Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

PJ pede ajuda

"A Polícia Judiciária, no âmbito de uma investigação particularmente grave, pretende obter informações sobre a identidade do indivíduo que consta nestas imagens."

"Trata-se de um indivíduo que terá uma idade compreendida entre os 25 e os 30 anos, medindo cerca de 1,65 m de altura, de cabelo quase rapado, rosto oval, olhos escuros e grandes, lábios grossos, que falará Português, mas com um sotaque nitidamente Africano."

"Vestia, na altura dos factos, umas calças de ganga e uma camisola azul, com os números 1970 inscritos em cor branca na parte da frente." 

"Assim, solicita-se a colaboração de quem o possa identificar para entrar em contacto com esta Polícia através dos números de telefone:

 

Piquete da PJ- 218641222

2ªSecção da D.L.-218641036"

 

*** Podem levar para os vossos blogs, se assim o entenderem.

publicado por Luís Castro às 18:09
link do post | comentar
13 comentários:
De FM a 21 de Novembro de 2008 às 19:49
Olá, Luís!

Como ainda ninguém comentou, decidi eu abrir o debate. Regularmente, surgem estes pedidos de ajuda oficiais por parte das autoridades policiais aos órgãos de comunicação social. Já vi colegas manifestarem-se contra, por considerarem que, de alguma forma, estão a servir-se de nós, e muitas vezes, quando nós precisamos, não nos ajudam. Gostaria de saber qual é a tua opinião.

Bjs,
Fátima Mariano
De Luís Castro a 21 de Novembro de 2008 às 20:54
Fátima,
quando está em causa a ordem pública, não me causa qualquer dúvida.
Bjs
LC
De Anónimo a 21 de Novembro de 2008 às 22:41
Parece-me louvável que a PJ recorra aos media para identificar suspeitos, encontrar tetesmunhas-chave, resolver crimes e zelar pela segurança interna do país. Mostra espírito de cooperação, iniciativa e humildade. No entanto, levanta-me uma dúvida que se prende com o direito à Imagem dos cidadãos.

Nestas imagens captadas por equipamentos de videovigilância do Metropolitano de Lisboa, há muitos rostos que são passíveis de identificação. Assim sendo, a divulgação da identidade de terceiros nestes vídeos não constitui uma violação dos seus direitos à imagem e à intimidade? Direitos que de resto estão consagrados na Constituição da República Portuguesa...

Em relação ao papel dos Media perante apelos deste género ... não deveriam estes preservar a imagem destes cidadãos desfocando os seus rostos?
Abraço, jms
De Luís Castro a 21 de Novembro de 2008 às 23:38
E foi o que aconteceu com as imagens divulgadas no Telejornal.
Fiz questão de criar uma máscara sobre os restantes.
Aqui não o consegui fazer, mas mesmo assim arrisquei por nºão serem demasiado evidentes.
Sem querer quebrar a confidencialidade da conversa que tive com alguém da PJ, o assunto foi por mim abordado.
LC
De João Silas a 21 de Novembro de 2008 às 20:22
Certamente que se o vir mandarei ele fugir para ainda mais longe...
De Luís Castro a 21 de Novembro de 2008 às 20:58
Atenção:
a PJ não adianta se ele é suspeito do tal crime grave, ou se apenas o terá testemunhado.
LC
De Ricardo martins a 21 de Novembro de 2008 às 23:08
Vi referência a esta notícia no telejornal, contudo não encontro informação sobre esse pedido noutras fontes (tipo site PJ)..
De Luís Castro a 21 de Novembro de 2008 às 23:38
Este pedido foi resultante do despacho de um juiz.
LC
De Ana Paula Albuquerque Almeida a 22 de Novembro de 2008 às 22:51
Olá Luís,

Com alguma ironia, este pedido faz-me lembrar, um pouco, os cartazes do Far West , à excepção do Dead or Alive " e do montante que aqui não é pedido.
Como referes, embora a polícia o procure no âmbito de uma investigação grave, por enquanto, não é acusado de nada.
Nas imagens não se vê que o indivíduo esteja em incumprimento da lei.
A questão que coloco é, até que ponto a divulgação da imagem de alguém que, para já, não é acusado de ter cometido nenhuma ilegalidade, não estará a pôr em causa o bom nome e a privacidade desta pessoa?
Outra questão que aqui coloco é que, infelizmente, ainda vivemos num mundo onde aspectos como a cor, a etnia, a crença, etc., rotulam imediatamente alguém. Não será, por isso, também perigoso para quem está na imagem?
Bem sei que não há fórmulas perfeitas mas este método parece-me não ser o mais indicado para colaborar com as autoridades, a menos que estivesse em flagrante delito.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá Luís, <BR><BR>Com alguma ironia, este pedido faz-me lembrar, um pouco, os cartazes do Far West , à excepção do Dead or Alive " e do montante que aqui não é pedido. <BR>Como referes, embora a polícia o procure no âmbito de uma investigação grave, por enquanto, não é acusado de nada. <BR>Nas imagens não se vê que o indivíduo esteja em incumprimento da lei. <BR>A questão que coloco é, até que ponto a divulgação da imagem de alguém que, para já, não é acusado de ter cometido nenhuma ilegalidade, não estará a pôr em causa o bom nome e a privacidade desta pessoa? <BR>Outra questão que aqui coloco é que, infelizmente, ainda vivemos num mundo onde aspectos como a cor, a etnia, a crença, etc., rotulam imediatamente alguém. Não será, por isso, também perigoso para quem está na imagem? <BR>Bem sei que não há fórmulas perfeitas mas este método parece-me não ser o mais indicado para colaborar com as autoridades, a menos que estivesse em flagrante delito. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bjs</A> <BR><BR><BR><BR><BR><BR>
De Ana Paula Albuquerque Almeida a 22 de Novembro de 2008 às 22:53
Outra vez! O que é que estarei a fazer de errado?
De Luís Castro a 22 de Novembro de 2008 às 23:00
Sei lá...
Bjs
LC
De Luís Castro a 22 de Novembro de 2008 às 23:00
Visto.
LC
De Luís Castro a 22 de Novembro de 2008 às 23:00
Acredito que o despacho do juiz terá uma razão de ser.
Acho que é mesmo um crime grave.
Se é para ajudar, julgo que o devemos fazer.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds