Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Últimas de Bagdade

 
Falei agora mesmo com o nosso amigo Bassim.
Disse-lhe que há muita gente preocupada com o que lhe está a acontecer.
Ele agradece a vossa atenção e pede para vos transmitir que já arranjou outra casa e que a família está em segurança.
Promete amanhã mandar-me um mail com um post para publicar no "cheiroapolvora. Hoje não o poderá fazer porque está sem electricidade.
 
Ontem recebi dois mails dos rangers americanos que continuam na linha da frente, em Sadr City.
Vou partilhá-los convosco.
Luís Castro
 
 
Castro,
entrámos num grande tiroteio quando o nosso pelotão fazia uma patrulha.
Pedimos apoio e vieram outros strikers (carros de combate avançados). Continuámos a disparar até destruir o inimigo. Um dos meus soldados foi atingido numa perna, mas está bem.
 
SM
 
 
Castro,
como estás, meu Amigo?
Fico contente em saber que já estás seguro e em tua casa.
Foi um prazer acolher-vos e ajudar-te a conseguir as histórias que procuravas. As imagens que aqui conseguiram e que mostraram ao mundo foram fantásticas.
 
Os criminosos que lutam contra o governo iraquiano fazem a vida difícil a esta gente. Estou tentando coordenar o abastecimento de água ao exército Iraquiano, para que eles possam ajudar a população afectada pelos combates em Sadr City. O governo teve de impor horas de recolher às áreas controladas pelos criminosos. As pessoas estão a sofrer imenso porque a comida e a água não lhes está a chegar. Li nas notícias iraquianas que um engenho que pretendia atingir uma escolta do exército iraquiano explodiu e incendiou um mercado local. Esses homens são loucos e vão contra o que o Deus ensina.
 
Todos dos soldados foram felizes ao cuidar de ti e desejam-te bem. Muitos repórteres têm vindo aqui com atitudes de “Rock Stars”. Esperam que nós façamos os horrores da guerra aparecer como que por magia. Tu e o Paulo serão novamente bem-vindos. Apareçam quando quiserem.
Ganhar amigos como vocês foi extraordinário e fazem-me querer conhecer Portugal.
Mantenham-se em contacto.
 
BQ
 
publicado por Luís Castro às 19:16
link do post | comentar
83 comentários:
De Raquel Silva a 17 de Abril de 2008 às 19:55
Luís,
Parece-me que ganhou alguns amigos na viagem ao Iraque... Eles admiram-no muito, e isso não deve ser muito comum entre americanos e Jornalistas estrangeiros.
"Tu e o Paulo serão novamente bem-vindos. Apareçam quando quiserem". É uma espécie de convite... Ainda vai parar lá outra vez :D
Ainda bem que o Bassim está em segurança. Depois tem de nos explicar melhor o que aconteceu.
Bjs
Raquel
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:09
Raquel,
gosto de fazer amigos por onde passo.
E guardo-os para sempre.
Quanto ao Bassim, ele promete dar notícias ainda hoje.
Bjs
LC
De Alexandra Ribeiro a 17 de Abril de 2008 às 20:54
Ola Luis!

Desde já agradeço por partilhar esses emails connosco.
Eles são testemunho do grande homem, que está para lá do jornalista.
Como BQ diz não foi para lá feito em "rock stars", mas também outra coisa não seria de se esperar de si.
O Luis vive destas aventuras, como nos disse muitas vezes é preciso viver para sentir.
É de lamentar o clima que por lá se vive e para qual o fim ainda está bem longe.
Estou contente pelo Bassim estar bem, ele tornou-se uma pessoa muito querida por nós todos.
Fico à espera do post do Bassim para saber mais novidades.
Bjs
Alexandra Ribeiro
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:12
Não, Alexandra,
nuna me comportei como uma estrela.
É assim em tudo na minha vida.
Há quem o prefira. Talvez sejam mais conhecidos junto do público, mas falatar-lhes-á aquilo que deve nortear as nossas vidfas: sentimento e humildade.
Bjs
LC
De Rui Germano a 17 de Abril de 2008 às 21:42
Olá Luís , e leitores assíduos deste espaço...

E 1º Lugar quer agradecer a Deus, por estar num canto livre, destes horrores da guerra, mas a nossa "guerra" é outra.

Ter Amigos em todos os cantos do mundo é o privilégio de alguns; e tens a felicidade de ser um deles; caso é para perguntar, qual o Pais que foste e não tenhas lá um amigo, penso que nenhum...

Depois eu tenha uma opinião muito própria sobre esta guerra do Iraque, que a maioria da comunicação tem...

A pergunta que faço é esta. Será melhor uma ditadura como estava com o Sadam, ou esta "liberdade" que americanos quiseram dar a um povo que agora está 1000 vezes pior?
Eu sei o que penso, mas americano bons também os há, está visto pelo e-mail que escreveste...
Mas há um amaricano que causou isto tudo, ele é o presidente, e esse está no quentinho do seu lar...

Um Abraço e continua, estou por aqui sempre, muitas vezes sem escrever, porque as minhas opiniões muitas vezes são polémicas...

RG
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:15
Rui,
as tuas opiniões serão sempre bem-vindas, polémicas ou não.
O que seria do mundo se tivesse sempre a mesma cor? É na diversidade que nos complementamos.
Quanto aos americanos, o problema é a sua política externa...
Abraço
Lc
De Daniel Marques a 17 de Abril de 2008 às 21:53
Luís, não sei se será tema de um próximo artigo seu, mas se for eu espero: qual o motivo de uma mudança de casa tão repentina? E os bens, o Bassim conseguiu levar com ele?

Peço desculpa, de facto as minhas intervenções envolvem sempre muitas questões.

Quanto aos e-mails: são uma delicia!
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:16
Daniel,
espero por uma mail do Bassim para o publicar.
Pedi-lhe para excplicar o que aconteceu e como estão as coisas por lá.
Abraço
LC
De js. a 17 de Abril de 2008 às 22:49
Estas realidades fazem-me sentir muito pequeno.
Felizmente para nós, sociedade portuguesa, estamos bem ainda que no meio dos nossos problemas.

Numa altura em que as pessoas vivem pelo descartável, estes e-mails são realmente de uma grande força humana para consigo Luís. Enquanto homem e português orgulho-me bastante pela pessoa que é, obrigado mais uma vez.

A capacidade com que entra como jornalista e regressa com o convite entre amigos para voltar, é de uma beleza enorme.
Continue a nos emocionar, a nos fazer sentir vivos, com realidades que nos transcende ao comum português.

Fico muito contente pelo Bassim. Felizmente por agora conseguiu dar segurança à sua família o que é muito importante. Ainda bem que estão bem.

Um grande abraço Luís.
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:19
Amigo Santana,
não duvide que os nossos problemas são quase insignificantes se comparados com o o sofrimento daquela gente.
Mesmo com tudo o que por cá se passa, este cantinho é um paraíso!!!
Abraço
Lc
De filipelobo a 17 de Abril de 2008 às 23:39
Olá Luís,

Fico contente por já ter contactado o Bassim e que ele e a sua família estarem bem, apesar de todos os transtornos que resultaram de ter que mudar de casa e ainda mais naquele país e naquelas circunstâncias.
É sempre bom saber que se faz amigos e constata-se que os fez com os americanos que o ajudaram nas suas reportagens. As palavras deles demonstram isso.

Um abraço do tamanho do mundo,

Filipe Lobo



De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:20
Filipelobo,
estou cheio de voltade de voltar!
Abraço
LC
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:21
Abraço grande,
também para si e para Madeira.
LC
De João Calviño a 17 de Abril de 2008 às 23:45
Eu até sou um bocadinho Anti-Americano... mas nao deixei de me arrepiar com aquelas palavras. Ao final de contas não deixam de ser humanos, tal e qual como nós. Pessoas (mto mais que militares) com coração e gratidão.
Uma morte que seja no iraque foi certamente uma morte a mais e completamente inutil. Seja lá de que parte for.
Boa Sorte aos que por lá ficaram, e aos que por lá desejam recosntruir a sua vida.

E em especial ao Bassim... Desejo-lhe a maior sorte... para ele e para a sua familia. Espero por noticias do outro lado do mundo ( transmite-lhe esta esperança, Luis, se faz favor) : )

De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:31
José,
são homens como nós que tentam sobreviver naquela guerra que parece não ter fim.
O problema são as políticas.
Eles só cumprem a sua missão.
Soldados são assim.
Quanto à vossa preocupação, o Bassim já é conhecedor, mas não deixarei de voltar a transmitir essa esperança.
Abraço
LC
De joão calviño a 18 de Abril de 2008 às 21:59
Exactamente... como me disse o Fernando Nobre, num documentário que recentemente gravei sobre e a AMI...

Pode nao parecer mas, não existem vidas humanas com mais valor que outras, seja la de que parte for, de que cor, etnia ou convicção. parece que ha mta gente a esquecer-se disso, principalmente a politica externa.

Tenho pena no que o mundo se está a tornar... :S tenho pena de se dispensarem vidas humanas assim, seja a nacionalidade
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 23:23
João, todos juntos ou cada um à sua maneira poderemos tornar o mundo um pouco melhor.
Desistir, nunca!
Abraço
LC
De joão calviño a 18 de Abril de 2008 às 23:35
é um dos meus lemas...
"Deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrámos", by Robert Stephenson Smith Baden-Powell, fundador do escotismo mundial.
:)
De Luís Castro a 19 de Abril de 2008 às 15:14
E devia ser de todos!
Abraço
LC
De Patti a 18 de Abril de 2008 às 00:41
Olá Luís,

Fico contente pelo Bassim e espero como toda a gente que aqui vem pelo post dele.

Não pude deixar de sorrir com o soldado americano a dizer: Castro, como estás, meu Amigo?

Até breve!
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 08:33
Patti,
depois de tudo o que me foi acontecendo sempre que fui ao Iraque e em que tive sempre imensos problemas com americanos, finalmente um me chama amigo.
Nunca é tarde...
Bjs
LC
De Patti a 18 de Abril de 2008 às 14:38
Estava a lembrar-me do "outro Castro", aquele tão amigo dos americanos e vive-versa!
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 15:46
Ah, o meu primo Fidel.
Confesso que não tenho grande simpatia por ele.
Não gosto de ditadores.
Sempre fui admirador demuitos dos valores da América, não poss é concordar com grande parte da sua política externa.
Bjs
LC
De Patti a 18 de Abril de 2008 às 16:02
Será que Cuba vai ser a sua próxima guerra'

Espero que não, por si (apesar de gostar de trabalhar nesses cenários) mas principalmente por eles!
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 19:43
Patti,
não, por enquanto julgo que não.
Só se rebentasse um conflito armado, o que não me parece que vá acontecer tão cedo.
Bjs
LC
De alex a 18 de Abril de 2008 às 09:32
luis.. k post extraordinario... e desta vez até quase nem foi escrito por si... e sim para si...

estar aqui, neste cantinho, com chatices, mas em paz a dizer k o admiramos... parece-me fácil.
agora kdo isso vem de pessoas que embora de dois lados diferentes de um mesmo conflito, mas a kem a vida foi e é defenitivamente afectada, deve ser sem duvida muito melhor....

não faço juizos de valor sobre os iraquianos, americanos ou seja k nacionalidade for só por isso... a mim pessoalmente, tenho e kero ter uma visão mais humana e sim se calhar mais ingenua do k escreve

se a nos deste lado do monitor nos comove o que lhe foi escrito por homens em combate ,e em risco de vida diario... que turbilhão de emoções deve ser para si receber estas mensagens...

kto ao bassim... akilo k me ocorre, é imaginar k um dia nem ele nem nenhum homem de bem, tenha que partir por razões como esta de guerra.
dou por mim preocupada com ele e a familia dele como se de um velho conhecido se tratasse.

isso é merito seu luis, e até consigo perceber que numa lógica estranha isso o faça kerer voltar

depois das reflexões da ultima semana... não imagino forma melhor de retomar os seus posts

grande luis,
obrigada bjs
alex



De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 12:11
Alex,
num conflito ou em algo que oponha duas partes, para um jornalista, das duas uma: ou ambos gostam do nosso trabalho ou nenhum o aprecia.
Se assim for, será sinal que fomos imparciais.
Quanto ao tal turbilhão, nem lhe falo...
Bjs
LC
De alex a 18 de Abril de 2008 às 12:26
não fala?... k pena...
mas axo entendo, e respeito!

imparcial e respeitador de todas as partes envolvidas disso não tenho duvidas nenhumas...

obrigada
bjs
alex
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 12:35
Alex,
tudo se resume a isto: TIREM-ME DAQUI!!!!!!!!!!!!!!!!
bJS
lc
De alex a 18 de Abril de 2008 às 12:44
ah pois é ... desconfiei k fosse isso........

aproveite para recarregar baterias... vai precisar para kdo lá voltar...

sim, k disso não tenho duvidas...

beijo grande luis
aproveite o seu fim de semana ok?
alex
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 15:37
Obrigado, Alex.
Bjs e bom fds para si também.
LC
De Ana Cristina Brizida a 18 de Abril de 2008 às 09:48
Bom dia Luís,

Obrigada por partilhar connosco os mails dos Rangers.
Tenho a sensação que o convite so seu amigo Ranger BQ mexeu consigo e o Luís já está "em stress" para pegar na mochila e voar para lá. Verdade?
Também tem a noção que quando o fizer (seja para onde for) vamos todos consigo... mas na realidade ficamos neste cantinho à beira mar plantado com os nossos corações muito apertadinhos.

Ontem qd vi imagens no telejornal do ataque suícida, lembrei-me logo do Bassim e fiquei contente ao saber que está tudo bem com ele e com a família. Vi a foto dele no seu post anterior e achei-o super querido.

Desejo-lhe um bom fim de semana e descanse!

Bjs

Cris
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 12:14
Ana,
vocês já me começam a conhecer...
Se me fosse possível, era para lá que voava já hoje.
É lá que me sinto vivo e é lá que sinto que posso ajudar a tornar o mundo um pouco melhor à minha maneira, denunciando e dando voz a quem dela necessita.
Bjs
Bom fds pãra si tb.
Bjs
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 12:15
Sim,
quando voltar, seja para o Iraque ou para outro conflito qualquer - vocês vão todos comigo!!!
Bjs
LC
De Ana Cristina Brizida a 18 de Abril de 2008 às 12:46
O Luís é uma pessoa muito fácil de conhecer.
Há pouco uma amiga que mora em Virginia Beach, junto à Base Naval mandou-me umas fotos de soldados.... no comments. Já lhe falei do seu Blog e ela vai espreitar.

Fique bem

Bjs

Cris
De Luís Castro a 18 de Abril de 2008 às 15:39
Ana,
sou muito transpararente, o que nem sempre é bom.
Seja como for, prefiro ser assim.
Bjs
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds