Sábado, 9 de Maio de 2009

Discutam a Europa!!!

Porque razão não festejamos o dia da Europa?

Pelo facto da Europa ser por nós olhada como algo demasiado distante.

 

E porque já quase não festejamos o 10 de Junho?

Pelo facto de a independência da nação não estar em causa.

 

Os Rituais nascem de uma necessidade.

 

 

 

Na verdade, os portugueses não sentem necessidade de discutir a Europa.

Mal, digo eu.

 

E de quem é a culpa?

 

Os assuntos europeus,

para os jornalistas, “não vendem”.

para os candidatos em campanha, “não dão votos”,

para os líderes políticos, os assuntos nacionais “entram melhor”.

 

Depois queixem-se da fraca ida às urnas no dia das eleições Europeias!!!

 

Já agora, sabem que dia é hoje?

É o dia da Europa.

E sabem como tudo começou?

A 9 de Maio de 1950, Robert Schuman propôs uma Europa organizada para que o velho continente vivesse em paz.

 

Imagem -  Declaração Schuman de 9 de Maio de 1950

 

Saber mais sobre a “Declaração Schuman” em:

http://europa.eu/abc/symbols/9-may/decl_pt.htm

 

Luís Castro

publicado por Luís Castro às 14:27
link do post | comentar
20 comentários:
De Sílvia a 9 de Maio de 2009 às 21:53
Talvez o único acontecimento que actualmente festejamos, efusivamente e de forma consensual, seja simplesmente uma vitória da selecção nacional de futebol.


Nós, portugueses, temos tendência para nos preocuparmos mais com os assuntos que nos afectam directamente no quotidiano. A verdade é que, normalmente, as matérias europeias parecem pouco apelativas. Além disso, são percepcionadas como tendo pouca influência nas políticas existentes (embora esta ideia seja errónea)!

A menos de um mês para as eleições para o parlamento europeu o debate político circunscreve-se genericamente em torno da lista de candidatos de cada partido, de pequenas polémicas…
O verdadeiro debate político ainda não o vi.
Será que podemos tomar uma decisão verdadeiramente esclarecida, quanto à opção de voto?
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 13:59
Eu já tomei.
Já sei em quem não votar!!!
Bj
LC
De Isidr a 10 de Maio de 2009 às 00:08
Caro Luís,
depois de mais uma das suas análises certeiras, só acrescento uma nota pessoal.
Penso que as questões europeias, para muita gente, e salvaguardadas as devidas distâncias, são como que o tema "25 de Abril", para aqueles que como eu nasceram no início da década de 70 ou já depois: reconhecemos-lhe a enorme importância em termos teóricos mas na prática é algo que cada vez nos diz menos.
Sinceramente, embora com algum exagero, acho que só me lembro das instituições europeias e da sua acção, na questão dos quadros de apoio, como o QREN e pouco mais, ou então quando é entram em vigor directivas polémicas. Nem mesmo o facto de já ter estado em Bruxelas e de ter apanhado uma grande seca; perdão... depois de ter assistido a brilhantes prelecções (que puseram quase todos a dormir), com sessões várias em português, inglês e francês, me conseguiram motivar para o tema.
Reconheço a falha, mas até agora não encontrei alguém ou algo que me conseguisse fazer interessar muito mais que isso.

Isidro Bento

De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:05
É verdade, Isidro.
A culpa é nossa: jornalistas, políticos, fazedores de opinião, etc.
Ab.
LC
De M a 10 de Maio de 2009 às 10:49
Mas há quem discuta a Europa no seu dia:

http://www.ps.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=1521&Itemid=78

A Norte, em Cabeceiras de Basto, com a presença de Augusto Santos Silva e Capoulas Santos.
De RS a 10 de Maio de 2009 às 13:27
É pena que o PS esteja virado para si e não para os outos.
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:08
Só o PS????
Bj
LC
De RS a 13 de Maio de 2009 às 23:46
Claro que não!
O problema é que esta mentalidade está a ser assimilada pelo cidadão comum. Ganhar muito sem trabalhar… ser Chico esperto…
É como o Luís diz: “temos de construir”… na Educação, na Justiça, na Segurança, nos Valores…
Quem faz as leis, tem de as fazer para Todos!

BJ
De Luís Castro a 14 de Maio de 2009 às 20:47
Isso mesmo:
construir e não erguer muros.
Bj
LC
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:08
Ainda bem.
Se estivesse em Cabeceiras (onde vive toda a minha família - só eu é que ando desterrado) também lá iria.
Obrigado.
LC
De GorgeousMind a 10 de Maio de 2009 às 16:52
Olá Luís!
Bom tema (para mim, pelo menos...)!
Se soubesse o prazer que me dá discutir sobre temas nesta área, e se as pessoas percebessem que sem a Europa já não somos ninguém...
Era muito importante que as pessoas soubessem discutir a Europa em que nos inserimos, para perceberem o qunato importante é conhecer de facto as implicações que tem na nossa vida diária de cidadãos europeus.
Inclua mais vezes o tema. É uma sugestão!
Bjs
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:11
Vou tentar.
Até porque o assunto também me interessa.
Muito, mesmo.
LC
De PN a 11 de Maio de 2009 às 07:25
Olá amigo LC,
como dizia Winston Churchill, a história da Europa não se pode reduzir ao facto de que quando as nações são fortes nem sempre são justas, e quando elas querem ser justas não são suficientemente fortes.
Um Ab. Amigo,
Paulo
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:24
PN,
há todo um continente de especificidades.
Algumas também são nossas.
Ab.
LC
De Virgínia a 11 de Maio de 2009 às 10:22
Bom dia Luis
Portugal e o resto da Europa têm alguma coisa que valha a pena ser festejado?
A Europa é um velho Continente, ronceiro, decrépito, a viver do passado, sem iniciativas para o futuro a precisar de uma boa reforma.

Gostei de ouvir o discurso do Hugo Chavez a propósito do Buracão da Europa e dos Estados Unidos que deram com "os burrinhos na água", enquanto as economias emergentes se aguentam!
Reconheço que nessas economias emergentes muito desse 'esplendor' assenta em mão de obra escrava.
São as complicações deste nosso mundo!!!

E... BIBÓ PORTO...
Beijos




De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:26
Acha que não?
Concordo com algumas das suas considerações, mas acredito que o nosso futuro é um pé na Europa e eoutro em África.
Bj
LC
De Anónimo a 11 de Maio de 2009 às 13:35
Ola mais uma vez vou por um comentario k nao tem nada a ver k o post, penso k se deve ter esquecido eu volto a por o meu anterior comentario. Ja agora desculpe tar a ser melga :)
Quando foi preso pelo exercito americano em 2003 o Mario de Carvalho da CBS assistiu a ixo e nao o ajudou?
E k tenho o livro (comprei uma promoçao de 5 euros) dele e nao relata esse acontecimento.
Ainda nao tenho o seu por isso nao sei se o k esta no blog e apenas uma apanhado do livro, e k sou estudante e tipo e um bocado caro pra mim.
Ser puder responda abraços :)
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:28
É verdade, não te respondi.
Desculpa!
Vai às tags do lado direito do blog (sobre o Iraque) e encobntrarás as respostas.
Se não forem suficientes, "melga" outra vez... rs...rs...rs...
Estou a brincar, não melgas nada.
Ab.
LC
De José Fernandes a 11 de Maio de 2009 às 22:16
Luís,

Para muitos dos portugueses, o único assunto europeu importante é saber quem participa nas competições da UEFA.
Se perguntares a algum sportinguista o que festejou a 9 de Maio, ele responde que festejou o acesso à pré-eliminatória da Champions League rs rs

Ab
JF
De Luís Castro a 13 de Maio de 2009 às 14:36
Bem observado!!!!!!!!!!!!!!!!!
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds