Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

Ele tem o mundo na mão

George W. Bush:

“Nunca mais esquecerei a minha primeira decisão enquanto Presidente:

telefonaram-me a perguntar de cor queria a alcatifa da Sala Oval.

Pensei que estivessem a brincar comigo”. 

 

Brincaram com ele e ele vingou-se: brincou connosco!

Sobre Obama, espero que não perca muito tempo com a decoração da Casa Branca e que se preocupe com o que realmente é importante.  

 

 

 

 

Para vocês, quais deverão ser as prioridades de Obama?

Para mim é acabar com Guantanamo. Já!

 

Luís Castro

Categorias: ,
publicado por Luís Castro às 15:56
link do post | comentar
51 comentários:
De Ammartins ( Tó ) a 5 de Novembro de 2008 às 16:14
Engraçado, é a segunda pessoa ( que fala sobre o assunto ) e aponta como primeira medida acabar com Guantanamo.

Acho o mesmo, no entanto estou mais virado para as ideias que Obama traz para as politicas externas. A crise que os afectou rapidamente alterou ideias na Europa e como isso trouxe a até nós. Mas vamos ter de esperar até a nova cara do povo Americano tomar decisões e as colocar em prática.
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:11
Seria um bom sinal também para o Mundo, mostrando que vai ser diferente.
LC
De Raquel Silva a 5 de Novembro de 2008 às 17:03
Let's go change the world!
Fez-se história. É estranho pensar que Bush vai desaparecer do panorama, depois de tantos anos a governar os EUA. Mas Obama pretende mostrar-se um candidato à altura.
Esperemos que a crise financeira não se prolongue até ao dia 20 de Janeiro, dia da tomada de posse do novo governo, mas caso isso aconteça, resta a Obama tentar recuperar do colapso. Quanto à retirada das tropas do Iraque, 16 meses parece pouco tempo, mas esperemos que consiga cumprir.
Luís, devo dizer que a cobertura das eleições por parte da RTP foi muito bem organizada, e conseguiram superar as expectativas. Foi pena não ter podido acompanhar durante a noite, mas gostei do que vi. Só liguei hoje na CNN para aprofundar, porque eles transmitiram quase integralmente os discursos pós-eleitorais.
Vamos esperar para ver se a mudança chegou mesmo à América. Acredito que sim - com a eleição já esperada de Obama, estão no bom caminho.
Bjs
Raquel
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:13
Raquel,
embora tenha mantenha retic~encias quanto a Obama, espero que ele mostre mesmo (!!!) que a América do futuro será diferente.
Obrigado.
Bjs
LC
De Zé Dasquina a 5 de Novembro de 2008 às 17:17
É! Não tinha pensado em Guantanamo. Mas quantos Guantanamos existem? Iraque devia ser uma prioridade, mas o negócio das armas não vai impedi-lo de tomar a decisão rápida de retirada das tropas? Uma outra prioridade é zelar pela sua vida, pois em terras do Tio Sam nunca se sabe.
Apesar de ser a primeira vez que comento o seu blog, respeito e acho-o de uma qualidade inigualável.
Parabéns
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:14
Obrigado.
Quanto a Obama, durante o discurso colocaram duas paredes de vidro à prova de bala.
Está tudo dito.
Ab.
LC
De CN a 5 de Novembro de 2008 às 17:37
Olá Luís!
Hoje estou muito zangado pela importância excessiva que se dá aos EUA e ao que por lá acontece. Só se fala disso..... Acho exagero. Desculpe!
Não sou nada a favor desse país nem das suas políticas; podia ficar calado e não comentar o seu post; podia mas não o faço, porquÊ? Porque falou em Guantanamo.
Como já disse, sou contra a arrogância e prepotência dos EUA mas, há coisas em que concordo com eles.
Têm um objectivo ou problema e tudo fazem para o resolver. Fazem o que acham necessário (podendo estar certa ou errada a forma que escolhem).
Lá, se a lei impede a resolução de um problema ou impede que se "agarre" alguém, alteram a lei. Simples.
Cá, por exemplo, porque as prisões estão cheias, não se aplica a prisão preventiva. Lá, é o arguido/suspeito que é apanhado com milhões de $$$$ nas mãos que tem que provar que os ganhou legalmente; em Portugal, é o "Estado" que tem que provar que essa pessoa é criminosa; estando aos olhos de todos que o é! O senhor tem milhares de exemplos disso em Portugal.
Espero ter-me feito entender.
Um abraço.
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:16
Sim, claro que entendi.
Mas é preciso coerência. Os americanos não podem invadir um país para lhes dar "liberdade" e depois manter Guantanamo.
Ab.
LC
De CN a 5 de Novembro de 2008 às 22:21
Concordo plenamente! Não estava a defendê-los; estava a "tentar" defender algumas (ter um objectivo e fazer o que for preciso para atingir um fim).
Quanto aos actuais terroristas e as pessoas que estão em Guantanamo- só o são devido À atitude agressora e invasiva dos EUA. O actual terrorismo é quase todo virado contra os EUA e contra os seus "interesses" ou aliados no mundo. Não acha?
(estes comentários não me estão a sair como quero. rsrs)
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 23:47
Claro que estão!
rs...rs...rs...
Abraço.
LC
De MP a 5 de Novembro de 2008 às 18:30
Sim, a nível externo, seria uma boa prioridade.

Estou mais interessada em que seja 'desmontada' a vergonhosa mentira que nos têm vindo a atirar à cara todos os dias com a questão BPN.
Vão-se sabendo os podres a conta gotas e sem que nada tenha sido previamente planeado (isso é que dá gozo ver!!).

Atente-se às declarações em plena AR - "à questão de saber se a Segurança Social tinha feito um depósito de 500 milhões de euros no BPN (na prática, um financiamento público), em Agosto deste ano, alegou «sigilo bancário» para não responder"

Sigilio bancário?!!!!!!!!!!!! Mas qual SIGILO BANCÁRIO?!!!!!!!!
Mas o ministro das finanças é ministro ou bancário?
Esta questão é bem mais podre do que se imaginava.

Bjs
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:20
E ainda vir´+a mais, acredito!
Bjs
LC
De MP a 5 de Novembro de 2008 às 18:31
O vídeo das declarações em sede de AR

http://www.youtube.com/watch?v=D8qcYnePbgA
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:20
Visto.
LC
De JAlves a 5 de Novembro de 2008 às 19:25
A economia, meus amigos, a economia...
Mas antes de arrumar a casa, deve "arrumar" a situação no exterior (Iraque, Afeganistão, Irão, etc..).

Mas, antes de tudo, parabéns Obama, parabéns ao povo Americano que, finalmente, abriu os olhos!

Morrissey tem uma canção que diz, entre outras coisas, "America, terra das oportunidades, em que o presidente nunca será uma mulher, um gay ou um negro"... Vai ter de mudar a letra...eheheheh
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:21
Bush - o que é raro - esteve bem no comentário à vitória de Obama.
Ab.
LC
De Terceirense a 5 de Novembro de 2008 às 20:20
Obama has a dream,
You know what I mean;
I pray: Stop the war
And give people more.

Obama, I'll hope
Cause you win the vote.
Our tears should dry
You're a Special Guy.
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 20:22
Espero que sim.
A bem de todos.
Bjs
LC
De Henrique a 5 de Novembro de 2008 às 20:57
Não há dúvidas, quer se queira quer não, este é um dos acontecimentos do ano, como será do século e até da história, não porque se dê demasiada importância aos EUA mas porque essa importância é real.
Esta eleição tem no entanto um cariz especial pela cor da pele de Obama .Muito</a> se vai falar e escrever a esse respeito mas não deixa de ser um marco, num país e num mundo global de tremendos contrastes faço votos que tenha um poder apaziguador e não o inverso.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Não há dúvidas, quer se queira quer não, este é um dos acontecimentos do ano, como será do século e até da história, não porque se dê demasiada importância aos EUA mas porque essa importância é real. <BR>Esta eleição tem no entanto um cariz especial pela cor da pele de Obama .Muito</A> se vai falar e escrever a esse respeito mas não deixa de ser um marco, num país e num mundo global de tremendos contrastes faço votos que tenha um poder apaziguador e não o inverso. <BR class=incorrect <a name="incorrect">Políticamente</A> é outra história, há muito a fazer pelos EUA, mas será Obama capaz? Terá capacidade (nos diversos níveis) de mudar alguma coisa? <BR>Veremos, temos de dar o benefício da dúvida. <BR>2009 será um ano de grandes transformações, não necessariamente nos EUA, pois as medidas a tomar por Obama são exigidas por diversos quadrantes no mundo inteiro. <BR>Mãos á obra e esperemos que não seja traído pela crise mundial...a bem de todos!
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 23:31
Uma conquista após décadas.
Mas não é correcto dizer que é um presidente negro.
Ele é tanto negro quanto branco. É mulato.
Honra ao DN que hoje tinha como título o primeiro presidente não branco.
Ab.
LC
De Anónimo a 6 de Novembro de 2008 às 00:50
Acho que é mais apropriado dizer : o primeiro presidente Afro-americano.

Na minha opinião, as prioridades de Obama deveriam ser:

1- Revogar o Patriot Act
2- Acabar com Guantanamo
3- Retirar progressivamente do Iraque
4- Desenhar uma nova estratégia militar para o Afeganistão
5- Terminar o embargo a Cuba
6- Intensificar as relações diplomáticas com a América Latina
7- Criar um Sistema Nacional de Cuidados de Saúde universal e gratuito com prioridade para os idosos e crianças
8- Enfrentar o lobby "pro-gun" e restringir o acesso a armas de fogo

De Luís Castro a 6 de Novembro de 2008 às 17:40
Concordo.
LC
De Henrique a 6 de Novembro de 2008 às 18:20
Pois Luis, concordo!
Obrigado pelo reparo, acredito que para a maior parte do eleitorado esse "pormenor" terá sido muito importante. Há uma diferença...mas simbolicamente já é um grande passo...a globalização chega aos EUA...nas mais altas esferas!!!!!
Abraço
De Luís Castro a 7 de Novembro de 2008 às 11:45
Ab.
LC
De patti a 5 de Novembro de 2008 às 21:27
Olá Luís,

Ou enviar o Bush para lá.
(Amanhã faço post sobre as eleições, que hoje foi um enjoo obamaníaco.)
De Luís Castro a 5 de Novembro de 2008 às 23:32
Estou consigo.
Oba! Oba!
Rs...rs...rs...
Bjs
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds