Terça-feira, 7 de Julho de 2009

Merecia mais do que 11 anos?

Que o assaltante seja “condenado com severidade”, pediu o Ministério Público.

O Tribunal de júri, composto por 3 juízes e 4 jurados, somou os crimes e atribuiu-lhe 11 anos de pena efectiva.

 

O MP lembrou a forma violenta  e ameaçadora como os dois brasileiros trataram os sequestrados durante várias horas no interior da agência do BES, em Agosto do ano passado.

 

Wellington Nazaré foi também condenado à pena acessória de expulsão de Portugal e ao pagamento de 10 mil euros aos dois sequestrados.

 

                                                          Luís Castro

publicado por Luís Castro às 18:31
link do post | comentar
37 comentários:
De José Carlos Bragança a 7 de Julho de 2009 às 19:18
Esta pena envergonha-me enquanto cidadão nacional.
Tenho vergonha, agora não sei se dos magistrados ou do legislador, de quem faz as leis ou de quem nas aplica.
Esta pena, hoje conhecida, é um passaporte para a criminalidade violenta. Montesquieu eternizou a divisão de poderes, contudo era bom termos um comentário do ministro Rui Pereira.

Depois vemos policias a manifestarem-se e um pais com medo de andar na rua.

Será que quem faz este tipo de leis e/ou quem nas aplica dorme descansado? Fica a questão.
De Luís Castro a 7 de Julho de 2009 às 19:56
Isso é que me preocupa
a forma como aqueles dois polícias foram barbaramente atingidos na cara.
Ab.
LC
De Jorge Soares a 7 de Julho de 2009 às 19:51
O que é uma pena justa?, já li sentenças de menos anos a pessoas que mataram outros seres humanos, quantos anos é que apanhou a mãe da Joana?..... não sei se será justa ou não, mas vou estar atento aos comentários a este post...acho que vão dizer muito do que é a nossa sociedade.

11 anos de prisão efectiva e expulsão do país.... pelo menos neste caso, fez-se justiça.

Jorge Soares
De Luís Castro a 7 de Julho de 2009 às 20:04
Jorge,
os comentários que aqui vão sendo colocados também são uma ferramenta de leitura para mim.
É importante saber o que os outros pensam e como pensam.
Este blogue tem sido extremamente útil para mim, como julgo que sabes.
Ab.
LC
De Jorge Soares a 8 de Julho de 2009 às 10:36
Luis, o meu comentário não era uma critica ao post, não sei se foi a ideia que passei, mas de modo algum estava a criticar o teu post, que acho bem pertinente.

Estou completamente de acordo contigo, é importante saber o que os outros pensam e como pensam, porque ninguém é dono da verdade e é da troca de ideias que pode vir o conhecimento.

Dito isto.. fiquei desapontado com os comentários...

Abraço LUis
De Luís Castro a 8 de Julho de 2009 às 22:14
Jorge,
claro que entendi!
E mesmo que fosse contra, teria toda a minha atenção.
Ab.
LC
De RUI FERREIRA a 7 de Julho de 2009 às 20:05
espera-se tudo e mais alguma coisa. lembrem-se de um grande escandalo ocorrido na madeira com um padre brasileiro que cometeu um crime, foi condenado, mas o espanto foi "deixá-lo" fugir, e irem entrevistá-lo ao brasil.
até deu a "entender", que ele era inocente.
bt lc ....
De Luís Castro a 7 de Julho de 2009 às 20:10
E por lá ficou.
LC
De RUI FERREIRA a 7 de Julho de 2009 às 20:20
é ridiculo, mas é verdade. um polícia primeiro tem que ser alvejado. não pode por alta recreação,mesmo sendo em "flgrante delito", alvejar o ciminoso.
tem por detrás "da acção", muitas barreiras.
por outro lado, conseguem deter alguns, mas a "justiça", liberta-os.
quanto a isto "batatinhas"....rui
De Luís Castro a 7 de Julho de 2009 às 21:40
Tudo isso provoca desmotivação nos agentes de autoridade.
´LC
De antónio meirelles a 7 de Julho de 2009 às 20:49
Já é do conhecimento de todos os portuguêses que a justiça em Portugal está para os criminosos.Já há grupos organizados de criminosos estrangeiros a actuar em Portugal.É um País paradisíaco para eles.tem de haver travão, penas de meter medo e a polícia ter poder para actuar nestas ocasioes, sem receios vindouros. daqui a pouco fazem e acontecem e ainda ficam a rir-se de nós
De Luís Castro a 7 de Julho de 2009 às 21:38
Há que dotar os agentes de autoridade de mais e melhores meios e punir severamente quem não cumpre a lei.
De outro modo os criminosos s~entem-se impunes, ao ponto de armar ciladas aos policias como aconteceu recentemente.
LC
De patti a 7 de Julho de 2009 às 20:49
Merecia, claro que merecia! Isto é quase uma impunidade, uma vergonha.

Sou amiga pessoal da responsável do BES, que foi sequestrada e sei tudo o que ela e toda a gente passou naquelas horríveis horas, assim como o que o ministério público afirma, quanto à violência dos sequestradores, ser a mais pura das verdades.

Eles estavam dispostos a tudo, Luís. Tudo mesmo!
De Luís Castro a 7 de Julho de 2009 às 21:39
Também acredito que sim.
De resto, a reportagem que acabou de passar na RTP, feita pelo Jorge Almeida, demonstra isso mesmo.
Bj
LC
De Elsa Silva a 7 de Julho de 2009 às 23:44
Olá Luís!

Não me apetece falar de crime.
Todos nós sabemos bem como se resolve esse problema. A legislação tem de mudar urgentemente.
Mudando de assunto, parece que somos um país de terceiro mundo. Hoje fui ao Centro de Saúde tomar a vacina do tétano e não me foi ministrada porque continua esgotada. Esta situação perdura há mais de um mês e o Ministério da Saúde nada diz sobre isto.
No Domingo vi-o na RTP2. Parabéns!

Bjs.
De Luís Castro a 8 de Julho de 2009 às 01:19
Obrigado!
Amanhã vou tentar saber sobre a vacina.
Bj
LC
De Diogo Rodrigues a 8 de Julho de 2009 às 04:17
Penso que 1ano de prisão deve ser bem duro... quanto mais 11, ouve-se falar cada coisa sobre as prisões portuguesas

Falando um bocado no geral e triste a policia não poder disparar quando necessário ou usar mais a força, parece que em Portugal o crime compensa


Luís isto pode ser uma pergunta muito banal mas presumo que esse wellington não tenha 10mil euros nem bens, como é feito nestes casos para ser pago o dinheiro as vitimas?

abraço []
De Luís Castro a 8 de Julho de 2009 às 22:13
Mas quando voltam à rua muitos retomam a via do crime!
Ou não foi duro, ou gostaram...
Ab.
LC
De Peace_Terrorist a 8 de Julho de 2009 às 11:35
Como paga a indemnização ? Vai ser a trabalhar, assaltar outro banco, á mão armada com recurso a reféns , quando for colocado em liberdade daqui 5 anos e meio, como é sua obrigação. Este homem consegue dar emprego, a mais gente do que o ex-ministro Manuel Pinho, é que o trabalho de ladrão é muito importante, principalmente nestes tempos de crise. Ora vejamos, se não existisse assaltantes, logo não existia policia, secretários policiais, ministério publico, juízes , arquivistas de tribunal, advogados, guardas prisionais, e por aí a diante... Aliás até afectava os meios de comunicação, no qual se inclui o Luís. Já tinham pensado nisso?!... Embora seja uma área , que em números de trabalhadores directos não envolva normalmente mais de 5 indivíduos (numero de lugares de um carro de alta cilindrada pedido emprestado a um cota com muita insistencia)*, já os postos de trabalhos indirectos, são arrisco-me mesmo a dizer que passam as largas centenas. São deste tipo de jovens empreendedores que tem a coragem de pegar numa arma, e apontar a pessoas completamente indefesas, em nome desenvolvimento económico primeiro individual e depois do país que nós precisamos para sair da crise. Não é qualquer um disposto a este sacrifício arriscando-se a ir preso que é uma coisa que ninguém gosta, olha, vejam o exemplo dos guardas que são pagos para lá estar não querem... Já para não falar no perigo de se aleijar, poder levar com um ou quatro balázios , mas olhem também se tiver de ser que se lixe... É em nome da ciência sempre se ajuda ao desenvolvimento da medicina.

Abraços :)
De Luís Castro a 8 de Julho de 2009 às 22:16
Leitura interessante...
LC
De Hernani a 8 de Julho de 2009 às 17:05
Com jeitinho ainda mete recurso e sai com pena suspensa.
De Luís Castro a 8 de Julho de 2009 às 22:24
Já pouco me surpreende.
Ab.
LC

Comentar post

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds