Sábado, 15 de Novembro de 2008

Doeu-me. A sério!

 

Um estudo sobre os hábitos do homem moderno, realizado em França, concluiu que 39 por cento dos inquiridos coloca a tecnologia na lista de actividades de lazer preferidas, à frente do sexo e das relações amorosas (36 por cento), da música, do desporto e das viagens.

 

A utilização do «iPhone» ou do «notebook» de última geração estão a ocupar o lugar tradicionalmente reservado aos carros topo de gama ou ao relógio de marca.

Um terço dos entrevistados confessou mesmo deixar o telemóvel à vista com o intuito de atrair reconhecimento, enquanto que entre as mulheres esse índice é de apenas 13 por cento.

 

Quarenta e cinco por cento dos homens passam, pelo menos, duas horas por dia ligados à Internet, em lazer, contra 34 por cento das mulheres, especialmente à noite, altura em que o sexo masculino é responsável pela maioria dos acessos à rede global.

 

Uma esmagadora maioria, 99 por cento, afirmou que a Internet ajuda a melhorar a forma como se relacionam com os outros.

 

Só concordo com o último parágrafo!

Luís Castro

 

Saber mais em:

http://diario.iol.pt/tecnologia/tecnologia-franceses-internet-sexo-iphone-google/1013563-4069.html

 

publicado por Luís Castro às 20:39
link do post | comentar
49 comentários:
De yes! a 16 de Novembro de 2008 às 08:10


Não me parece caso para alarme ~rs

tendo em conta que não consta que a tecnologia não esteja a ser largamente utilizada ao serviço do amor e do sexo, ou pelo menos do desejo sexual ~ e se assim for, os resultados do estudo, poderão estar largamente viciados ~

e já agora um dia destes citei o post anterior no

http://noitescurtas.blogspot.com/2008/11/sem-lado.html
para linkar precisamente uma música
do tempo em que a vida ainda não tinha as "cores" das novas tecnologias ~~
http://br.youtube.com/watch?v=v8-q4XiiS8U

e muito sinceramente, acho que as relações humanas podem ter ganho e muito com as novas tecnologias, porque apesar de uma grande maioria gostar de estar casada com o trabalho - e eu sou uma delas - o amor seja ele de que natureza for é fundamental ~~
e é natural que as pessoas usem e abusem também da inovação tecnológica para atingir a sua máxima realização enquanto pessoas ~~


De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 14:05
Sim,
e no meio do stresse do trabalho, há sempr tempo para uma escapadinha e criar relações, mais não sejam virtuais.
O que me doeu é que, como homem, as tendências sejam essas.
Vou lutar até ao limite das minhas forças, até porque também tenho um iPhone... rs...rs...rs...
Bjs ou abraços, não sei.
LC
De JAlves a 16 de Novembro de 2008 às 21:27
Também tu??? E navegas muito no iPhone?
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 23:32
Bem,
na verdade é um Omnia...
Dizem que é melhor, mas ainda ñão nos conhemos muito bem.
não tenho tido tempo para ele, por isso está responsido... rs...res...rs...
Ab.
Amanhã estás por lá?
Vamos tomar café?
Ab.
LC
De Ana Cristina Brizida a 16 de Novembro de 2008 às 12:48
Olá Luís tudo bem?

Eu dedico pouco tempo à internet, ponho todas as outras coisas que foram mencionadas no seu texto à frente.
Por exemplo, hoje está um lindo dia de sol, óptimo para se fazer actividades ao ar livre. Já basta quando o frio e a chuva chegarem a sério.
E por isso vou desligar esta geringonça já porque vou basar imediatamente para a praia.
Bjs
Cris
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 14:08
E eu vou agrrar na bicicleta e vou até ao Parque das Nações.
O carro fica na garagem, que fica muito bem!
Bjs
LC
De José Fernandes a 16 de Novembro de 2008 às 16:21
Eu como não tenho praia perto... liguei o computador, mas vou desligar já a seguir...

Beijinhos
JF
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 19:13
E a água aí é muit fria, já para não falar das nortadas...
Ab.
LC
De Ana Cristina Brizida a 18 de Novembro de 2008 às 19:24
Olá José tudo bem?,
Espero que tenha passado um óptimo domingo. Não tem praia, mas tem outras coisas.
O que interessa é disfrutar ao máximo, seja na praia, campo, cidade.... há sempre coisas para fazer.
Bjs
Cris
De Luís Castro a 18 de Novembro de 2008 às 21:08
Visto.
LC
De José Fernandes a 18 de Novembro de 2008 às 21:40
Olá Cris,

Estou bem, obrigado e espero que a Cris também esteja.
Imagino que o seu domingo de praia tenha sido muito mais produtivo do que se estivesse "agarrada" ou pc.
Sabe que uma das coisas que me faz falta aqui é o mar... Mas não se pode ter tudo...

Beijinhos
JF
De Ana Cristina Brizida a 18 de Novembro de 2008 às 21:51
Olá,
O meu Domingo foi excelente, foi só trabalhar para o bronze. Vivo no Estoril e tenho a sorte de viver a 2 minutos de carro da praia e estou lá sempre caída. É um vício... tenho de ver o mar todos os dias.
Ficar em casa... nunca... tenho um amigo que quase nunca sai de casa porque está a jogar online... acho isso muito doentio.... mas cada um sabe de si.
Mas Braga é uma cidade muito bonita (mais do que o Porto). Faz tempo que não vou aí e mais própriamente a Barcelos onde tenho amigos que estão fartos de me chagar a cabeça para lá ir... e porque também o Sardinha Biba parece que está a bombar... mas eu sou tãoooooooo comodista... hehehehe
Fique bem e bjs
Cris
De Luís Castro a 18 de Novembro de 2008 às 23:59
Visto.
LC
De José Fernandes a 19 de Novembro de 2008 às 10:21
Olá Cris,
Já vi que está bem...
Viver no Estoril é um privilegio, é um local muito bonito... é uma mulher de sorte.
Não seja preguiçosa e venha até ao "Norte"...

Beijinhos
JF
De Luís Castro a 20 de Novembro de 2008 às 01:14
Visto.
LC
De Luís Castro a 18 de Novembro de 2008 às 23:57
Visto.
LC
De José Fernandes a 16 de Novembro de 2008 às 16:18
Olá Luís,

Não sou, nem nunca fui viciado nas novas tecnologias, mas reconheço que ia ser muito difícil voltar a viver sem acesso à Internet, principalmente por razões profissionais.

Quanto aos telemóveis, uma das coisas que reparo é que muitas vezes está um grupo de amigos num café e ninguém conversa, está é cada um a olhar e a adorar o seu e ou a mostrar as performances do mesmo.

Concordo também com o ultimo parágrafo, mas acrescento que ajuda também a aumentar os relacionamentos com outros (passar do virtual ao real)

Abraço
JF
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 19:12
Obviamenbte que sim.
Ab.
LC
De Anónimo a 16 de Novembro de 2008 às 16:43
Da próxima vez que alguém afirmar que a França é a "terra do amor" vou desmanchar-me a rir...
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 19:14
Estes franceses...
LC
De Teresa a 16 de Novembro de 2008 às 18:38
Olá Luis,

é realmente preocupante colocarem as tecnologias á frente do convivio pessoal! Felizmente encontro-me numa cidade, onde isso é manifestamente inpossível e aqui em Luanda, não é nada dificil largar o computador e o iphone! Cheguei a meados de Outubro e o que mais me impressiona nesta cidade é a disponibilidade e a calma que as pessoas tem para conviver. Vidas dificeis que se tornam leves e mais felizes porque o convivio, a musica estão sempre presentes, esse lado de Luanda, fascina-me! o bolg continua excelente, um abraço forte da teresa de vila do conde, agora quase..quase de Luanda!
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 19:20
Teresa,
que inveja!

E o Miami, como está?

Devo voltara a Angola lá para Fevereiro.
Estará por aí?

Bjs
LC
De Teresa a 16 de Novembro de 2008 às 20:03
Ainda não conheço o Miami, mas vou já tratar disso! mas ya, devo estar cá em Fevereiro! Vou regressar com certeza esta terra vicia-nos!

Senti aquele choque inicial de quando se entra no transito e começa a ver-se o estado em que a cidade se encontra, é assustador para quem só, como eu, conhece a Europa! Mas depois, quando se está a tentar atravessar a rua e uma senhora angolana com uma bacia na cabeça, diz-te " Ó mana branca tem calma, isso passa! a bondade, a generosidade e a compreensão dos angolanos toca-nos, vivemos momentos únicos! Por isto vou ficar por aqui algum tempo, gosto essencialmente das pessoas e do clima fabuloso!

Por isso caro Luis, estou sempre atenta ao seu blog e não pense que vem a Luanda e eu deixo passar!!

bjs
Teresa
De Luís Castro a 16 de Novembro de 2008 às 23:30
Não conhece o Miami?
Ainda?
Vá lá à sexta-feira à noite.
São as noites latinas.
À tarde, uma cadeirinha virada para o mar e umas moelas.... ai que saudades!
"Fica bem, Yá!"
Bjs
LC
De Maria Araújo a 16 de Novembro de 2008 às 23:38
Pois.Entendo que doeu, mas sabe que nos dias de hoje a maioria das pessoas está dentro de casa a trabalhar, e como escape tem a internet.Não deixa de ser verdade que ajuda a melhorar a relação entre pessoas, por que aqui na internet há mais facilidade em dizer o que se sente.
Lembre-se que há muitas pessoas que vivem sós (não digo sozinhas, porque é diferente).
Um abraço
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 00:41
Não me "doeu" pelo maior ou menor uso da internet, mas sim pelos facto de nós, os homens, termos mais interesse pelo iPhone e por outras tecnologias do que por sexo.
Isso é que me preocupa!
Bjs
LC
De Pedro Oliveira a 17 de Novembro de 2008 às 08:59
Luís, não eram portugas os gajos do inquérito pois não...?
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 13:56
Não, mas são homens!
E se as modas pegam também por cá?
Isto é, se já não pegaram.
Ab.
LC
De JAlves a 17 de Novembro de 2008 às 10:09
Bem, eu tenho um iPhone, gosto muito de novas tecnologias mas quando toca a sexo....PÁRA TUDO!!!!!
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 13:56
Ah campeão!
É assim mesmo!
Ab.
LC
De Maria Araújo a 18 de Novembro de 2008 às 23:46
Fez-me rir com a sua resposta. Eu também entendi isso, acredite. Mas, mas ,mas .... Ainda há pelo menos em algumas mulheres, o medo, a moral, a sociedade...E nem sempre os Homem sabe viver o sexo com amor... Sexo por sexo, não obrigado. E eu sei que o Luís entende.
De Luís Castro a 19 de Novembro de 2008 às 00:10
Entendo.
Bjs
LC
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 13:52
Visto.
LC
De Anónimo a 17 de Novembro de 2008 às 08:46
O homem na sua errância
gosta mesmo é do botão.
Fixo ou em transumância,
Terá de fazer o gosto ao dedão.

o poeta
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 13:54
Interessante, sem dúvida.
LC
De Pedro Oliveira a 17 de Novembro de 2008 às 08:58
Por causa das novas tecnologias, uma miúda de 14 anos foi para a Madeira conhecer um amigo "virtual" e consegiuu sem que Ninguém lhe confirmasse a idade.Como é Possivel?
Isso é que segurança que nós temos nos aeroportos.
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 13:54
Simplesmente inacreditável!
Ab.
LC
De Ana Paula Albuquerque Almeida a 17 de Novembro de 2008 às 10:29
Aqui está um exemplo dos benefícios da tecnologia.
Não fosse o blog do Luís e não saberia que há uma senhora, que se chama Teresa e que está num sítio maravilhoso, como é Luanda.
Já conheci vários cantos do mundo, encantadores, diga-se, mas tornei-me uma espécie de "viciada" em Angola, depois das duas vezes que lá vivi. Que saudades!
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 13:57
Visto.
LC
De corine a 17 de Novembro de 2008 às 11:58
a forma para comunicar com os outrso ainda vá...agora a internet ser uma ferramenta para nos darmos melhor com outros confesso que não entendo porque? penso exactamente o contrário...

o convivio com os outros só melhora, convivendo!!!
De Luís Castro a 17 de Novembro de 2008 às 14:00
Corine,
já tive comentários pouco agradáveis que evoluiram positivamente depois de algumas explicações aqui no blogue.
Passei a "dar-me" melhor com essas pessoas que não conheço fisicamente.
E há algumas de quem nunca vi a cara, mas com quenm tenho conversas como se fossemos quese velhos conhecidos.
Bjs
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds