Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Parábola do Índio

 Ele não jogava na bolsa… mas até podia!

Os índios de uma reserva americana perguntaram ao novo chefe se o Inverno iria ser muito rigoroso ou se, pelo contrário, poderia ser mais suave. Tratando-se de um chefe índio mas da era moderna, ele não conseguia interpretar os sinais que lhe permitissem prever o tempo. No entanto, para não correr muitos riscos, foi dizendo que sim senhor, que deveriam estar preparados e cortar a lenha suficiente para aguentar um Inverno frio.

Mas como também era um líder prático e preocupado, alguns dias depois teve uma ideia: dirigiu-se à cabine telefónica pública, ligou para o Serviço Meteorológico Nacional e perguntou: "O próximo Inverno vai ser frio?" -"Parece que na realidade este Inverno vai ser mesmo frio", respondeu o meteorologista de serviço.

O chefe voltou para o seu povo e mandou que cortassem mais lenha. Uma semana mais tarde, voltou a falar para o Serviço Meteorológico: "Vai ser um Inverno muito frio?" "Sim!", responderam novamente do outro lado, "O Inverno vai ser mesmo muito frio".

Mais uma vez o chefe voltou para o seu povo e mandou que apanhassem toda a lenha que pudessem sem desperdiçar sequer as pequenas cavacas. Duas semanas mais tarde voltou a falar para o Serviço Meteorológico Nacional: "Vocês têm a certeza de que este Inverno vai ser mesmo muito frio?" "Absolutamente!" respondeu o homem, "Vai ser um dos Invernos mais frios de sempre."

"Como podem ter tanta certeza?", perguntou o chefe. O meteorologista respondeu: "Os índios estão a aprovisionar lenha que parecem uns doidos."

É assim que funciona o mercado de acções.

 Luís Castro

publicado por Luís Castro às 10:00
link do post | comentar
22 comentários:
De Pedro Oliveira a 10 de Outubro de 2008 às 12:01
É isso mesmo. Já parecem aqueles que dizem que só podem fazer previsões do tempo para 3 dias, mas antev~em um aquecimento blogal para daqui a não sei quantos anos.
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 13:29
Muito boa!
E as previsões para o Verão que passou é o exemplo disso mesmo.
Ab.
LC
De Sónia Pessoa a 10 de Outubro de 2008 às 14:37
Muito boa! Já gargalhei à custa do teu post... o mercado de acções está é na verdade como o tempo, tão depressa chove como faz sol, só que um sol muito fraquinhoooo... beijocas
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 20:38
E est+á a ficar nublado!!!
Parece que vamos todos constipar...
Bjs
LC
De Marcelo Franck Beu a 10 de Outubro de 2008 às 16:05
Muito interessante! A ciência cresce e a natureza vai-se desequilibrando devido as explorações gnosiológicas que o próprio homem materializa no seu campo de pesquisa. Actualmente os homens, seres dominadores da natureza, querem ser o criador da natureza. Daí, pode-se dizer que o homem é um pequeno deus. Os argumentos epistemológicos vão ganhando espaço para corrigir a ciência mas não são suficientes para se dar respostas às realidades cosmológicas que nós vivemos: previsão meteorológica, por exemplo.

Será que o aquecimento global ou qualquer viragem desordenada da natureza, é fruto da evolução soberba científica?

Luís Castro, aqui tens o meu contacto pessoal:
telefone ,+244923656060
marcelo_franck@yahoo.com.br

frabeu@angop.ao

Angola
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 20:40
Marcelo,
há que parar para pensar muito do que temos criado, especialmente os produtos financeiros...
Vou ligar um dests dias.
Abraço
LC
De FM a 10 de Outubro de 2008 às 16:09
Bela parábola!


Também eu já ri a bom rir a ler esta história e faço referência a ela no meu blogue. De facto, sistemas que à partida parecem tão complexos, podem ser explicados desta forma tão simples.

Bjs,
Fátima Mariano
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 20:44
Quanto mais simples melhor.
Bjs
LC
De Caldeira a 10 de Outubro de 2008 às 20:56
`Oi Luís já estou de volta a civilização (Luanda)
A viajem foi péssima pois andamos num corre corre mas de resto tudo bem é sempre um prazer viajar por este Pais. Olha estou a publicar algumas imagens da viajem no meu blog não sou craque como tu mas,,,Visita e comenta .
Eu ligo-te...
Um abraço e quando estiveres em Valongo avisa.
Caldeira
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 21:04
Vou a Valongo todos os fins-de-semana.
Qual é o endereço do blog.
Ab.
LC
De Caldeira a 10 de Outubro de 2008 às 22:46
E só clicar em meu nome ai no comentário mas ai vai
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

E só clicar em meu nome ai no comentário mas ai vai <BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ franciscocaldeira.blogs.sapo.pt / <BR>Ok Não consegui o livro s puderes arranjar um eu mando minha filha ou mãe ir ter contigo e pagar. <BR>Depois eles arranjam formas de enviar. Eu quero assinado por ti hehehehe . <BR>Um abraço <BR>Caldeira <BR>
De Caldeira a 10 de Outubro de 2008 às 22:51
No aceitou a url mas e simples é so trocares o cheiroapolvora por franciscocaldeira
Caldeira
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 22:52
Ok.
De Luís Castro a 11 de Outubro de 2008 às 08:36
Visto.
LC
De Luís Castro a 10 de Outubro de 2008 às 22:52
Vou ter de pedir à editora.
Depois aviso.
Ab.
LC
De Luís Castro a 11 de Outubro de 2008 às 08:34
Visto.
LC
De jts a 10 de Outubro de 2008 às 23:57
Óh, meu cari Luis, o raciocínio, está correcto.
O mundo global em que vivemos, faz-me lembrar os adágios populares da nossa terra, onde os nossos avós nos diziam, que dos lados de Espanha, " nem bom tempo, nem bom casamento". Eu concluiria, que também da América sopram muito maus tempos e que se livre quem poder...!!!
Um abraço,
Teixeira da Silva
De Luís Castro a 11 de Outubro de 2008 às 08:22
JTS,
há muito a aprender com a sabedoria popular!
Sou fã de adágios e provérbios e é interessante: para quase tudo ou para quase todos os momentos da vida se encontra lá um ditado apropriado.
Abraço e bom fim-de-semana.
LC
De Filipa Jardim a 11 de Outubro de 2008 às 22:16
Luís,
Será que as pessoas se esqueçeram que a coisa se chama jogar na bolsa?
Tal como o próprio nome indica é um jogo. E, num jogo pode-se ganhar ou perder...

Bjs

Filipa
De Luís Castro a 12 de Outubro de 2008 às 14:30
Pois,
mas habituaram-se a ganhar e agora não aguentam o soco no estômago.
Até a mim me "dói a barriga", veja lá!
Bjs
LC
De Helder Magalhães a 17 de Outubro de 2008 às 00:51
Caro LC,
grande post sim senhor.

Não podia ter ficcionado melhor o que é a realidade dos nossos mercados...

ordem do dia - RESET

cumprimentos
De Luís Castro a 17 de Outubro de 2008 às 18:44
Obrigado.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds