Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

E ninguém vai preso?

Meus amigos,

há sete anos, o jornalista Camilo Lourenço levou um processo de 5 milhões de euros por ter denunciado o que se passava no BPN!

Onde esteve o Banco de Portugal durante todo este tempo?

 

 

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25  

 

 

 

 

Amigo,

a verdade é o como o azeite: vem sempre ao de cima!

 

Luís Castro

 

publicado por Luís Castro às 16:21
link do post | comentar
47 comentários:
De Tretoso_Mor a 3 de Novembro de 2008 às 17:18
Luís,

Pois é!...

Isto faz-me lembrar aa lista de empresas que se apresentaram como credoras do Estado. Pelas notícias apenas 3, sendo duas delas do sector público.

Porque será?...

Um abraço.
De Luís Castro a 3 de Novembro de 2008 às 21:20
Pois...
Ab.
LC
De Maria Araújo a 3 de Novembro de 2008 às 17:22
Há já muito tempo que não vinha seu blog.
Deparo hoje com este post.
Claro que a verdade descobre-se sempre.
Mas quem está no poder só vê o que lhe apetece...
Não sei comentar mais porque não entendo nada de economia, etc e tal.
Um abraço.
De Luís Castro a 3 de Novembro de 2008 às 21:24
cantinhodacasa,
este espaço não é só para entendidos da coisa, é para todos os que querem partilhar algo.
LC
De Solidao Atarefada a 3 de Novembro de 2008 às 18:27
Admiro muito o trabalho do Camilo Lourenço. Espero que quem o tentou processar, venha agora a publico apresentar, pelo menos, um pedido de desculpas.

Será altura para o Camilo Lourenço processar quem o processou, passando a redundância.
De ricardo nunes a 3 de Novembro de 2008 às 19:42
boas,

aguardamos para breve as demissões do senhor que está à frente do Banco de Portugal, do senhor ministro das finanças e de mais uns quantos.

hummmmmmmmmm, ok! só agora é que me apercebi que não vivemos num país a sério.

afinal de contas quando o primeiro ministro serve de caixeiro viajante da intel, de uma empresa condenada diversas vezes, da Europa aos EUA, a microsoft, e de uma empresa suspeita de falcatruas, a jpsá couto, assembladora do classmate da intel, vulgo magalhães.

está tudo dito!

abs

rjnunes
De Luís Castro a 3 de Novembro de 2008 às 21:38
Ricardo,
pelo menos que assumam que erraram.
Mas não, o Governador limita-se a dizer que foi enganado...
Ab.
LC
De ricardo nunes a 3 de Novembro de 2008 às 21:57
Luis,

um governador do BdP que passa a vida segundo ele a ser enganado, foi agora com o BPN, foi com o BCP, tb não sabia de nada, das duas uma ou é de uma incompetência gritante ou então......!!!

mais não digo!

de qualquer das formas, deveria sair imediatamente da instituição.

ab,

rjnunes
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:16
Andam muito distraídos...
Ab.
LC
De Andre Ramos a 4 de Novembro de 2008 às 14:00
Pois... e é isso mesmo que irrita. Dizer que foi enganado, quando ele é pago para evitar que os bancos enganem os consumidores.
O que para mim configura uma situação ainda mais grave por parte de Vitor Constancio, é que ele até é uma pessoa bem competente para o cargo de governador, daí que a negligência seja de maior gravidade.
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:32
Concordo!
É um homem competente e de muito valor, mas a verdade é que falhou no caso BCP e voltou a falhar no caso BPN e ninguém sabe se não voltará a falhar.
LC
De Andre Ramos a 4 de Novembro de 2008 às 15:48
Luís,

Por ter essa reconhecida competência toda, é que o VC terá que explicar muito bem as causas de tão grosseira negligência, para que a negligência não pareça de todo "conivência".

Andre
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 19:56
Concordo.
Ab.
LC
De MP a 3 de Novembro de 2008 às 19:54
Luís,

A vida dá muitas voltas.

E uma das voltas da vida, apanhou Camilo Lourenço, que poderás ler aqui, assim como o próprio Camilo Lourenço se ler este comentário -
http://tomarpartido.blogs.sapo.pt/1044226.html
É que a vida reserva-nos sempre do mesmo que "damos de presente" aos outros.

O Banco de Portugal esteve onde sempre esteve: na inércia, na inépcia, na doce mordomia do erário público - 'dolce fare niente', acautelando assim que o sistema vigorava da forma que sempre vigorou ...
De Luís Castro a 3 de Novembro de 2008 às 21:46
E pelos vistos assim vai continuar!
Bjs
LC
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:15
O mundo é muito pequenino.
Está sempre a dar a volta!
Bjs
LC
De Alberto Fernandes a 3 de Novembro de 2008 às 21:16
Neste país cada vez mais miserável, os mais sérios continuam a ser os mais pobres. Que país este......
Desculpem, vou vomitar!!

Abraço Luis
De Luís Castro a 3 de Novembro de 2008 às 21:53
As melhoras...
rs...rs...rs...
LC
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:16
Estás melhor?
Ab.
LC
De Alberto Fernandes a 4 de Novembro de 2008 às 15:20
Já tomei anti-ácidos que dariam para matar um touro mas o mal estar que sinto em viver nesta país não passa!! Por mais que tente fechar os olhos, todos os dias temos "novelas" novas neste Portugal. A Globo que se cuide, se isto vira novela não sei como vai ser.
Obrigado pela preocupação! Abraço Luís
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:32
Abraço.
LC
De Fatima a 3 de Novembro de 2008 às 23:00
Oiço sempre que posso as crónicas do Camilo na rádio. Gosto da forma como aborda as questões, de forma fácil e cristalina.
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:19
Ele desmonta muito bem uma linguagem que não é fácil de entender.
E também já trabalhou contigo, certo?
Na altura do CMR e nós na Nova.
Bjs
LC
De XáVerde a 4 de Novembro de 2008 às 00:07
É... a verdade é como o azeite.
Falsifica-se...
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:20
Boa!
Também é verdade!
Temos de criar uma ASAE para os políticos e gestores da "coisa pública":
Ab.
LC
De filha do administrador a 4 de Novembro de 2008 às 09:35
e quem vai devolver com juros o dinheiro a Camilo Lourenço ? o Constâncio? ou a administração do BPN? ou quem o condenou?
isso é que era importante, não basta dizer que afinal ele tem razão, é necessário agora atribuir as culpas a quem as têm e fazê-los pagar bem caro por isso.
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:21
Não chegou a pagar.
Acabou "despedido".
Bjs
LC
De filha do administrador a 4 de Novembro de 2008 às 16:20
devia receber na mesma, isso é que era justiça e quem o despediu :) podia entrar no pagamento que lhe fazia bem
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 19:58
Pois...
Bjs
LC
De Anónimo a 4 de Novembro de 2008 às 10:06
Um dos prolemas que o Banco de Portugal (BC) enfrenta é o da qualidade da informação.
Por não ser um orgão policial, o BC fia-se na informação que lhe vai chegando dos bancos e outras instituições bancárias.
Vou usar esta metáfora:
O BC é um médico que diagnostica doenças. O problema é que andou anos a fazer diagnósticos a partir de exames e radiografias "falsificadas".
Assim não há prevenção médica ... só cura (talvez tarde de mais).
De Luís Castro a 4 de Novembro de 2008 às 15:23
Uma dúvida:
o que anda a fazer o Departamento de Supervisão Bancária?
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds