Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Repensar hábitos

Abertura do Telejornal de hoje:

 

Os portugueses atingiram o valor mais baixo do indíce de confiança.

O Instituto Nacinal de Estatística concluiu que empresários e consumidores nunca estiveram tão pessimistas quanto ao desempenho da economia.

 

Este cenário explica como estão a ser repensados hábitos e projectos de vida.

 

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=389823&tema=29

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 20:42
link do post | comentar
28 comentários:
De Jorge Soares a 26 de Fevereiro de 2009 às 22:14
Luís.... se repararmos bem, nos últimos dois meses não se tem falado de outra coisa que da bendita crise, das empresas que encerram, das empresas que despedem aos milhares, das empresas que não vendem, do consumo que diminui, dos desempregados que aumentam, dos salários em atraso, etc, etc, etc.... se depois de tudo isto lhe viessem perguntar se estava optimista para o futuro, respondia o quê?

Jorge
De Luís Castro a 27 de Fevereiro de 2009 às 02:37
Claro.
Mas é altura de começar a passar tb mensagens positivas.
LC
De Rui Ferreira a 26 de Fevereiro de 2009 às 22:41
Vi esta notícia na abertura do telejornal de hoje. Acho que não é admissível ter uma taróloga no telejornal e ainda mais chocante na peça de abertura num tema importante como o estado da economia. Não há um economista, comentador, (ou mesmo um politico?) que tenha alguma coisa mais credível a dizer sobre o assunto? Tendo a televisão o papel que tem, é impressionante que dê tanto tempo de antena a ocultistas e outros burlões. Alguma justificação para isto?
De Luís Castro a 27 de Fevereiro de 2009 às 02:35
Discutimos isso no final do telejornal.
Obrigado pelo reparo cr´tico.
LC
De Rui Ferreira a 27 de Fevereiro de 2009 às 14:52
É bom saber que estão atentos.
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:17
Abraço.
LC
De Mano a 27 de Fevereiro de 2009 às 13:53
Rui Ferreira não esqueça que este canal é do estado por isso...
De Rui Ferreira a 27 de Fevereiro de 2009 às 14:52
Por isso mesmo, a responsabilidade é maior.
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:18
Visto.
LC
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:15
Visto.
LC
De Pedro Oliveira a 27 de Fevereiro de 2009 às 09:09
O cartoon diz tudo.
bom fds
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:00
Igualmente.
Obg.
LC
De cristina a 27 de Fevereiro de 2009 às 10:30
Tem toda a razão quando diz que temos que começar a passar mensagens positivas, já bastam as desgraças que vemos e ouvimos todos os dias na comunicação social...
A crise sempre existiu ou será que ninguem se apercebe?? Sempre houve desemprego, sempre houve corrupção...
O que fazer??' Pensar que o que temos é sempre melhor que nada e enquanto houver esse pedacinho...há sempre com o que viver !!!!
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:06
Estamos em crise há mais de 800 anos!!!
LC
De José Fernandes a 27 de Fevereiro de 2009 às 11:03
Bom dia Luís,

Desculpa a minha frontalidade, mas esta peça jornalística deixa muito a desejar. Com tantos economistas, gestores ou até professores universitários possíveis de entrevistar e dão voz a uma taróloga ?
Só se a intenção era desdramatizar o tema "crise".

Abraço
JF
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:07
A intenção era boa...
LC
De PrincesaVirtual a 27 de Fevereiro de 2009 às 11:07
A questão é...e por onde começamos?? E que tal começarem a abertura do telejornal com noticias animadoras ... :)

Há uns dias atrás lembro.me de uma peça, num dos telejornais não sei se foi na RTP1 (confesso que também já não sei se vi, se li... hmmm) sobre a visão de alguns empresários para dar a volta à crise...e como em alguns casos esta crise (que se instalou de uma forma histérica) até é vantajosa para alguns...

Isto sim são noticias animadoras e que dão esperança para o futuro...

A luz ao fundo do tunel...

:)
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:12
Tentamos todos os dias passar mensagens positivas com o chamado "jornalismo positivo", mas a abertura é sempre com a noticia considerada como a mais importante do dia.
LC
De Ana Paula Albuquerque Almeida a 27 de Fevereiro de 2009 às 11:55
Olá Luís,

Não fiquei nada surpreendida com a notícia. Por muitos discursos de esperança que possamos ouvir, não é possível estar confiante quando todos os dias ouvimos falar de muitas empresas que fecharam ou vão fechar e do nr. assustador de desempregados, com tendência para aumentar. Algumas dessas empresas, consideradas sólidas, não deixaram de fechar ou suspender a produção.
Ora, perante este cenário quem pode garantir a qualquer um de nós que não vai "apanhar por tabela"? Penso que esta é uma preocupação legítima e que já se instalou no espírito da maioria dos portugueses, pelo que o índice de confiança só podia ser o mais baixo.
Agora pergunto: foi preciso chegar-se a este ponto para as pessoas mudarem (as que mudarem) de mentalidade e passarem a fazer o que já deviam ter feito? Ainda sem a crise eu já fazia “sacrifícios” mesmo não tendo os fazer. No entanto, sempre achei que não é preciso ter de tudo e sempre do melhor mas sobretudo o que é necessário. Por exemplo, para quê ter um “carrão” à porta se tendo um mais pequeno vou na mesma a todo o lado, gasta menos e ainda fico com dinheiro no bolso? Não pretendo dar sermões a ninguém mas sou tentada a dizer que se todos (governo inclusive) tivessem sido mais contidos nos gastos, por um lado, e na concessão ou nos pedidos de crédito, por outro, não teríamos batido tão no fundo.

Bjs
De 5***** a 27 de Fevereiro de 2009 às 13:59
PESSOAL NAO ESKECAM QUE A CRISE E MUNDIAL,E PORTUGAL NAO E DOS PIORES OLHEM AI PARA A VIZINHA ESPANHA OLHEM ALEMANHA A TERRA DO TIO SAM ETC ETC , UMA KOISA E CERTA MUITOS PATROES APROVEITAM-SE DE TUDO ISTO , E OS MIDIA ESSES SAO OS PIORES SEMPRE A MESMA RANGAINE EU A KRISE LOGO SE VERA HAJA SAUDE E COSA O FORNO SE HA DIAS PIORES TAMBEM HAVERA DIAS MELHORES
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:16
A crise não é culpa dos media.
LC
De 5***** a 1 de Março de 2009 às 15:28
KLARO KE A KRISE NAO E KULPA DOS MEDIA. MAS SIM MUITA KULPA DOS MEDIA SE OS PORTUGUESES ANDAM KOM POUKA POSITIVIDADE
De Luís Castro a 3 de Março de 2009 às 22:06
Também é verdade!
LC
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:14
Quem chegar ao fim da crise com emprego já se pode dar por feliz!
Bj
LC
De Fulano a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:08
Se tomarmos como certo que os países desenvolvidos representam 15% da população mundial e que a imensa maioria dos outros 85% vive abaixo do chamado limiar de pobreza ou na pobreza extrema, e é declarada uma crise apenas quando os 15% têem de optar por fazer férias no camping mais próximo, a sardinha, casqueiro e garrafão, em vez de ir a Porto Galinhas, depreendo que a proposta seja que os tais 85% vivam da Graça do Altíssimo por toda a eternidade e os 15% disfrutando dos prazeres da obesidade mórbida. E quando esta não continuar aumentando ou estagne declara-se "A CRISE". É isso não é?
Só pode ser, que o planeta não tem capacidade para alimentar mórbidamente 100% dos seus habitantes. Bem, 100% seria exagero, arranjar-se-ía uma "desigualdade técnica" qualquer. É que a «taxa de desemprego técnico» já há. Parece que é de 5%. Assim um inferninho cuja contemplação botará mais juízinho nas cabecinhas menos disciplinadas.
De Luís Castro a 28 de Fevereiro de 2009 às 22:32
É isso: mais juizo!
Mas não sei se os polítcos e economistas aprenderam com os diparates.
Ab.
LC
De MARIA a 2 de Março de 2009 às 23:13
Eu só queria fazer uma observação - aí o sr. 5 estrelas, em que raio de país viverá?! É que a criatura deve ser um extra terrestre, atentando na escrita que apresenta !! A mim faz-me arrepios...eu gosto de ler português mesmo abreviado. MAS QUE CRISE .....
De Luís Castro a 3 de Março de 2009 às 22:22
Visto.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds