Sexta-feira, 6 de Junho de 2008

E se voltar a acontecer?

 

Durante o Euro2004, o telejornalismo foi patriótico e transformou-se numa máquina de produção ideológica. Pergunto: foi bom ou mau?

Cintra Torres, crítico de televisão, escreveu em A TV do Futebol - livro da minha amiga Felisbela Lopes -, que o jornalismo distanciado se apagou para dar lugar à propaganda. E passo a transcrever:

“Ao lado do logótipo da estação e da indicação ‘RTP1 Directo’, foi colocada uma bandeira nacional. Ao começar o Telejornal, o habitual travelling sobre o estúdio mostrava ecrãs de computadores desertos iluminados pela bandeira nacional em background, e mostrava também cachecóis e outros distintivos patrióticos não só nas mesas de trabalho como na própria mesa do apresentador do noticiário.” Volto a perguntar: e se acontecer novamente durante o Euro2008, será errado?

Mas tenho ainda mais três perguntas para vos fazer:

Aqueles jogadores dão-nos uma identidade nacional?

O que nos une mais do que o futebol?

Se a notícia tiver emoção, o jornalista deve esquecê-la?

Na verdade, o estádio é oval, a bola é redonda, mas a estupidez é quadrada.

E como não quero ser um coordenador quadrado, respondam-me, por favor.

 

Luís Castro

Coordenador do Telejornal da RTP

 

publicado por Luís Castro às 02:48
link do post | comentar
67 comentários:
De Sócrates a 6 de Junho de 2008
Julgo que cada vez mais, essa falta de união em volta de um símbolo nacional, que se aponta como um defeito, poderá ser visto como uma vantagem. Sou português, tenho orgulho em ser português mas não me choca no futuro quando me perguntarem a nacionalidade dizer que sou da União Europeia.

Há diferentes graus de sentimentos pertença que todos normalmente temos: agregado familiar, família, prédio/rua, bairro, cidade, região, país, uma união/aliança de países, continente, planeta, etc. Julgo que se aproxima a hora de subirmos mais um degrau, movendo o nosso foco do país para a "união/aliança de países" (União Europeia).

Também vibro com as vitórias da nossa selecção de futebol, ou não fosse um produto da sociedade Portuguesa, e também vibro também com os triunfos de outras selecções de outras modalidades. No entanto não deixo de considerar algum chauvinismo quando me coloco nessa posição. Afinal de que nos vale exultar uma selecção senão uma descarga química que nos provoca prazer? E porque acontece com actividades algo fúteis?

É com esta racionalização que procuro por em causa a necessidade de nos unirmos em volta de um símbolo nacional, em detrimento de um sentimento mais mundial (se assim o quisermos ver). Acho que deveríamos pensar que somos cidadãos do mundo antes de sermos cidadãos de uma nação, algo que não passa de um conceito criado pelo Homem e que tantos problemas e conflitos trouxe.
De Luís Castro a 6 de Junho de 2008
Sócrates, outro que não o primeiro, calculo...
Os portugueses precisam de mais símbolos de união.
Precisamos de ter orgulho nos nossos valores, na nossa pátria, na nossa bandeira, no nosso hino, na nossa História, enfim, em nós.
Pena é que estes sentimentos só se desenvolvam nestes momentos.
Abraço
LC

Comentar post

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds