Sábado, 6 de Setembro de 2008

2º dia de votos em Luanda

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=362068&tema=31

Repetiram-se os problemas de ontem.

Das 320 mesas em Luanda que deveriam reabrir logo pela manhã, mais de 100 voltaram a não o fazer por falta do “Kit Eleições”.

 

Tem sido interessante a forma como o presidente da Comissão Nacional Eleitoral vai justificando os problemas logísticos verificados aqui em Luanda, embora sem atribuir a responsabilidade pelo sucedido.

 

Igualmente interessante é a reacção dos observadores. Prudência e tempo para avaliar. A chefe da missão da União Europeia só vai reagir oficialmente na Segunda-feira, ao meio-dia.

 

Neste momento há poucas pessoas a votar, mas as urnas vão ficar abertas até ao final da tarde. Ontem, encerraram às dez da noite e a contagem decorreu pela noite dentro.

 

Luís Castro

Luanda

publicado por Luís Castro às 13:49
link do post
De David Correia Moreno a 6 de Setembro de 2008 às 21:34
As criticas e opiniões que aqui apresento, não se dirigem a CNE , pois as falhas cometidas podem ser justificadas ou não, cada cabeça sua sentença, com a falta de experiência, formação do pessoal, extensão do território, etc.
Como sempre, em Angola tudo é dúbio, até as opiniões dos estrangeiros que lá vão (nada que seja novo se nos lembrarmos de 1992), no entanto se se pretende ser credível (critica para os observadores europeus) tem que se manter uma postura o mais vertical possível e não andar com jogos de afirmações, pois é dessa postura vertical que, infelizmente, dependerá o futuro de todo um povo.
Eu julgava que essas pessoas que vão para outros países como observadores para credibilizar os actos eleitorais perante os seus países (UE, no caso), tivessem consciência de que a sua opinião conta, pelo que deveriam ponderar muito bem antes de dizer seja o que for, para evitar confusões ou qualquer aproveitamento do que dizem.
Digo isto, pois neste jogo de dizeres que se instalou, com meias notícias e outras opiniões válidas como as minhas (para ser democrático), ninguém me garante que a UNITA só formulou a sua pretensão de repetir as eleições (que parece culminou no pedido de impugnação) depois de ouvir as declarações da Sr.ª chefe dos observadores da UE, o que lhes "conferiu legitimidade".
Eu desejava que todos os intervenientes (partidos políticos, igreja, cidadãos, imprensa e observadores) ponderassem no que dizem, pois é só olhar 16 anos para traz (ou olhar à volta para quem estiver em Angola) para se lembrem das consequências de não o fazer.
Obrigado pela oportunidades, bom trabalho
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Reportagem Angola - 1999



Reportagem Iraque - 2005


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Guiné - 2008


Reportagem Afeganistão - 2010

Livros

"Repórter de Guerra" relata alguns dos conflitos por onde andei. Iraque, Afeganistão, Angola, Cabinda, Guiné-Bissau e Timor-Leste. [Comprar]



"Por que Adoptámos Maddie" aborda o fenómeno mediático gerado à volta do desaparecimento de Madeleine McCann. [Comprar]


Sugestões para reportagem



Milhão e meio de portugueses elegem diariamente o Telejornal da RTP.
E porque o fazemos para vós, quero lançar-vos um desafio: proponho que usem o meu blogue para deixarem as vossas sugestões de reportagem.

Luís Castro
Editor Executivo
Informação - RTP

E-mail: cheiroapolvora@sapo.pt

Perfil

Jornalista desde 1988
- 8 anos em Rádio:
Rádio Lajes (Açores)
Rádio Nova (Porto)
Rádio Renascença
RDP/Antena 1

- Colaborações em Rádio:
Voz da América
Voz da Alemanha
BBC Rádio
Rádio Caracol (Colômbia)
Diversas - Brasil e na Argentina

- Colaborações Imprensa:
Expresso
Agência Lusa
Revistas diversas
Artigos de Opinião

RTP:
Editor de Política, Economia e Internacional na RTP-Porto (2001/2002)
Coordenador do "Bom-Dia Portugal" (2002/2004)
Coordenador do "Telejornal" (2004/2008)
Editor Executivo de Informação (2008/2010)

Enviado especial:
20 guerras/situações de conflito

Outras:
Formador em cursos relacionados com jornalismo de guerra e com forças especiais
Protagonista do documentário "Em nome de Allah", da televisão Iraniana
ONG "Missão Infinita" - Presidente

Obras publicadas:
"Repórter de Guerra" - autor
"Por que Adoptámos Maddie" - autor
"Curtas Letragens" - co-autor
"Os Dias de Bagdade" - colaboração
"Sonhos Que o Vento Levou" - colaboração
"10 Anos de Microcrédito" - colaboração

Pesquisar blog

Arquivos

Abril 2016

Janeiro 2016

Outubro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Fevereiro 2013

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Categorias

política

economia

angola 2008

iraque 2008

sexo

afeganistão 2010

mau feitio

televisão

eua

mundo

amigo iraquiano

futebol

curiosidades

telejornal

saúde

iraque

missão infinita

religião

repórter de guerra - iraque

euro2008

guiné

humor

repórter de guerra - cabinda

acidentes

criminalidade

jornalismo

polícia

segurança

solidariedade

rtp

sociedade

terrorismo

afeganistão

caso maddie

crianças talibés

desporto

diversos

férias

futuro

justiça

todas as tags

subscrever feeds