Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

"Vai passar na CNN?"

 

Os olhares não são nada amigáveis. Juntam-se para ver passar os americanos e trocam algumas palavras em surdina. Centenas de pessoas num silêncio preocupante. Os soldados percebem-no e avançam cuidadosamente. Enquanto percorremos esta rua de Sadr City, pressinto que algo pode acontecer a qualquer momento. Os rangers deslocam-se com um espaço de vinte metros entre cada um e divididos em duas linhas paralelas, sempre com o dedo no gatilho e prontos a disparar caso sejam atacados. Mantemos as câmaras a gravar e faço vários planos dos americanos para os iraquianos. Quero mostrar a tensão que está no ar. Minutos depois, o sargento Morris recebe ordem via rádio para abortar a patrulha. O Tenente Hanson está preocupado porque mais ao fundo há um grande aglomerado de populares à espera da passagem dos soldados. Se alguém disparar, os americanos terão que responder e será uma carnificina. A prudência manda regressar aos strikers e avançar para outras áreas onde poderão estar os combatentes de Moqtada al-Sadr. São eles o objectivo que os leva ao bastião xiita.

 

.

Entramos em mais uma das linhas da frente. Há combates entre o exército iraquiano e o exército de Mehdii. Finingan vai nos comandos da electrónica. Ele vê o que se passa à volta e detecta algo de suspeito a trezentos metros. Com uma das câmaras aproxima a imagem e podemos ver que é uma posição ocupada pelas milícias. De imediato bloqueia a mira de tiro, fazendo rodar a potente metralhadora que está montada na torre e que é manuseada por controlo remoto. A imagem é muito nítida. Há uma arma apontada para nós, mas não se vê ninguém. Apenas dois soldados se mantêm com a cabeça de fora do carro de combate para cobrir a retaguarda. Todos os outros estão dentro do striker, seguindo ao segundo o que se está a passar. Peço a um dos rangers que desça para podermos fazer imagens exteriores. Tenho que ser rápido. Como não posso filmar o ecrã por onde seguimos o que se passa no exterior, uso o zoom de uma das nossas câmaras para mostrar a posição que está a preocupar os americanos. Ao lado, Aldrige masca tabaco enquanto “varre” a nossa retaguarda. Pergunto-lhe o que se está a passar: “Foram disparados tiros na nossa direcção. Vieram do centro da cidade.”

 

.

Ficámos na outra posição o resto da noite. Pela manhã, recuamos um pouco para descansar. Dormir é no chão ou num dos dois bancos do striker. Já tenho as nádegas adormecidas. O equipamento é de última geração, mas o conforto é o mesmo que se encontra em qualquer carro de combate: nenhum. Prefiro ficar cá fora, mesmo que as noites sejam frias e eu não tenha mais do que uma t-shirt vestida. O cansaço vence o frio e adormeço. Acordo com o silvo dos projécteis a passarem sobre as nossas cabeças a abrigamo-nos entre os strikers. Ninguém ficou ferido.

 

Estamos nisto há três dias. Gostava de continuar com os rangers, mas as notícias têm o seu tempo e os jornalistas sabem que se perderem tempo, perdem a notícia. As imagens que temos são únicas e é urgente editá-las e distribuí-las por todo o mundo. Não as vimos no ar, mas foi gratificante saber que as maiores cadeias de televisão mundiais usaram o nosso material várias vezes nos seus blocos noticiosos. Os rangers ficaram entusiasmados ao saber, até porque não se cansavam de perguntar: “Vai passar na CNN?”

 

 

Amanhã coloco um terceiro post.

Obrigado a todos.

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 01:39
link do post | comentar
63 comentários:
De Patti a 2 de Abril de 2008 às 08:15
Olá Luís,

Pois é, que grande "aventura".

O perigo sempre à espreita, o medo dos snipers, o dedo constantemente no gatilho, dormir no chão ou dormir acordado.

Para si foram só três dias e para eles quantos dias é que saem em patrulhas deste tipo?
Quanto tempo ficam no Iraque, 6 meses, 1 ano?
São homens/jovens com que idade?
Têm momentos em que interagem de boa forma com as populações?
Como olha o povo para eles quando passam? Com medo, segurança, desconfiança?
Estes soldados são sempre controlados ou também se consegue perceber o medo?
Desejam ir embora?
Falam consigo do que na realidade pensam desta guerra, do Bush, dos iraquianos.

Dúvidas que me surgem ao ler estes post's.

Continuação de bom trabalho

Até já.
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:36
patti,
esse é o post que vou colocar quinta ou sexta-feira.
Não posso contar tudo de uma vez...
Bjs
LC
De Patti a 2 de Abril de 2008 às 11:41
Ok. Parece que adivinho.

Já o post "Fim de semana em Bagdad", veio responder a todas as perguntas que eu tinha feito no dia antes.

Fico então à espera, cheia de curiosidade, uma vez mais.

P.S. Só mais uma pergunta para a amanhã: aquela imagem que temos na cabeça, criada pelos filmes americanos, de que os soldados trazem sempre a fotografia amarrotada da namorada com eles, é verdadeira?
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:50
Patti,
tu estás sempre um passo à frente.
Esta antecipo: é!
Bjs
LC
De Patti a 2 de Abril de 2008 às 12:02
Boa!
Obrigada.
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 16:44
Bjs
LC
De Sara RM a 2 de Abril de 2008 às 22:54
Essa da fotografia fez-me lembrar o "Pearl Harbor"... Luís, estavas a falar a sério quando disseste para nos identificarmos se nos cruzarmos? (se bem que isso talvez não seja muito provável! Principalmente enquanto não estiveres em solo firme!)
Sara
De Luís Castro a 3 de Abril de 2008 às 21:41
Sara,
claro que estou a falar a sério.
Sou uma pessoa perfeitamente normal e acessível.
De resto, nem concebo esta profissão de outra forma.
Bjs
LC
De baratex a 2 de Abril de 2008 às 09:45
" vai passar na CNN" não 1º passou na nossa RTP, mais uma vez parabens a vcs os dois, sacrificam-se por tudo e por nada. Já cá estás? já estás em Valongo? Qd voltas para a regie? já temos saudades tuas... quer dizer eu falo por mim ... nao é... um abraço forte e mais uma coisa qd fores cordenar o tj leva aquela gravata do PODER... um abraço
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:40
Boa, Barata!
Não vou logo para Valongo.
Passarei ainda pela RTP antes de subir a Norte.
Abraço e não esquecerei a gravata...
LC
De Paulo a 2 de Abril de 2008 às 10:26
Não passa na CNN, mas devia... tal é a qualidade desta cobertura jornalística dos acontecimentos.
Uma vez mais, os meus parabéns!
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:41
E passou na CNN.
Não a reportagem tal como a fiz, mas as imagens sim.
Cada televisão agarra nas imagens e edita-as como entende e à imagem dos seus blocos noticiosos.
Abraço.
Obrigado.
LC
De nitro a 2 de Abril de 2008 às 11:03
Ah que saudades, amigo.

Kinshasa, Luanda, Bagdade... Deste-me esse prazer.
Foi bom confirmar que ainda temos gente como tu... Corajoso, amigo profissional, isento!
Se todos passassem por aí, vissem e sentissem na pele essa infâme realidade em que os filhos morrem todos os dias com fome ou com colaterais bélicos, certamente o mundo enveredava por um caminho melhor.

Obrigado por nos trazeres essa realidade da guerra dos senhores com interesses económicos, correndo até o risco da própria vida.

Um voto de Fé e esperança para a tua família.


Até ao jantar de sexta-feira

Be safe!

Ilídio Reis


De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:44
Nitro,
Tu sabes porque também já pisaste muitos destes palcos.
Obrigado, amigo!
E o jantar é só desta sexta a oito, certo?
Abraço
LC
De ALEX a 2 de Abril de 2008 às 11:27
Nem sei como vim parar a este blog.... mas já se tornou um vicio...
todos os dias aki venho como se de uma novela se tratasse desejosa de saber como decorreu mais um dia dessa vossa aventura... perigosamente viciante!
e depois kdo o consigo ver o telejornal até parece de um meu conhecido se trata e reconheço sempre algumas das coisas que leio.
comovi-me consigo no dia do pai, tb eu tenho uma filha pequena e sei falta que deles sentimos kdo não estamos perto!
por isso Luis tenha cuidado... por si... por eles e tb por nós que já nos habituamos a torcer por si...
FORÇA e para nós luis passando na cnn bbc ou rtp tenha a certeza que tem o mesmo valor (MUITO)
PARABENS E OBRIGADA!
Alex

De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:48
Alex,
e ainda bem que cá veio parar.
Obrigado pelo que escreveu.
É muito importante para mim sentir que vocês estão do outro lado e que podemos interagir.
Embora não conheça as vossas caras, vocês também já se tornaram meus conhecidos.
Se um dia passarem por mim na rua, identifiquem-se, pf!
Bjs
LC
De alex a 2 de Abril de 2008 às 15:30
isso não lhe prometo.... não sei se o faria....

mas vou voltar aki e tentar retribuir um pouco dakilo k deste blog tenho retirado....força e coragem ocorrem-me de imediato....

para k tb o luis perceba como torcemos por si e por todas as pessoas envolvidas nesse conflito independentemente do lado k estão....

tome conta de si e tenha cuidado
alex

ah!!!! e já agora MUITO OBRIGADA!
De Joana a 2 de Abril de 2008 às 11:30
Força Luís!!!!:)*
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 11:49
Obrigado, joana!
Precisamos dela quando estamos nestes "buracos".
Bjs
LC
De Joana Isabel Duarte a 2 de Abril de 2008 às 12:07
Parabéns!!
Já nem sei como vim parar a este blog.... mas já se tornou um vicio... um vicio tipo novela na ânsia de saber o que se vai no próximo dia.
Sou contra esta Guerra, é absurda mas também já é um assunto tão batido que toda gente sabe que ela é injusta, cruel e escusada. Os Grandes Homens estão na Casa Branca enquanto os jovens lutam todos os dias para ver o sol de amanhã.
Mas não é para falar de “Bushmanias” que estou a escrever, escrevo para dar os parabéns pela coragem deste ultimo post, o relato de dias passados na linha da frente. A grande odisseia a de um jornalista português e o seu cameraman de reportagem na frente de guerra no Iraque! Como portuguesa tenho orgulho de haver homens de coragem no meu país como vocês, a admiração de uma desconhecida pela vossa coragem pela admiração do vosso desempenho. Mesmo que não torne a comentar, desejo voltar cá mais vezes. Quero todos os dias ler um novo post, não é um pedido é uma ordem, de paz e saúde!
Joana Isabel Duarte
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 16:47
Joana,
muito obrigado.
É com as força das "Joanas" que contamos quando estamos lá. E que bem nos faz!
Espero que continue a visitar o cheiroapolvora.
Bjs
LC
De Alexandra Ribeiro a 2 de Abril de 2008 às 12:16
Ola luís!
Não me cansaria em todos os dias dar-te os meus Parabéns. De facto, são merecidos, o teu trabalho e o do Paulo está a ser extraordinário. Ver as peças passar na Tv torna-se pouco para quem já descobriu este blog.
Tudo o que passam para recolher a imagem, aquela imagem que pode falar mais de mil palavras é uma autêntica aventura (perigosa como qualquer aventura o pressupõe) mas que sem dúvida revela os extraordinários profissionais que sois.
Ler o próximo post é já um imperativo nas vidas de quem descobriu este blog.
Por isso cá fico à espera do próximo.
Mais uma vez muitos Parabéns
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 16:48
Alexandra,
promessas são dívidas. Ainda tenhos mais posts para colocar nos próximos dias.
Obrigado pela tua "Força".
Bjs
LC
De Ana Cristina Brizida a 2 de Abril de 2008 às 13:18
Olá Luis,

Acabei de ler o seu livro à quase 3 semanas (ADOREI) e de repente lá está você outra vez no Iraque !!!!!
Só posso dizer duas palavras GANDA MALUCO.
Cuide de si.
Bjs
Cris
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 16:50
Ana,
ainda bem que gostou do livro.
Obrigado.
Um beijinho do "Gandamaluco".
LC
De Ana Cristina Brizida a 2 de Abril de 2008 às 20:35
Luis,

Ainda bem que já cá está vivinho da silva.

Ganda surpresa no Telejornal das 20H00.

Qual é a próxima guerra? LOL

Bjs

Cris

De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 20:46
Ana,
ainda não acabei os relatos do Iraque.
Haverá novos posts nos próximos dias.
Quanto à próxima, agora serão as "guerras" da coordenação do telejornal. É o que faço no intervalo das guerras, coordenar o Telejornal. Mas prefiro estar lá e ver as coisas onde cheira a pólvora...
Bjs
LC
De Ana Cristina Brizida a 2 de Abril de 2008 às 20:59
Vou ler os seus Posts conceteza e aproveite para descansar entre guerras.

Se der alguma sessão de autografos para os lados do Cascaishopping, pode ter a certeza absoluta que vou querer um autografo se e chamar-lhe "ganda maluco" pessoalmente.

Votos de muitos sucessos profissionais

Bjs

Crs
De Luís Castro a 3 de Abril de 2008 às 15:31
Ana,
vim até ao Porto visitar a família.
Regressarei a Lisboa na próxima semana já para coordenar o Telejornal.
Talvez um dia vá para esses lados, embora eu não seja muito de sessões de autógrafos. Prefiro o meu canto.
Bjs
LC
De Pedro Oliveira a 2 de Abril de 2008 às 14:00
Quando o Carlos Fino apresentou o seu livro, sobre a guerra no Iraque, aqui na região(Leiria), foi um privilégio para mim e, deu para conversar com ele sobre uma situação que se passou comigo há uns anos:
Sempre admirei o Carlos Fino, cresci(tenho 36anos) a vê-lo na Televisão como correspondente da RTP, era como um ídolo, pois sempre "invejei" quem conhece outros povos e por isso sempre que posssivel(euros) pego na família e vai disto.
Uns anos atrás fui ao Brasil,e por coincidência almocei no mesmo Restaurante do Carlos Fino e Família,que também lá estava em gozo de férias,, lá expliquei ao meu filho quem era e não tive a "coragem" de o abordar, primeiro porque estava em familia e em férias e porque nós(humildes cidadãos)temos sempre receio de vocês(figuras públicas) serem inacessiveis e diferentes, não sei bem o que isto quer dizer mas pronto.
Nesse dia da apresentação,do livro, tomei coragem, e na boleia da dedicatória da praxe, lá abordei o assunto do Brasil, falámos das experiências lá vividas e ficou para mim, que se eu o tivesse abordado no Brasil tinha sido uma situação simples de dois Portugueses a trocar impressões sobre um país irmão.

Não tem nada que ver com a temática da guerra no Iraque,mas pelo facto do Luís ter dito que façamos o favor de o cumprimentar caso nos cruzemos por aí.Assim o farei!

um abraço de Porto de Mós(vilaforte)

pedro oliveira
De Luís Castro a 2 de Abril de 2008 às 16:53
Pedro,
assim espero.
Somos pessoas normais. Perfeitamente normais.
Eu, pelo menos sou. E sempre serei.
Abraço
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds