Paulo Kassoma, confirmou nesta sexta-feira o escritório Político do MPLA, partido no poder.

Segundo a Rádio Nacional de Angola, o actual primeiro-ministro, Fernando da Piedade Dias dos Santos “Nandó”, vai ocupar o cargo de Presidente da Assembleia Nacional.

João Lourenço mantém o cargo de 1º vice-presidente da Assembleia Nacional, e Joana Lina, que é a secretária para a área da Economia do MPLA, vai ocupar o cargo de 2ª vice-presidente do Parlamento.

Obs: (minha) Mais um filho de humbundos ( os pais são do Bailundo) nas altas esferas do Poder.


Abraço.
De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 21:56
Augusto,
se for ao post do Huambo, encontrará o link para a reportagem que enntrou no Telejornal.
Já nessa altura tinha uma informação que me confirmava Paulo Kassoma como futuro PM de Angola.
O início da reportagem é sobre o trabalho que ele deixa no Huambo.
Ab.
LC
De maripossa a 26 de Setembro de 2008 às 19:19
Amigo Luís. As fotos lindíssimas , as palavras em poema de igual forma, pois adoro poesia e alguma africana. Sabe Luís nunca estivem em África, mas se calhar noutra encarnação, esse povo merece a estima por uma vida melhor sem guerra e sem fome. Boa continuação de reportagem. Beijinho bfs Lisa
De Luís Castro a 26 de Setembro de 2008 às 21:57
Obrigado, Maripossa.
E que tal umas férias em África?
Seriam inesquecíveis, acredite.
Bjs
LC
De Saturnino Mandela a 27 de Setembro de 2008 às 09:05
Luis
Por tudo aquilo que tens observado no pais a fora e nomeadamente no centro de Angola, achas Certa a escolha de Paulo Cassoma como PM ?

Qual é a tua real visão sobre o crescimento dessa terra?

Foi feito e que tinha que ser feito?
Podia ter-se feito mais?

Qual é nesse momento a cidade que mais desenvolve ?

Agradecia que respondesse a essas questões porque acho que são fundamentais ....

Até breve

De Luís Castro a 27 de Setembro de 2008 às 16:10
Saturnino,
estava no Huambo quando soube de fonte segura que seria o governador da província o futuro PM de Angola.
Rapidamente fui para a rua saber o que o povo pensa de Paulo Kassoma. Maravilhas, disseram todos, sobre o que ele fez no Huambo.
O mesmo ouvi da boca dos portugueses lá residentes.
É verdade, há muito para e por fazer em Angola, mas conhecendo o país como eu conheço desde 1991, as mudanças e evolução são simplesmente fantásticas!
O Huambo é, claramente, o exemplo das mudanças no país e um exemplo para todas as outras províncias.
Mas deixo-lhe dois links:
o da reportagem que passou no Telejornal sobre o Huambo e sobre o que pensam de Paulo Kassoma:
http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=363103&tema=31
e o da comunidade virtual do Huambo:
http://groups.msn.com/ComunidadeVirtualdoHuambo/obrigadaluscastro.msnw

Abraço.
LC





De Azoriana a 27 de Setembro de 2008 às 22:24
Sou fã de quadras e gostei muito destas. Venham mais...
De Luís Castro a 27 de Setembro de 2008 às 23:12
Vou tentar encontrar mais.
Bjs
LC
De Anónimo a 2 de Outubro de 2008 às 15:13
ola Luis
cada dia que passa a saudade da minha querida cidade são maiores.
Malange a terra que em Setembro de 74 me viu partir e que passados estes anos so a revejo pela Net. que saudade.
obrigada Luis pelas fotos e pelos poemas. se tiveres algo da Maxinde
Dina Varela Pinto
De Luís Castro a 2 de Outubro de 2008 às 15:42
Não, não tenho.
Fica para a próxima.
Bjs e para quando matar essa saudade e dar um salto até lá?
LC
De José Manuel da Cruz Vaz Jacinto a 22 de Maio de 2009 às 13:20
Luis Castro, foi com surpresa e contentamento que vi a forma como associaste o meu poema às fotos. Era mesmo isso que em parte eu imaginava quando o fiz.

Pois é, Malanje é a minha querida Terra.
aqui deixo outro poema:

MALANJINO NÃO FOGE

Malanje
és berço da Palanca
Negra
que simboliza
Angola inteira.
Malanje
em Ti se apoia a alavanca
que soltará a diaspora
prisioneira
no lado de fora de Ngola.

na saída
para a lavra,
na entrada
da cubata,
no deitar da esteira,
á sombra da mangueira
sentada
e vestida de algodão,
só Malanje
o leão protege,
não mata
e reelege
com Rei
com coroa de diamente
da sua mata.
E na passagem,
até o Sol
presta vassalagem
e dobra a pata insignificante.

o Leão ruge,
é o seu destino,
não foge,
é Malanjino

José Manuel da Cruz Vaz Jacinto


De Luís Castro a 23 de Maio de 2009 às 01:29
José,
que prazer e quanta honra me dás com este comentário.
Muito obrigado!
Um forte e especial abraço.
Luís Castro
De José Manuel da Cruz Vaz Jacinto a 25 de Maio de 2009 às 13:49
Luís Castro,
a honra é toda minha. Tenho muita admiração pela profissão que abraçaste, particularmente no modo como e onde a exerces. Sempre dentro da História. Vi há tempos uma entrevista tua, na RTP 2, que muito me sensibilizou, não só pelo no passado já fizeste e passaste, mas fundamentalmente pela mensagem de verdadeiro mestre, que deixaste às novas gerações do Jornalismo.
Ao ver a "minha Cidade" fotografada por ti e "embrulhada no meu poema" emocionei-me. Obrigado.

É um sonho antigo, voltar a Casa. Por enquanto ainda não foi possível. Vou lá a bordo da minha memória sentado ao lado da minha saudade.


É Minha Cidade maravilhosa,
minha Cidade de Malanje ,
sagrada capital famosa
essas dessas terras de cassange .

erra de bravos guerreiros
que o foram e são ainda
de Ngola do reino herdeiros
da grande rainha Ginga

E nessa terra sagrada
viveu e morreu honrado
quem tudo aos pobres dava
o "nosso" Zé do Telhado

E há um ditado antigo
que ao som de uma quissanje
diz ao desconhecido :
F... foge que é de Malanje

Malanjino não paga renda
isso também ouvi contar
prefere sua ter a tenda
do que uma casa alugar

José Manuel da Cruz Vaz Jacinto

Um abraço
JJ
De Luís Castro a 25 de Maio de 2009 às 20:16
Mais me honras com a tua resposta!
Ab e espero que voltes brevemente.
Ab.
LC
De Neco Brandão a 17 de Dezembro de 2009 às 15:18
Meu caro Luís: Talvez, por não dominar a net, não conhecesse já o seu trabalho, do qual dou-lhe os meus sinceros parabéns. Estas maravilhosas imagens reportam-me a um universo longínquo no tempo e no espaço mas bem próximo na memória...Sou angolano, malanjino(?) e da Maxinde. Ah, minha terra!!! Que saudades. Hoje, mais de um ano depois de o Luís ter passado por Angola, não sei se tem importância a minha visita ao blog. Porém, aqui fica o manifesto da minha felicidade por me proporcionar este regresso às raízes, ainda que virtualmente. Saiba, caro Luís, que as legendas, simples, que acompanham as respectivas imagens, tocaram-me... É aquilo a minha Angola. Estarei atento... Bem haja Luís Castro. Aquele abraço J. Brandão
De Luís Castro a 18 de Dezembro de 2009 às 20:35
Brandão,
ainda bem que por aqui passou, mesmo que fosse um ano depois.
Grande abraço e bom Natal.
Volte sempre.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds