Sexta-feira, 13 de Agosto de 2010

Simplesmente lamentável

Já o escrevi várias vezes:

tenho um profundo respeito por todas as profissões que cuidam da nossa segurança.

 

No entanto, este vídeo para o qual o José Fernandes me chamou a atenção é, no mínimo, surreal.

Reporta a uma situação do mês passado, em Braga, quando um idoso entrou em contramão.

 

 

publicado por Luís Castro às 14:54
link do post | comentar
36 comentários:
De Nuno Amaral Bastos a 16 de Agosto de 2010 às 13:21
Espero que tragam este vídeo ao conhecimento do publico em geral, através de um dos canais de televisão, porque uma situação destas não pode cair em saco roto: um agente, fardado, numa viatura de serviço, decide pura e simplesmente ignorar o perigo a que estiveram expostos todos os inocentes que por ali circulavam!

O comportamento deste cidadão é digno dos mais rasgados elogios, mas os restantes que interromperam a marcha e facilitaram a manobra fizeram bem mais que este suposto "agente da lei".

Mais um tiro na credibilidade dessa grande instituição que é a GNR. A menos que o caso tenha consequências ...
De maria moura a 16 de Agosto de 2010 às 13:37
Há uma obrigação moral e ética de trazer este acontecimento a público, a nula actuação da polícia deveria ser punida, para eventuais casos futuros não se repetirem. É uma atitude impensável e não desculpável.
Sinto-me na selva, cada um por si.

:|

mmoura
De Jorge Miranda a 17 de Agosto de 2010 às 11:29
Olá Luís, como foram essas férias...pelo que vi boas e merecidas. quanto à situação só me faz pensar se em alguns dos graves acidentes que aconteceram motivados por ocorrências parecidas , não teriam sido evitados se a GNR tivesse actuado? Quero crer que o que o video relata é uma situação pontual ou também não sabemos se o condutor da viatura da GNR não poderia estar com algum desarranjo intestinal que exigisse a pronta presença em um qualquer próximo WC. Enfim são circunstâncias que não são de estranhar no país que temos. O que vale é que ainda existem anónimos que provam que o mundo ainda tem salvação. Bem hajas.
De Susana Pereira Torres a 17 de Agosto de 2010 às 17:04
Felizmente que ainda há quem ache surreal e lamentável esta situação, pois assim ainda posso acreditar e continuar a transmitir aos meus filhos valores como o civismo, humanidade, respeito pelos outros, ajudar quem precisa e ensinar-lhes que se estiverem em apuros podem e devem contar com as Autoridades. Ao ver actuação do profissional da guarda de trânsito, tenho uma curiosidade: se fosse uma senhora ao volante? E se fosse um jovem condutor?A atitude seria igual?
Ainda há outro motivo de reflexão, nomeadamente as Autoridades que validadam e autorizam condutores sem acuidade (visual entre outras) e destreza a continuarem a conduzir, nesta vez correu bem para todos e da próxima será que vai ser assim?

Até breve

SPT
De Marta Santos Vieira a 17 de Agosto de 2010 às 17:52
Deve ser por causa de contributos como os deste sr . agente da psp que as estatísticas dos números de mortes na estrada teima em aumentar...
E agora pergunto: Porque não interrompeu a sua marcha e ajudou o idoso que, claramente e perante aquela situação, estava sob tensão imensa??
Pois, percebo, não trazia dividendos.
De Jacinta Oliveira a 18 de Agosto de 2010 às 16:01
Boa tarde.,

Como o Sr. Luís disse eu também respeito todas as profissões que cuidam da nossa segurança mas isto que vi é mais um dos casos em que ficamos a pensar, aquele "gajo" está a receber um ordenado para exercer o seu serviço correctamente e passa como se nada tivesse a resolver.
O que o senhor da viatura branca fez é o que qualquer um de nós deveria fazer, mas sei que raros são aqueles que o fazem e só devemos agradecer a pessoas como ele que ajudam os outros.
Se fosse uma mulher de certeza que o agente resolveria a questão com a maior das simpatias.
Todos nós temos a obrigação de exercer a nossa profissão correctamente mas um policia, médico, bombeiro e enfermeiro tem que a exercer mais correctamente ainda, lidam com vidas diariamente.
Isto trata-se de um acto de negligência, a falta de cuidado do agente poderia ter causado um acidente, com isto não quer dizer que o condutor da viatura preta não foi negligente mas todos nós cometemos erros e para mais quando se trata de um senhor de mais idade, imagino o nervoso que deveria estar.
O agente da policia também não deve saber que não se deve conduzir de mala aberta, ele também estava nervoso que até se a esqueceu de a fechar.

Cumprimentos,
De Pedro Neves a 19 de Agosto de 2010 às 11:47
Bom dia,

Este post está em destaque no Radar do SAPO, em http://www.sapo.pt

Boa continuação!

Pedro
De Joao Carvalho a 19 de Agosto de 2010 às 16:44
O agente da autoridade nao teve culpa absolutamente nenhuma, não actuou pois tinha estado numa operação stop, e esgotou os recibos das multas com os condutores que não fizeram pisca ao serem mandados encostar, ou que preferiram alimentar a familia em vez de pagar o seguro (pricipais causadores de acidentes, como toda a gente sabe).
Não podendo multar, não estava ali a fazer nada. Fez bem em ir embora visto não ter condiçoes de fazer o seu trabalho.
De JPedro a 19 de Agosto de 2010 às 20:27
Boas Sr. Luis

Situação altamente lamentável e a meu ver nem vale a pena continuar a "chorar" mais sobre o assunto por diversos motivos...

Há que actuar e por isso sugiro que este vídeo seja apresentado aos meios de comunicação televisivos e seja pedido um esclarecimento imparcial!
Venho por este meio solicitar que o envie aos meios de comunicação (só não o faço já por não saber se já foi feito e por respeito a si e ao autor do vídeo, pois os direitos do mesmo não são meus e tive conhecimento através do seu blog, que aproveito para felicitar...)

Sem outro assunto de momento
Cumprimentos
JPedro
De Ricardo Alexandre a 19 de Agosto de 2010 às 22:40
Não confio na polícia (já tinha razões pessoais para não confiar), não confio na Justiça (ainda tenho razões para não confiar), não confio no meu emprego por muito mais tempo, e não confio na generalidade dos políticos deste país!
Tanta desconfiança faz-me mal à saúde, mais vale partir à procura de ar mais saudável.

Comentar post

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds