Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

"Há crise de líderes!"

Belmiro de Azevedo deu-lhes música.

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=388587&tema=29

 

"Os políticos falam do que não sabem."

"Temos uma crise de líderes no governo, nos partidos, nos empresários, nas associações..."

"Não pode haver emprego sem actividade económica."

"Os sindicatos querem recuar até ao tempo do emprego para toda a vida."

 

publicado por Luís Castro às 01:12
link do post | comentar
28 comentários:
De Fulano a 19 de Fevereiro de 2009 às 09:04
E há também quem queira recuar ao século XIX e aos ambientes de Charles Dickens, o tal do Oliver Twist! Não há como a barriga cheia para cantar de galo!!!
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:00
Tudo muda,
Eles e nós tb.
LC
De GorgeousMind a 19 de Fevereiro de 2009 às 10:36
Ora cá está um dos homens do Norte que admiro. Belmiro de Azevedo, directo, com visão, simples e empreendedor. Gosto de tudo nele, se pudesse dizia-lho pessoalmente. Como ele, existem outros empresários na sociedade portuguesa que deviam estar em funções de chefia no Governo. É pena, eles não quererem... MAs se eu fosse como eles também não queria!
De GorgeousMind a 19 de Fevereiro de 2009 às 10:38
...faltou-me acrescentar só uma coisa ao que o Sr. Engº Belmiro de Azevedo disse:

Faltam líderes e massa cinzenta!!!
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:10
Pois,
líderes e massas: cinzenta e pilim!
LC
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:09
Tem razão.
O seu comentário vem de encontro a umas ideias malucas que tenho há muitos anos sobre como mudar este sistema político e governativo.
LC
De Eduardo Maio a 19 de Fevereiro de 2009 às 14:02
Em parte até tem razão, principalmente no "emprego para toda a vida".

Não podemos viver acomodados, temos que inovar e aproveitar esta altura de crise global para investir em nós próprios.

Não temos melhor altura que a actual para começar de novo e ter hipotese de sucesso profissional num futuro próximo.
De Maria Araújo a 19 de Fevereiro de 2009 às 20:16
Ele dá música, mas também sabe dar (e vai despedindo funcionários, e/ou também os tem a tempo precário).
Beoijinho
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:41
Bjs e bom fds.
LC
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:24
Há que arregaçar as mangas!
É nestas altura que se vê onde está a fibra.
LC
De Pedro Oliveira a 19 de Fevereiro de 2009 às 15:00
Não posso estar mais de acordo com o Sr. Belmiro disse.É a pura das verdades.
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:27
Visto.
LC
De Luis Melo a 19 de Fevereiro de 2009 às 16:33
Exactamente... antes houvesse muitos a seguir o exemplo de humildade, inteligência, honestidade e capacidade de trabalho de Belmiro.
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:32
3 formas de ser rico:
Herança, roubar ou trabalho.
Olhe, eu bem que trabalho, mas não consigo.
Pais ricos não tenho, roubar muito menos, pelo menos sou feliz.
Muito!
Tenho admiração e sou fã de muitas das políticas laborais de Belmiro de Azevedo.
De resto, já trabalhei na SONAE, na Rádio Nova (Porto).
LC
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2009 às 19:42
Olá Luís.
Claro que há crise de líderes!! Everywhere!!
Para ser líder são necessárias qualidades inatas; quem as possui, raramente tem oportunidade de ascender a esse "posto". Há um ditado popular que diz: o tojo nasce com o pico que há-de picar.
Abraço
CN
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 14:36
É verdade.
Muitos são triturados pelo caminho.
LC
De Rafael Marcelino a 19 de Fevereiro de 2009 às 21:36
Eu acho é que existem lideres a mais nos (Partidos).No que refere ao emprego para toda a VIDA esqueçam-se...Nos EUA e CANADA, cada um é livre de escolher quem quer e para onde quer ir.
Quando ele fala de crise de empresários Bons deve de estar a falar dele e do filho dele também. É que montar escritórios do Grupo Sonae na Holanda para fugir aos impostos, também é obra de lideres (Bons).
Falta é gente Honesta, de uma Justiça Célere para se poder institucionalizar uma democracia responsável e legitimada para uma Segurança Social igual para todos.Isso a que era obra.
As Acções da Sonae devem de estar em baixa...pois. Eu logo vi.
De Eduardo Maio a 19 de Fevereiro de 2009 às 23:18
Existem casos que numa simples venda o estado lucra mais em IVA do que lucra quem vende o produto ou serviço.

Juntamos a isso IRS, IRC, Seg Social, PEC... Impostos que quer se facture 0 ou 500 têm que ser pagos na mesma. Acabamos por ter um estado que leva 50% a 70% de todo o valor facturado em impostos sem mexer uma palha e isto é extremamente desmotivante.

Isto leva a fugas ao fisco ou, os que têm capital para isso, a mudar as suas sedes para países onde podem ser mais competitivos. É moralmente reprovável, mas até percebo.
De Rafael Marcelino a 20 de Fevereiro de 2009 às 05:02
Eu também percebo, mas Ele também é um figurante de um sistema implatado de onde tem aumentado o seu património em beneficio dele mesmo. O Amorim é outro.
Nada tenho contra ele, mas se safa daqui para a Holanda também os Holandeses secalhar fazem o mesmo para outro País e siga a roda.
Afinal quem criou as roturas económicas que se vive no Mundo não foi o trabalhador ou assalariado normal. Foram eles,e os politicos com falsidades, batotas nas bolsas e agora quem sofre são os que nada tem de culpa, que apenas pagam os seus impostos pela via Dura; isto é, na fonte do trabalho e eles fogem para paraísos fiscais.Estamos tramados e eles a que se queixam...
Ele tem de ir dar música para Viana...
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:52
Também é verdade,
para uns é mais milhão menos milhão,
para nós é a conta estar positiva ou negativa!
LC
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:47
O Estado absorve metade da capacidade produtiva do país.
Mas quando alguém tenta cortar, ai, ai, como o outro.
LC
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:44
visto.
LC
De João Barros a 20 de Fevereiro de 2009 às 01:30
e disse alguma mentira? o grave é que neste país quando alguem vem por o dedo na ferida é logo apelidado de fascista, capitalista e mais outras acabadas em istas...
para aqueles que nunca se sentaram a mesa a negociar com sindicatos, sugiro que se sentem um dia e vão ver como este senhor tem toda a razão de afirmar que os sindicatos defendem o emprego para a vida.
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:48
Eu sei do que fala...
LC
De Isabel Torres Cabral a 20 de Fevereiro de 2009 às 11:12


Mas, LC, a crise de líderes pode ser um muito bom ou muito mau sinal :)

porque pode estar na crise dos valores que sempre nos inspiram a seguir alguém,

mas também pode estar num grau de exigência cada vez maior em relação a esses valores,

e se for isso, é um bom sinal dos tempos! e eles e elas - os novos líderes - acabarão por ter mesmo que aparecer para ocupar os seus lugares, muito naturalmente:

VExa e outros como O Anónimo :) mais conhecido da blogo(e)sfera, são bons exemplos disso, e se resolvessem avançar, já tinham os seus naturais seguidores :) ainda que não incondicionais, que isso é muito mau sinal - sempre !

De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:56
Não me desafiem!
rs...rs...rs...
LC
De Virgínia a 21 de Fevereiro de 2009 às 21:24
Boa noite Luis
O que é certo é que neste tempo de crise, Belmiro de Azevedo deu aumentos e prémios aos funcionários, e não foi só às chefias...
Pena ele não ser o meu patrão...
Beijos
De Luís Castro a 21 de Fevereiro de 2009 às 21:25
Já foi meu patrão e tratou-me bem.
Não tenho razão de queixa.
Nenhuma mesmo.
Bjs
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds