Sábado, 27 de Junho de 2009

Asneira!

As datas estão trocadas.

Primeiro deveriam ser as eleições autárquicas e só depois as legislativas.

20080711-150313_AUTO_sinovaldo.jpg image by oprofeta

 

Explico:

Nos dias e semanas seguintes às legislativas o debate será sobre os resultados,

para apontar os derrotados e encontrar os culpados,

louvar os vitoriosos,

saber quem vai formar governo e quem serão os ministros.

Mais ainda se PS e PSD ficarem próximos e se tornar possível ao segundo partido formar governo por coligação.

 

Vão rolar cabeças no PS ou no PSD.

Ferreira Leite ou José Sócrates deixarão de ser líderes,

irá discutir-se o futuro desses partidos,

aparecerão candidatos e serão marcados congressos extraordinários para quem perdeu. Só depois haverá espaço nas agendas mediáticas para as campanhas autárquicas.

 

Todos sabemos a importância das televisões em tempo de campanha eleitoral, sobretudo nas autárquicas. Por se tratar de assuntos mais localizados – normalmente excluídos dos media por não serem transversais e de interesse geral – essa é a grande oportunidade do debate político se fazer mais próximo dos eleitores.

 

Assim, as autárquicas serão atiradas para o meio ou final dos alinhamentos dos Telejornais. Nessa altura o tema será “esmagado” porque já se passaram vinte ou trinta minutos a discutir política nacional e as audiências não aguentam tanto massacre.

 

A disputa em Lisboa ocupará o espaço que sobejar.

Aos outros pouco restará.

 

Luís Castro

Categorias: ,
publicado por Luís Castro às 22:43
link do post | comentar
18 comentários:
De João Oliveira a 27 de Junho de 2009 às 23:16
De resto, desde que tenho memória, sempre se processou assim - autárquicas primeiro, legislativas depois. Durão Barroso chegou ao poder em 2002 depois da "derrocada" eleitoral do PS, na altura liderada por Guterres.
Terá sido a marcação da data da autárquicas para 11 de Outubro uma estratégia do Governo para minimizar o efeito da votação, caso obtenha um resultado semelhante ao das Europeias?
De João Oliveira a 27 de Junho de 2009 às 23:17
Minimizar, não. Evitar.
De Luís Castro a 28 de Junho de 2009 às 18:08
Visto.
LC
De Luís Castro a 28 de Junho de 2009 às 18:08
Não me parece.
LC
De mariali a 28 de Junho de 2009 às 16:15
Cá vai a minha opinião... penso que é melhor como está. Nas eleições autárquicas os eleitores votam mais no candidato como pessoa e não como político. Não necessitam de propaganda, nem de debates televisivos. Eu já não os consigo ouvir...
De Luís Castro a 28 de Junho de 2009 às 18:16
Aí já somos dois.
Mas a democracia é feita de debate e diversidade de opiniões.
O problema é como eles fazem política.
LC
De joão a 28 de Junho de 2009 às 23:06
Realmente começa a ser complicado ouvir, ver, ler, tolerar o debate politico em Portugal, tal á mediocridade do seu conteúdo.

Quanto às datas das eleições, julgo não ser relevante o alinhamento pois nas autarquicas vota-se mais na pessoa que propriamente no partido A ou B, no entanto perante uma derrota concludente do PS, que é previsivel poder acontecer isso terá também impacto nas autárquicas.

De Luís Castro a 29 de Junho de 2009 às 00:28
Refiro o "esmagamento" a queos assuntos locais vão ser sujeitos perante a discussão pós legislativas.
Ab.
LC
De José Fernandes a 28 de Junho de 2009 às 23:29
Deviam era juntar também as eleições do SL Benfica, e fazer 3 em 1.

Ab
JF
De Luís Castro a 29 de Junho de 2009 às 00:29
Não sei se as do Benfica não teriam mais afluência...
Rssss........
LC
De José Fernandes a 29 de Junho de 2009 às 21:10
Não tenhas dúvidas, nem que fossem fretados aviões para levar os sócios a votar... rs rs rs

Ab
JF
De Luís Castro a 1 de Julho de 2009 às 20:24
rsrsrsrsrs
Ab.
LC
De RUI FERREIRA a 29 de Junho de 2009 às 11:02
JULGO QUE O CRITÉRIO ADOPTADO, TEM COMO OBJECTIVO "MANTER" EM FUNCIONAMENTO "O PODER LOCAL".
AS LEGISLATIVAS VAI SER UM "BICO DE OBRA". O SR PR JÉ SE APERCEBEU DISSO. AS RAZÕES SALTAM Á VISTA. O "PS" ESTÁ DESGASTADO PELO PODER. A SRA. MFL NÃO TEM "PERFIL"PARA 1ª MIN.
VAI SER UMA INCÓGNITA, MAS O QUE ME INTERESSA É "PROCESSAREM-ME "O TACO" MENSALMENTE.
EU NÃO ACREDITO EM "POLÍTICOS" TRESMALHADOS"
E "OPORTUNISTAS".
UM ABRAÇO LC
RUI
De Luís Castro a 1 de Julho de 2009 às 19:54
Tresmalhados andamos nós!
Ab.
LC
De Rui Germano a 29 de Junho de 2009 às 19:25

Também concordo - é asneira....

O melhor até era ser no mesmo dia, tudo...

Até porque eu só vou votar uma vez, não vou ter o trabalho de sair duas vezes de casa para votar, tenho mais que fazer...

O dia das câmeras vou ao cinema... mais um para a abstenção.... afinal se é o dia das Câmeras... Câmera... Acção...

No dia que se decide que me vai governar, não poço deixar de ir, afinal para se poder falar tem que se ter algo na mão para se poder atirar... quem não vota, não deve falar...

;)
De Luís Castro a 1 de Julho de 2009 às 20:22
Abraço.
LC
De JS Teixeira a 30 de Junho de 2009 às 13:48
Vejam o meu mais recente artigo acerca das novas patranhas do Ministro Mário Lino e do Ministério das Obras Públicas no blogue O Flamingo (http://o-flamingo.blogspot.com/).
De Luís Castro a 1 de Julho de 2009 às 20:28
vejo mais logo à noite.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds