Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Deixem a vossa opinião

Fui convidado para uma palestra, juntamente com o Luís Costa Ribas (SIC), o Nuno Melo (CDS-PP) e Fernando Negrão (PSD), este último visitante diário do cheiroapolvora.

 

Durante mais de duas horas, falámos e respondemos às perguntas dos alunos do ISCSP, o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Inevitavelmente, Sócrates veio à baila: como se queima um primeiro-ministro em lume brando?

 

Na verdade, o PM teve jeito para coleccionar inimigos e agora está a pagar a factura.

 

 

Daqui a pouco, Judite Sousa e José Alberto Carvalho questionam José Sócrates, na RTP, logo depois do Telejornal.

 

Desafio-vos a deixarem aqui a vossa opinião sobre a entrevista desta noite.

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 18:46
link do post | comentar
51 comentários:
De Xano a 21 de Abril de 2009 às 19:28
A entrevista, servirá essencialmente, para José Socrátes, defender-se das últimas criticas, dirigidas a si, que vieram a público, nomeadamente do PR, numa entrevista, em que o tema Freeport, não será esquecido certamente...

Abraço Luis Castro
De Luís Castro a 21 de Abril de 2009 às 20:45
Espero que seja esclarecedora.
Ab e obg.
LC
De TELMO BÉRTOLO a 21 de Abril de 2009 às 21:44
Luís,
Não entendo por que razão a RTP perde tempo a ouvir o PM que repete sempre os mesmos chavões. Não haverá nada de mais importante do que a política?
Um abraço,
TB
De Luís Castro a 21 de Abril de 2009 às 21:48
Telmo,
estás a ver a entrevista...
foste apanhado!
rs...rs...rs...
Desculpa, mas discordo.
Podemos gostar ou não de Sócrates e das suas políticas, mas é importante questionar o PM sobre a crise, Freeport, investimentos, desemprego, etc.
Ab.
De Patricia Dinis a 21 de Abril de 2009 às 21:50
Caro Luís, sei que pediu para comentarmos a entrevista ao Primeiro-Ministro mas na verdade passei por aqui só mesmo para lhe agradecer a sua presença na conferência de hoje no ISCSP. Sou aluna lá e estive na conferência. Todos os convidados foram excelentes mas confesso que gostei muito de o ouvir. Por isso, obrigada por ter estado lá e por uma intervenção tão interessante e tão honesta. Os maiores cumprimentos.
De Luís Castro a 21 de Abril de 2009 às 21:56
Olá Patrícia.
Foi muito gratificante falar para vocês e ouvir as vossas dúvidas.
Confesso,
sou curioso, pronto!
Fui aos teus blogues procurar a tua fotografia para ver se te reconhecia das caras que fixei na plateia, mas não encontrei.
Bjs e volta sempre.
Luís Castro
De Patricia Dinis a 21 de Abril de 2009 às 22:00
Ah pois, foto não há...
E eu estava na última fila...
Voltarei com certeza, já foi para os favoritos!
Cumprimentos
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:10
Ficarei à espera.
LC
De Virgínia a 21 de Abril de 2009 às 22:03
Boa noite Luis
A entrevista ao nosso PM não trouxe nada de novo.
Com o Magalhães ou sem o Magalhães, ele fez o trabalho de casa.
O PM repete e 'tripete' sempre as mesmas frases, ideias e resoluções!
Parece que engoliu um gravador!
Beijos
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:11
Visto.
LC
De João Barros a 21 de Abril de 2009 às 22:13
Sou suspeito de falar, pois gosto tanto dos politicos como o diabo gosta da cruz, então deste que supostamente (des)governa o país ainda menos...
Indo directamente ao que realmente interessa, assisti a entrevista por completo, concordo que se deva questionar o PM sobre a crise, sobre o freeport, sobre o desemprego, etc, etc... mas numa entrevista de 1 hora, perder os primeiros 10 minutos a falar da oposição quando era questionado sobre o PR, confirmei logo o que ia suceder dai para a frente, ou seja, ser questionado e não responder a nada, algo que veio a acontecer com um discurso de calimero, de que é perseguido por tudo e por todos e que os jornalistas o andam a tramar. Penso que os dois pivot's estiveram bem (pareciam "assanhados" desculpe o termo) e estão de parabéns.
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:11
Visto.
LC
De MP a 21 de Abril de 2009 às 22:13
Boa noite,

Vou aceitar o seu repto:

Foi uma mais uma tentativa de propaganda por parte do entrevistado.
"Uma vítima de situação" ... Para além uma demagogia sem qualificação, é de uma "pobreza franciscana".
Dos temas focados, aquela do complemento para idosos é uma vergonhosa mentira propagandística; a realidade revela que para obterem tal complemento têm que "delatar" os familiares mais próximos, nomeadamente, filhos e demais 'agregados' - é o controle total dos cidadãos. Além de que tentam comprar as pessoas com 'migalhas'!!

Os jornalistas, Judite de Sousa muito em particular, estiveram muito bem.
Apenas uma pergunta, nada, inocente:

Será que amanhã a jornalista Judite de Sousa ainda constará como funcionária da RTP?

Cumprimentos
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:11
Visto.
LC
De Carla Cruz a 21 de Abril de 2009 às 22:29
Olá, Luís! Antes de mais, Parabéns pela participação na conferência do ISCSP. É importante para os estudantes terem a percepção dos profissionais que intervêm no complexo sistema e discurso políticos.
Quanto à entrevista de José Sócrates hoje na RTP, achei que todos os intervenientes estiveram bem - os jornalistas "apertaram" a corda o que podiam, mas o PM trazia a "lição" bem estudada de casa. Pelo que li hoje no PÚBLICO, julgo que o gabinete do Primeiríssimo fez questão de dizer o que é que Sócrates estaria disponível para falar. Mas, dentro da conjuntura actual, penso que também seria difícil não falar dos temas esmiuçados. No entanto, acho que os portugueses que acompanham minimamente as novelas onde o Sócrates é protagonista, não ficaram muito mais esclarecidos com esta entrevista! Foi um jogo sem espectáculo. Ambas as equipas jogaram bem, mas não marcaram golos!!!
Um beijinho e até breve!
Carla
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:12
Obrigado.
Ligo um destes dias para o nosso almoço.
Bjs
LC
De Elsa Silva a 21 de Abril de 2009 às 22:32
Olá Luís!

Foi uma entrevista difícil para os Jornalistas, bem como para o Primeiro-ministro. Nunca vi em pleno directo alguém ser tão indelicado com uma mulher. Dê os meus parabéns à Jornalista, Judite Sousa, que se aguentou firme até ao fim.
Quanto às políticas, diz que está a criar emprego… não é isso que tenho visto. Vejo desempregados a fazer cursos e mais cursos e no fim não conseguem emprego. De que vão viver quando o subsídio acabar? Do rendimento mínimo?
Fico muito surpreendida com a forma como trata o Presidente da República, já o desautorizou algumas vezes. Fragiliza a democracia. Não entendo.
O país está um verdadeiro barril de pólvora. Consegue sentir o cheiro?

Bjs.
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:12
Se consigo...
Bjs
LC
De Maria Araújo a 21 de Abril de 2009 às 22:38
Cheguei aqui há pouco. Não vi a entrevista, mas só vou deixar esta frase.
Estou cansada de ouvir esse homem.
Chega de troçar do povo.
Um ebijinho
De E_E a 22 de Abril de 2009 às 17:33
Cantinho da casa ainda has-de chorar o Pm J S vai nesta podes crer
De Maria Araújo a 22 de Abril de 2009 às 20:29
Não , não choro.
Ele teve coragem em mudar muita coisa.
O que me dana é que ele contraria o que vai por aí.
Parece que tudo está bem. Só isso.
Mas obg pela sua crítica.
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:20
Visto.
LC
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:20
Visto.
LC
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:13
Visto.
LC
De Zé Dasquina a 21 de Abril de 2009 às 23:04
Boa Noite!

Não assiti à entrevista na sua totalidade, mas os minutos e foram escasos que estive ligado, pareceu-me "A conversa da treta", de um PM pouco educado, e com um gravador de voz a desbobinar desculpas e mais desculpas...que não tem desculpa!
Eu sei que a oposição é fraca...mas este PM está de rastos..." O caso Freeport", levou-lhe o resto dos cabelos pretos que ainda tinha..
Abraço
JB
De Luís Castro a 22 de Abril de 2009 às 21:14
Visto.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds