Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

O que eu faria se fosse Sócrates

 

 

Antes de mais, reflectia.

E reflectia sobre como estancar a hemorragia.

O PS perdeu eleitores para todos os partidos.

 

Está visto que a força do Bloco de Esquerda foi conseguida à custa do descontentamento dos professores, uma base importante do eleitorado socialista. Bastaria mudar a ministra e procurar um consenso para recuperar muitos desses “revoltados”.Tarefa ao alcance de quem saiba ouvir.

Sim, porque quando Deus nos fez, fez-nos com uma boca e duas orelhas, ou seja, para ouvirmos o dobro do que falamos.

 

Ontem, Maria de Lurdes foi mal educada com os jornalistas à saída do Hotel Altis.

Será que lá dentro alguém a culpou pela derrota do PS? Suspeito que sim.

Basta olhar para os resultados em Timor e perceber que os professores portugueses terão votado maciçamente no Bloco.

 

Assim, hoje mesmo teria remodelado o governo e amanhã apresentava a Cavaco Silva os substitutos de Maria de Lurdes e Mário Lino, outro dos ministros demasiado desgastado.

 

Elegia a Justiça como a prioridade dos próximos meses.

Demitia Vítor Constâncio e exigia publicamente celeridade à Justiça nos casos BPN, BPP e FREEPORT.

Anunciava a suspensão da linha do TGV Lisboa-Porto-Vigo.

 

Com estas atitudes, mostrava que sabia tirar ilacções dos resultados de ontem e, acima de tudo, humildade.

Os portugueses sabem perdoar.

 

Luís Castro

 

***Amanhã direi o que faria se fosse Ferreira Leite

publicado por Luís Castro às 20:27
link do post | comentar
46 comentários:
De José Fernandes a 8 de Junho de 2009 às 21:15
Olá Luís,

Sócrates deve pensar que meteu os pés, que cometeu um erro de casting com a escolha de Vital Moreira.
E porquê ? Porque Vital Moreira para além de não ter qualquer capacidade política e de mobilização dos eleitores, é arrogante e até mal educado (quem quiser confirmar pode rever o debate da RTPN).
Mas deve também pensar na capacidade de trabalho de três homens de luta, Nuno Melo, Paulo Rangel e Miguel Portas.
Teve excesso de confiança, e as sondagens (duvidosas) alimentaram essa confiança.

Ab
JF
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 14:41
Sócrates não parece bom nas escolhas:
Mário Soares, Vital Moreira e alguns ministros.
Há que aprender com os erros.
Ab.
LC
De Pedro Figueiredo a 20 de Junho de 2009 às 13:37
Por acaso tenho uma leitura diferente.
Sabe e muito bem fazer as suas escolhas, mas fá-las de forma perversa. Não pode é haver no PS uma estrela que brilhe mais do que a sua (do engenheiro).

Até conseguiu apagar a de Mário Soares, promovendo um desentendimento entre históricos do partido.

Mas cabe na cabeça de alguém que um líder, em nome dos superiores interesses da instituição que dirige, não procure por todos os meios apaziguar divergência de interesses entre os seus elementos, ainda para mais tratando-se de dois pesos-pesados, como era o caso de Mário Soares e Manuel Alegre?

Alguém viu o engenehrio servir de mediador? Creio ter mesmo tentado apagar o fogo com gasolina!

Escolhe e escolhe-os a dedo!
Mantenho a minha: vamos ver se nas legislativas o PS não volta cosmeticamente renovado e arranca outra maioria absoluta...
De Luís Castro a 21 de Junho de 2009 às 17:20
Continuo a prever que Sócrates se mantém perto da maioria absoluta.
Vamos ver.
Ab.
LC
De Anónimo a 8 de Junho de 2009 às 21:21
Eu confesso... sou professor e votei no Bloco! ;)
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 14:41
Lá está.
Ab.
LC
De Pedro Oliveira a 8 de Junho de 2009 às 21:22
isso era se o PM não fosse orgulhoso e o "malhador" um teimoso.
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 14:42
Sei o que é ser teimoso.
Eu sou muito teimoso.
Por vezes é um defeito.
Ab.
LC
De SOGRO a 12 de Junho de 2009 às 19:59
Ate que enfim que o deixei de ver ser TEIMOSO.

UM GRANDE ABRAÇO DO S.S.
De Sílvia Castro a 12 de Junho de 2009 às 23:52
Euuuuuuuuuuuu?????????!!!!!!!!!!!!!!!!
Ab.
LC
De Sónia Gonçalves a 8 de Junho de 2009 às 21:34
Boa noite Luís ! bem que os Portugueses estavam a precisar destas mudanças, concordo plenamente , o mal é que os políticos usam as duas orelhas para ouvir com o intuito de poder falar o dobro da pessoa anterior. até fala bonito na altura de eleições que para eles é mais uma festa. o mal é que não sabem trabalhar, pois não podem arregaçar as mangas para não estragar os fatos de grandes marcas, e vergasse bem nem sempre as costuras são resistentes. isto é têm demasiada posse para fazerem algo pelo pais. acho que não precisamos de caras para propaganda precisamos é de trabalhadores e acho que nas próximas eleições os Portugueses ainda vão cair na conversa de Manuela Ferreira Leite.
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 14:46
Saber ouvir é uma virtude!
Bj
LC
De mulherimaginaria a 8 de Junho de 2009 às 22:02
Por acaso, ainda hoje fiz um post sobre quem ganhou realmente as eleições....o BE....mas vendo este ponto de vista acerca dos professores (não tinha pensado nisso), já acho que ninguém ganhou....todos temos a perder se isto não se alterar. ~

Aguardo ansiosa o próximo post, acerca daquela senhora, que por muita boa vontade que possa ter, na minha modesta opinião ligeiramente tendenciosa para a direita (nas questões económicas), mas claramente aberta a mudar para o centro (nas questões sociais), e nalguns casos, obviamente esquerdista (algumas questões como aborto, eutanásia, casamentos gays, liberalização de drogas leves, etc), não tem qualquer perfil para primeira ministra de Portugal. Não falta muito para vermos esse cenário...

Cumprimentos.
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 14:47
Há que tirar lições e saber ouvir.
Bj
LC
De Miguel Teixeira a 8 de Junho de 2009 às 23:16
Muito bem Luís. Análise acertada. Engraçado, que ontem à noite e depois de verificar os resultados e a subida do Bloco de Esquerda, percebi com facilidade que este partido tinha conseguido atrair muitos milhares de professores, classe a quem a Ministra da Educação "partiu a espinha dosal", parafraseando o Rangel. Pela primeira vez na minha vida votei no Bloco, e ontem senti-me de bem com a minha consciência. Muita gente que votou Bloco é professor por este país fora e sabe bem, o que tem passado com este Ministério da Educação. Curiosamente não vi nenhum dos teus colegas das outras TV (s) ou comentadores de serviço, a apontar para este facto, ou seja, uma quebra de afectividade real dos professores com o PS, partido para cuja maioria absoluta contribuiram em massa em 2005.
Temo bem que o Sócrates não vá fazer nada do que tu lhe estás a aconselhar. E sendo assim, dificilmente chegará à maioria absoluta. Quanto à entrada da Ministra no Altis e a forma como se relacionou com a comunicação social, é absolutamente inaceitável. Julgo que esta senhora "não deve andar mt bem com a vida que tem!" Grande abraço Miguel Teixeira
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 15:00
E como tu, muitos jovens também o fizeram.
Todos aqueles que olham para o PS e para o PSD como alguém que não os convence.
Ab.
LC
De TELMO BÉRTOLO a 8 de Junho de 2009 às 23:30
Olá, Luís!
O que tu observas, é o que faria qualquer pessoa sensata! Não é o caso de José Sócrates, que já deu bastos exemplos do contrário. O actual primeiro-ministro é o exemplo perfeito da pessoa que se apanha de repente à frente dos destinos do País e fica deslumbrado! Esquece-se de que há Comunicação Social, eleições periodicamente e de que as pessoas não são estúpidas, ao contrário daquilo que estes políticos cor-de-rosa julgam.
Também concordo de que os professores terão dado uma 'ajuda' para este governo não se desviar da rota da queda. Sócrates ficará na História como o político que conseguiu a primeira maioria para o PS, mas decerto também ficará na mesma História como o político que desbaratou a simpatia de que gozou e não foi reeleito para um segundo mandato!...
Estaremos cá para ver...
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 15:00
O tempo é o melhor juiz.
Abraço
LC
De Elsa Silva a 9 de Junho de 2009 às 01:00
Boa noite Luís!

Fez aquilo que o PM não quer fazer, uma análise.
É preciso interpretar os sinais que as pessoas vão dando.
O povo está farto de ler notícias como esta que foi publicada ontem no Público - “Tribunal de Contas: despesas públicas irregulares subiram 60 por cento em 2008.”

O PM admitiu a derrota mas diz que vai continuar com o mesmo tipo de medidas.
Será que não entendeu o resultado das eleições?
Que tem de mudar de rumo, caso contrário, perde o lugar.
Que já ninguém aguenta a falta de ideias, a corrupção, o desemprego, …

Quero a Democracia conquistada no 25 de Abril!!!
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 15:01
É preciso saber ler à nossa volta.
Quando não fiz, dei-me mal...
LC
De SeaKo a 9 de Junho de 2009 às 03:40
Antes do Verão:
Começava por perguntar ao PSD quais os projectos de investimento para congelar, e qual é a sua posição qt ao que fazer com o BPN/BPP...e implementar essas opções.

Depois do Verão:
Convidava o BE para arranjar 3 ministros para integrarem o próximo Governo: Educação, Saúde e Adm. Interna. E depois é esperar para ver qt tempo dura a Lua de Mel com os "alegres protestantes". c/ o patrocínio do vereador Zé Sá Fernandes!
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 15:03
Sim,
porque não basta criticar.
É preciso mostrar alternativas.
Ab.
LC
De filha do administrador a 9 de Junho de 2009 às 11:16
bom, eu não sei se tomaria essas medidas todas
se o objectivo fosse só ganhar eleições talvez, se fosse avançar com o país, não
e não sendo a preocupação ganhar, manteria a m.educação porque a considero uma mulher com objectivos, vontade fazer, coragem para mexer em águas nunca antes navegadas e estagnadas e com isto não quero dizer que os professores são todos maus, mas há uns muitos maus que se estão a esconder atrás dos muito bons (e alguns dos muito bons deixam-se enganar com isso).
depois, sim penso que Mário Lino está a precisar de arejar por outras bandas e vir alguém com ideias mais inovadoras e coerentes
depois, penso que Fernando Teixeira dos Santos, também estava a precisar de férias e vir alguém com conhecimentos mais profundos sobre a economia e com mais "ginástica mental".
quanto ao TGV, manteria sem dúvida, e até apostaria mais nas ferro-vias.
quanto à Justiça... ui ai, não era só acelerar os processos BPN, BPP, Freeport, era dar um abanão tão grande quanto foi dado na educação. mesmo muito grande.

mas estou consciente que nenhuma destas medidas o faria ganhar as eleições
De Luís Castro a 10 de Junho de 2009 às 15:07
Independentemente da qualidade ou não de Maria de Lurdes, a Ministra da Educação pode levar Sócrates à derrota.
Bj
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds